A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Para Cobrança Eletrônica de Pedágio

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Para Cobrança Eletrônica de Pedágio"— Transcrição da apresentação:

1 Para Cobrança Eletrônica de Pedágio
Uso do Para Cobrança Eletrônica de Pedágio Maurício Moura da Luz

2 A Empresa Desde 1986 atua no mercado de informática
Desenvolvimento de Sistemas: Grupo Petrobrás, Vale do Rio Doce, Souza Cruz, Gilette, Fleischman Royal e outras grandes empresas; Operacionalização de CPD: Caixa Econômica Federal; RFID – Distribuidor Transcore: Ponte S/A, LAMSA e CRT Participando do SINIAV desde 2006. LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

3 SEAGULL x SINIAV Participação ativa nos Grupos de Trabalho que definiram o SINIAV Desenvolvimento de uma Tag SINIAV semi-passiva Desenvolvimento de um Leitor SINIAV de alta sensibilidade Implantação de Projeto Piloto no Rio de Janeiro Solução Completa SINIAV LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

4 Bases do SINIAV O SINIAV é uma extensão do padrão ISO : utiliza UHF com backscatter Vantagens: Baseado em um protocolo bem sucedido com suporte da indústria mundial e agências reguladoras Tag de baixo custo Tag permite uma extensa vida útil da bateria por evitar a necessidade de transmissão ativa. Reflete parte da potência emitida do leitor LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

5 Bases do SINIAV Sensibilidade ótima é proporcionada por um receptor apoiado por bateria Permitindo incrementar significativamnte o alcance da tag (de 5-10 metros para metros), se necessário Provendo energia para apoiar a criptografia e execução dos comandos SINIAV por um microcontrolador Todavia leitores de mercado não são projetados para tirar proveito de tags mais sensíveis Energia recebida pela tag dissipa na razão de 1/(distância)2, mas a energia devolvida para o leitor dissipa na razão de 1/(distância)4 Assim, é necessário uma excelente sensibilidade do leitor para acompanhar tags mais sensíveis O Projeto Seagull consiste não só de uma tag altamente sensível assistida por bateria, como também de um leitor especializado com sensibilidade equivalente. LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

6 A Tag Seagull Tempo de bateria > 7 anos
Antena Microcontrolador CI RFID Bateria Tempo de bateria > 7 anos Sensibilidade melhor que -30 dBm Disponível no início de 2012 LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

7 O Leitor Seagull Sensibilidade ~-90 a -100 dBm em taxa de dados
Antena(s) Microcontrolador Chipset Sintetizador baixo ruído Circulador & cancelamento Amp Baixo Ruído Amp de potência Power-over-Ethernet e/ou UPS Porta Ethernet Sensibilidade ~-90 a -100 dBm em taxa de dados Suporte completo ao SINIAV (G0 e G1) e capacidade para upgrade Disponível em meados de 2012 LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

8 Desafios do M.L.F.F. Regulamentação apropriada => Agências Reguladoras Necessário operar com alto nível de adesão => SINIAV Justificável com alto tráfego => Rodovias em torno da Capital Tratamento da Inadimplência: => Modelo de Negócio Tecnologia de Identificação: rápida, segura, múltiplas pistas, discriminação das pistas Classificação de veículos: => Sensores de Piso, Aéreos e o próprio Tag LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

9 Legislação SINIAV Lei Complementar nº 121
Resolução CONTRAN nº 212 Resolução CONTRAN nº 338 Portaria DENATRAN nº 227 Protocolo Portaria DENATRAN nº 281 Portaria DENATRAN nº 570 Portaria DENATRAN nº 571 LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

10 Bases de Adesão (Resolução 2012)
Art. 3º. item 1 do Anexo I da Resolução no. 212/2006 do CONTRAN alterada pela Deliberação CONTRAN No. 113 de 6 de Julho de 2011, que passa a vigorar com a seguinte redação: 1. O processo de implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos – SINIAV terá obrigatoriamente de iniciar em todo o território Nacional, até o dia 01 de janeiro de 2012 e ser concluído até o dia 30 e junho de 2014 LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

11 Identificação de Todo Tipo de Veículo
LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

12 SINIAV Multilane e Portais
Faixa única de rolamento: haverá somente uma antena com seu leitor. Múltiplas faixas (“multilane”): o sistema de leitura deve obrigatoriamente ser capaz de identificar em qual pista passou o transponder, independentemente de alguma operação de escrita no transponder. A polarização deve ser obrigatoriamente linear horizontal. LEI COMPLEMENTAR nº 121 destacar 1 pt

13 PROJETO PILOTO EM CONDIÇÕES REAIS DE OPERAÇÃO DO SINIAV AUMENTAR CARRO

14 FISCALIZAÇÃO EMISSÃO POSTO FIXO Aeroporto trocar general justo

15 Verifica a Pré-emissão Dados da Placa Eletrônica
Emissão Segura Console de Emissão DENATRAN ECS Solicita emissão Verifica a Pré-emissão Dados do veículo OK Comanda a emissão Gravar Placa Eletrônica OK Ler dados gravados Dados da Placa Eletrônica Dados da Emissão Imprimir Recibo TAG LIBERADA

16 PROJETO PILOTO – RIO DE JANEIRO
VÍDEO ASSISTIR PROJETO PILOTO – RIO DE JANEIRO

17 Inserir video projeto piloto

18 RESUMO Especificações Técnicas Publicadas
Requisitos Técnicos para Homologação Publicados Leitoras Disponíveis (2 fabricantes +1) Placas Eletrônicas Disponíveis (2 fabricantes +1) Integrador de Sistemas Disponível Tecnologia Comprovada na Prática Organismos Certificadores (2 homologados) Produtos Certificados (em processo de Homologação)

19 TECNOLOGIA SINIAV Base sólida para se construir um sistema de Multi-lane Free Flow nas rodovias de alto tráfego do Brasil

20


Carregar ppt "Para Cobrança Eletrônica de Pedágio"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google