A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 17 A história da civilização é contada através de vitórias e de derrotas, de conquistas e de tragédias, de bons e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 17 A história da civilização é contada através de vitórias e de derrotas, de conquistas e de tragédias, de bons e."— Transcrição da apresentação:

1

2 Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 17

3 A história da civilização é contada através de vitórias e de derrotas, de conquistas e de tragédias, de bons e de maus momentos Do Vesúvio ao Tsunami, passando por centenas de outras catástrofes naturais de todos os tipos e intensidades ao longo da história da humanidade, até civilizações inteiras já foram dizimadas pelo poder da força da natureza Em 2002 foi a vez de Cruz Alta, também, viver seu dia de flagelo, mostrando o quanto somos insignificantes perante à força da Mãe Natureza Lembraremos agora um dos capítulos mais tristes da história recente de nossa cidade. Mas aqui, felizmente, sem vítimas fatais O VENDAVAL DE 2002 Segundo o Almanaque do Rio Grande do Sul de 1896, há a informação de que no dia 13 se setembro daquele ano um terrível ciclone atingiu Cruz Alta, derrubando muros, desarraigando árvores e arrancando telhados

4 Estávamos deitados, prontos para dormir. Passava um pouco da 0:45 hs do dia 03 de outubro de 2002 (quarta para quinta-feira). Assistíamos pela TV ao debate político da campanha para governador do RS daquele ano. Já se podia sentir, mesmo que discretamente, o vento assoviando por entre as entranhas da janela do quarto. O debate acabou e no mesmo instante, quase que por combinação, a energia elétrica também. Com o silêncio, deu-se para perceber que o vento aumentara. O que se viu nos 15 minutos subseqüentes (0:55 à 1:10) foram cenas dignas de um filme de terror. A cada minuto a intensidade do vento e da chuva aumentava geometricamente como jamais tínhamos visto. Da janela percebia-se que a água caía quase que horizontalmente. A copa das árvores acompanhavam essa inclinação. O barulho lá fora era apavorante. Sentíamos a tensão que o vento impunha nas esquadrias do apartamento. Não demorou muito para que os vidros da sala estourassem, fazendo com que a chuva alagasse seu interior. Não havia nada a fazer no momento. Só aguardar e tentarmos ficar calmos. Passaram-se cerca de 30 minutos até a situação acalmar. Apesar da escuridão vimos pela janela algumas árvores caídas e vizinhos saindo de suas casas um tanto apavorados, alguns em desespero. De repente um relâmpago expõe a dura realidade: pela janela vejo que o teto do CTG Querência da Serra, clube tradicional da cidade, desabara completamente. Não fora um simples temporal. Houvera algo muito maior... RELATO PESSOAL

5 MINHA PRIMEIRA VISÃO APÓS A VENTANIA FOTO TIRADA DE MEU APARTAMENTO

6 CTG QUERÊNCIA DA SERRA O TETO RUIU COMO SE FOSSE DE ISOPOR

7 O DIA SEGUINTE NA MANHÃ SEGUINTE, O QUE SE VIU EM CRUZ ALTA FORAM CENAS TÍPICAS DE PÓS-GUERRA Av. Gen. Câmara Av. Pres. VargasAv. Ven. Aires

8 MUITA DESTRUIÇÃO O CAOS SE INSTALOU EM CRUZ ALTA Rua B. do Rio BrancoAv. Gen. Osório R. Duque de CaxiasAv. Gen. Câmara

9 FOI INSTALADA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA AVENIDA GENERAL CÂMARA

10 OS SERVIÇOS ESSENCIAIS COMO ÁGUA, LUZ ELÉTRICA E TELEFONIA FORAM SUSPENSOS ATÉ POR ALGUNS DIAS CENAS INACREDITÁVEIS Av. Gen. Câmara

11 CASAS COMPLETAMENTE DESTRUÍDAS O VENDAVAL DEIXA UM RASTRO DE MUITOS ESTRAGOS, PESSOAS TEMPORARIAMENTE DESABRIGADAS E PERMANENTEMENTE TRAUMATIZADAS Bairros

12 PREJUÍZOS DE TODA MONTA VIA-SE DESTRUIÇÃO POR TODOS OS LADOS - 80 % DA CIDADE FOI ATINGIDA R. Pinheiro MachadoR. Barão Rio Branco

13 A FAMOSA ANTENA DA CRT (100m de altura), REFERÊNCIA NA CIDADE, FICARÁ REGISTRADA APENAS NA MEMÓRIA E EM CARTÕES POSTAIS A ANTENA TORCEU E CAIU COMO SE FOSSE DE ARAME ANTENA DA CRT NINGUÉM ACREDITAVA NO QUE VIA

14 Foto do projeto 12 Simulação da altura Foto aérea - Década de 1980 ESCOLA ANNES DIAS QUARTEL GENERAL GINÁSIO MUNICIPAL CRT Antena PARTE DA PAISAGEM DE CRUZ ALTA MUDOU PARA SEMPRE

15 MUITOS DANOS MATERIAIS Praça do Ginásio Escola

16 PRAÇA DO GINÁSIO MUNICIPAL O GINÁSIO MUNICIPAL, QUE PODERIA SERVIR COMO ABRIGOS AOS FLAGELADOS, TAMBÉM FOI ATINGIDO

17 MAS O QUE ACONTECEU, AFINAL ? SEGUNDO AS AVALIAÇÕES FEITAS POSTERIORMENTE POR TÉCNICOS DA DEFESA CIVIL, CORPO DE BOMBEIROS E ANÁLISES METEREOLÓGICAS, CRUZ ALTA FOI ATINGIDA POR UM TORNADO ESCALA F2-F3 QUE, SEGUNDO A INTENSIDADE DOS ESTRAGOS, ATINGIU ENTRE Km/h, ALGO INÉDITO NA REGIÃO, PELO MENOS AO QUE SE SABE. O SALDO FOI DE CASAS ATINGIDAS, CASAS DESTELHADAS, DESABRIGADOS E PESSOAS DESALOJADAS FELIZMENTE NÃO HOUVERAM VÍTIMAS FATAIS

18 A palavra tornado vem do espanhol “tornada”, que significa tempestade. São o pior tipo de tempestade conhecido pelo homem. É o mais destruidor dos fenômenos atmosféricos (nenhum deles libera tanta energia) e é capaz de causar pânico nas pessoas. O que mais impressiona, no entanto, é seu poder devastador. Eles acontecem quando uma coluna de ar que gira muito rápido se liga, ao mesmo tempo, a uma nuvem de chuva e ao solo, formando um redemoinho. Os ventos que formam esta coluna podem soprar a mais de 500 km/h. Um tornado pode ter uma largura tanto menor do que 30 metros, quanto maior do que 2,5 km. O tornado percorre um caminho muito irregular. Quando o funil toca o solo, ele pode mover-se em linha reta ou descrever um trajeto sinuoso. Ele pode até duplicar-se, pular lugares ou formar funis múltiplos. Quando a parte debaixo do funil toca um prédio, as partículas funcionam como uma serra, cortando tudo o que toca. Quando tornados passam sobre uma vegetação ou sobre uma construção, arrancam pedaços e passam a carregá-los junto deles. O acúmulo de poeira, névoa e destroços é o que dá uma cor escura à coluna de ar que forma o fenômeno. MAS O QUE É UM TORNADO ? Os tornados deslocam-se para o leste à uma velocidade média de cerca de 48 km/h, ao longo de vários quilômetros, variando de quase estacionários até cerca de 115 km/h. O tamanho médio de um tornado fica em torno dos cem metros. Já um furacão pode medir mais de cem quilômetros. Embora possam se estender por até uma hora, a maioria dos tornados não vai além dos 10 a 20 minutos de duração, ao contrário dos furacões que podem durar horas ou dias. Porém ao mesmo tempo que o raio de destruição de um tornado é bem menor que o de um furacão, seus ventos giram a uma velocidade maior e, como se formam em terra, são muito mais devastadores que o último, com maior possibilidade de causar danos físicos e materiais. Os tornados chegam quase sem avisar, a qualquer hora do dia ou da noite. São mais comuns entre o inverno e a primavera, mas podem ocorrer em qualquer época do ano, basta que surjam as condições adequadas.

19 Os tornados são medidos pela escala FUJITA que leva em conta os danos causados pelo vento, em estruturas e vegetações e não pelo seu tamanho físico. Esta escala varia de zero a cinco. Também é importante lembrar-se de que o tamanho de um tornado não é necessariamente uma indicação de sua ferocidade. Tornados grandes podem ser fracos e tornados pequenos podem ser violentos. Tornado F0 - tem ventos de até 117 km/h e é capaz de arrancar pequenas árvores, danificar chaminés e placas. Tornado F1 - Velocidades de vento entre 117 e 180 km/h. Até mesmo estes tornados podem levantar telhas e mover carros em movimento para fora da estrada. Tornado F2 - Velocidades de vento entre 182 e 252 km/h. Os telhados de casas começarão a levantar, pode virar carros e vagões de carga. Tornado F3 - Velocidades de vento entre 253 e 333 km/h. Arrasta e arremessa carros, árvores pesadas serão levantadas com raiz e tudo e paredes e telhados de edifícios sólidos serão arrancados como palitos de fósforos. Isto já é um tornado severo. Tornado F4 - Velocidades de vento entre 334 e 419 km/h. Motores de trens e caminhões de 40 toneladas serão arremessados como brinquedos. Haverá devastação total na manhã seguinte. Fundações de casas são afetadas. Tornado F5 - Velocidades de vento entre 420 e 511 km/h. Tornados com esta intensidade destroem tudo em seu caminho. Os carros são arremessados como pedras para centenas de metros e edifícios inteiros podem ser levantados do chão. A força é semelhante à de uma bomba atômica. CLASSIFICAÇÃO DOS TORNADOS LEMBRAR QUE O QUE ATINGIU CRUZ ALTA FICOU ENTRE F2 E F3

20 PERÍMETRO URBANO DE CRUZ ALTA FOTO DE SATÉLITE DA REGIÃO ATINGIDA BAIRRO DE FÁTIMA BAIRRO VILA NOVA OL sul BOA PARADA CENTRO BAIRRO SÃO MIGUEL BAIRRO SÃO GENARO BAIRRO SÃO JOSÉ VILA FERROVIÁRIA BAIRRO BONINI

21 PROVÁVEL TRAJETÓRIA DO VENTO OL INTENSIDADE DO VENTO MAIOR MENOR sul BAIRRO SÃO MIGUEL BAIRRO DE FÁTIMA BAIRRO SÃO GENARO BAIRRO VILA NOVA BOA PARADA CENTRO BAIRRO SÃO JOSÉ VILA FERROVIÁRIA BAIRRO BONINI

22 EM VERMELHO, O “OLHO” DO FURACÃO (> 200 Km/h) TRAJETO SENTIDO OESTE-LESTE, BASEADO NOS ESTRAGOS CAUSADOS - EM MAIOR OU MENOR GRAU, TODA A CIDADE FOI ATINGIDA - CTG GINÁSIO MUNICIPAL PRAÇA DA MATRIZ 29 GAC O L sul BOA PARADA BAIRRO SÃO MIGUEL CENTRO

23 MAIS DANOS ALÉM DOS VENTOS E DA CHUVA FORTE, ALGUMAS REGIÕES DA CIDADE TAMBÉM FORAM ATINGIDAS POR GRANIZO Muro da EASA R. Barão do Rio Branco

24 QUEDA DE POSTES DEZENAS DE POSTES DA REDE ELÉTRICA E TORRES DE ALTA TENSÃO FORAM DANIFICADAS OU MESMO DERRUBADOS...

25 ... DEIXANDO MILHARES DE PESSOAS SEM ENERGIA ELÉTRICA POR ATÉ VÁRIOS DIAS QUEDA DE POSTES

26 TAMBÉM FORAM DERRUBADAS ANTENAS DE TRANSMISSÃO DE RÁDIO E TELEVISÃO. ACIMA UMA ANTENA DA RBS TV QUE “DESABOU” ANTENA DA RBS TV

27 MANCHETES DOS JORNAIS

28 PRAÇA ERICO VERISSIMO ÁRVORES CENTENÁRIAS FORAM ARRANCADAS COMO SE FOSSEM SIMPLES ARBUSTOS...

29 PRAÇA ERICO VERISSIMO... MUDANDO SENSIVEL E PERMANENTEMENTE A PAISAGEM DA PRAÇA

30 PRAÇA ERICO VERISSIMO O SENTIMENTO ERA DE DESOLAÇÃO TOTAL

31 PRAÇA ERICO VERISSIMO MUITO TRABALHO PELA FRENTE

32 IMAGENS INESQUECÍVEIS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS E GINÁSIOS FORAM SEVERAMENTE ATINGIDOS As folhas de zinco do slide superior direito “voaram” de um posto localizado a 200 mts deste local R. Barão do Rio Branco Escola

33 QUASE NENHUMA CONSTRUÇÃO ESCAPOU COLÉGIOS, HOSPITAIS, CRECHES, GINÁSIOS E IGREJAS TAMBÉM FORAM ATINGIDOS Ginásio do STS Igreja

34 ÁRVORES FRONDOSAS DESABARAM ÁRVORES E TELHADOS FORAM ARRANCADOS E ARREMESSADOS EM DIREÇÃO À OUTRAS RESIDÊNCIAS, CARROS E O QUE ENCONTRAVAM PELA FRENTE Av. Pres. Vargas

35 CENAS JAMAIS VISTAS PELA MAIORIA O GOVERNADOR DO ESTADO VEM A CRUZ ALTA PARA CONFERIR OS ESTRAGOS E LIBERAR VERBAS PARA A RECONSTRUÇÃO DA CIDADE Escola Annes Dias Casa da minha mãe

36 DIAS TENSOS OS DIAS SEGUINTES CONTINUARAM APREENSIVOS, POIS O TEMPO CONTINUAVA INSTÁVEL, COM VENTO, CHUVA E NUVENS NEGRAS

37 O IMPROVÁVEL ACONTECE QUANDO CRUZ ALTA COMEÇOU A SE RECUPERAR, ATRAVÉS DE AÇÕES SOLIDÁRIAS DO CORPO DE BOMBEIROS E DEMAIS ORGÃOS MILITARES, PREFEITURA MUNICIPAL, ONGS E DA PRÓPRIA POPULAÇÃO, O INACREDITÁVEL, O IMPROVÁVEL, ACONTECE: POUCO MAIS DE 48 hs DEPOIS, NO DIA 05 DE OUTUBRO, SÁBADO, ÀS 7:30 hs DA MANHÃ, NOVO TEMPORAL CASTIGOU OS CRUZALTENSES, ESTE MENOS INTENSO, MAS COM VENTOS DE 100 Km/h, ATINGINDO MAIS A REGIÃO SUL DA CIDADE CASAS JÁ RECUPERADAS FORAM NOVAMENTE AFETADAS E AGORA OUTRAS TAMBÉM PRECISARIAM DE CONSERTO A DISPONIBILIDADE DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO NA CIDADE PROVOCADA PELO PRIMEIRO TEMPORAL QUE JÁ ERA PRECÁRIA, AGORA FICAVA CRÍTICA NOVO CAOS SE INSTALA NA CIDADE

38 NOVAS MANCHETES

39 NOVOS DANOS A PRIORIDADE FOI DAR ABRIGO AOS DESABRIGADOS, ATRAVÉS DO USO DE ABRIGOS MUNICIPAIS E A COBERTURA DAS CASA COM LONAS E TELHAS

40 MAIS DESABRIGADOS

41 MUITO TRABALHO PARA RECONSTRUIR

42 A VOLTA POR CIMA O ESPÍRITO DE SOLIDARIEDADE DO POVO CRUZALTENSE PREVALECEU PRAÇA DA MATRIZ SILOS SANTINHA SHOPPING STS COLÉGIO MARGARIDA 29 GAC FÓRUM

43 HOJE A CIDADE SE CO GINÁSIO ANNES DIAS QUARTEL GENERAL IGREJA METODISTA ESPLANADA AQUI FICAVA A ANTENA DA CRT LOGO O SOFRIMENTO DOS DESABRIGADOS COMEÇOU A DIMINUIR

44 CTG A CIDADE AOS POUCOS FOI RECONSTRUÍDA

45 PRAÇA DO GINÁSIO MUNICIPAL AV. PRESIDENTE VARGAS RUA MARECHAL FLORIANO RUA GENERAL PORTINHO HOJE ESTÁ TÃO OU MAIS BELA DO QUE ANTES

46 PRAÇA ERICO VERISSIMO RUA DUQUE DE CAXIAS AVENIDA VENÂNCIO AIRES RUA PINHEIRO MACHADO E PRONTA PARA CONTINUAR CRESCENDO

47 18/08/2009 CRUZ ALTA-RS 188 ANOS Fotos atuais e edição: Alfredo Roeber Agradecimento especial: Corpo de Bombeiros e à todos os amigos que contribuíram com fotos Música: CAVATINA - “The Deer Hunter Theme Song” (Tema do filme “O Franco Atirador”)

48 VISITE CRUZ ALTA

49 fim OBRIGADO PRÓXIMO

50 Se você gostou da montagem, envie para seus amigos; Se você quer ajudar com novas montagens me envie fotos antigas de Cruz Alta; Um agradecimento especial aos amigos que, com interesse e boa vontade, têm contribuído para o prosseguimento deste projeto; Veja os demais projetos “Nossa Velha-Nova Cruz Alta” e atualizações no endereço: Alfredo Roeber Amigo(a),


Carregar ppt "Cruz Alta Nossa Velha - Nova Parte 17 A história da civilização é contada através de vitórias e de derrotas, de conquistas e de tragédias, de bons e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google