A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Realidade do mercado imobiliário no Brasil. “O mercado imobiliário viveu, em 2010, um período de euforia sem paralelo em sua história”

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Realidade do mercado imobiliário no Brasil. “O mercado imobiliário viveu, em 2010, um período de euforia sem paralelo em sua história”"— Transcrição da apresentação:

1 Realidade do mercado imobiliário no Brasil

2 “O mercado imobiliário viveu, em 2010, um período de euforia sem paralelo em sua história”

3 Imóvel sobe de novo Estado de Minas-site (Site) | Publicado em: | Pag. 0 Apartamento em BH valoriza mais de 200% em sete anos O Tempo-site (Site) | Publicado em: | Pag. 0 Rentabilidade de imóvel dispara no país Ganho médio ficou em torno de 50% no Rio e em SP no ano passado; valorização superou até ouro, que rendeu 32% Folha de S. Paulo - SP (Mercado) | Publicado em: 06/06/2011 Bússola - Vale a pena investir em imóvel agora? Estamos em uma bolha imobiliária? Folha de S. Paulo - SP (Mercado) | Publicado em: 13/06/2011

4 Fonte: Revsta Exame – Edição 992 – 18/05/2011 “Apartamentos e casas em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre tiveram, em média, a maior valorização do mundo em 12 meses”

5 Nasce uma Bolha? “Preços em alta, oferta em expansão, estrangeiros comprando – a euforia do mercado imobiliário comercial está passando dos limites?” Exame 18/05/2011

6 Reflexão conceitual

7 Bolha Crescimento sem sustentação, sem fundamentos, descolado da realidade. (Percepção coloquial) Boom “Rápida expansão de atividade(s) econômica(s), caracterizada por expectativas otimistas”. (Aurélio, 5.0 – 2004) Definições

8 unidades financiadas. Final do BNH em Marco regulatório SFI Securitizações R$ 49,6 bilhões de financiamentos ou 2,56% do Pib O mercado sobrevive predominantemente com financiamentos próprios Déficit habitacional na casa dos 7.2 milhões de unidades Déficit habitacional cai para 5,8 milhões de unidades Começa a Internet no Brasil Hiperinflação 5 moedas em 8 anos Cruzado, Cruzado Novo, Cruzeiro, Cruzeiro Real e Real Real Histórico do mercado imobiliário brasileiro Rompemos a barreira de 1 milhão de unidades financiadas totalizando mais de R$ 80 bilhões. Atingimos unidades financiadas quebrando o recorde de ,6 milhão de unidades financiadas totalizando mais de R$ 114 bilhões. 29 anos Abertura de capital de incorporadoras e imobiliárias

9 Mercado Belo Horizonte

10 Fonte: DEPES – Departamento de pesquisas econômicas e estatísticas do SECOVI MG – IPEAD – ITBI PMBH – Abril 2012 Taxa no período = 291,41% Período = dias Taxa efetiva ao mês = 1,41% Selic no período = 1,01% a.m. Ganho efetivo = 0,40% a.m. Ganho real = 4,91% a.a. 30,16% 20,42% 22,67% 20,83% 24,01% 12,79% 15,43% 1,65%

11 Ranking mundial dos juros reais até 13 de abril de 2012

12 Ranking mundial dos juros reais após redução da selic (do dia 18/04/2012) para 9% Fonte: DEPES – Departamento de pesquisas econômicas e estatísticas do SECOVI MG – Bacen – Abril 2012

13 Apto 3 quartos – Funcionários – 95 m2 – 2 vagas – 18 anos Preço em 27/04/2006 R$ ,00 Preço em 24/06/2011 R$ ,00 Valorização no período 108,00% Período dias Taxa efetiva ao mês 1,17% a.m. Selic no período 75,11% = 0,90% a.m. Ganho real bruto 0,27%

14 Apto 3 quartos – Funcionáros – 95 m2 – 2 vagas – 3 anos Preço em 09/05/2008 R$ ,00 Preço em 24/06/2011 R$ ,00 Valorização 124,14% Período dias Taxa efetiva ao mês 1,68% a.m. Selic no período 50,67% = 0,85% a.m. Ganho real bruto 0.83% ou 10,43% a.a.

15 Região metropolitana de Belo Horizonte Município Área Km2 Número de habitantes Habitantes por km2 Qtas vezes maior que BH 01Jabuticatubas1.116, Esmeraldas909, Brumadinho640, Baldim556, Caeté542, Nova Lima Itaguara410, Betim345, Belo Horizonte330, Fonte: ALMG - IBGE 2005 – Organizado por Caixa Imobiliária Netimóveis

16 Mercado de locação

17 Fonte: DEPES – Departamento de pesquisas econômicas e estatísticas do SECOVI MG – IPEAD - maio 2012

18

19 Retorno da locação x referencial de preços Retorno bruto de locação de 0,4% a.m. Taxa efetiva bruta ao ano = 4,91% a.a. Taxa de juro real ao ano = 3,40% a.a. Selic a 9% = 0,72% a.m

20 Em que rota estamos?

21 Venda de materiais cresce aquém do previsto LUCIANA SAMPAIO e AE. Diário do comércio – 24/06/2011 As vendas internas de materiais para construção cresceram 6,48% em maio ante abril, de acordo com pesquisa mensal divulgada ontem pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Em relação a maio de 2010, no entanto, houve queda de 0,85%. Este é o terceiro mês consecutivo de retração para o setor no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, após 16 meses seguidos de alta. Em 2011, as vendas mostram leve acréscimo de 0,57% na comparação com igual período de Nos 12 meses encerrados em maio, as vendas apresentam alta acumulada de 4,41%. Em nota, o presidente da entidade, Melvyn Fox, avalia que o resultado mostra que o setor continuará crescendo abaixo das expectativas previstas no início do ano, mas seguirá acompanhando a tendência da economia brasileira como um todo. No momento, a Abramat ainda prevê crescimento de 7% para as vendas em Porém, caso o ritmo de desaceleração na economia se mantenha, a entidade diz que, em julho, poderia rever essa estimativa para entre 5% e 6%.

22 Basil Econômico – 17/06/2011

23 DCI – 15/06/2011

24 Fonte: Valor econômico – Abril 2012 Redução dos lançamentos 1º tri/2011 x 1º tri/2012 EzTec -67,60% MRV -38,00% PDG Realty -36,60% Direcional -36,00% Cyrela -22,80% Brokfield -18,50% Gafisa -10,00% Tenda 0 Tecnisa 0

25 Fonte: DEPES – Departamento de pesquisas econômicas e estatísticas do SECOVI MG – IPEAD – ITBI PMBH – Abril 2011

26

27 “...em cinco anos os preços dos imóveis residenciais nas duas maiores cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, aumentaram 140%”. “Do jeito que as coisas estão, estimamos que o mercado esteja supervalorizado em até 50%”. Capital Economics 24 de abril de 2012

28

29 Mercado real

30 Fonte: DEPES – Departamento de pesquisas econômicas e estatísticas do SECOVI MG – IPEAD – ITBI PMBH – Maio 2012 Número total de transações Valor total das transações – em bilhões de reais Projeção Volume do mercado de BH segundo ITBI

31

32 Desafios.: Acomodações e consolidações.: Escassez de recursos para o financiamento imobiliário.: Ampliação da crise mundial.: Possível excesso de oferta de alguns tipos de imóveis.: Adiamento de decisões de compra em função de uma expectativa de “bolha”

33 Fonte: Banco Central do Brasil - Abril 2011 Relação crédito imobiliário x Pib

34

35 .: Sólida demanda (na venda e locação) sobretudo de compradores do primeiro imóvel => diminuição do degrau social com expressiva elevação do contingente da classe média que já atinge 50% da população brasileira..: Fenômeno do bônus demográfico (as crianças dos anos 80 e 90 são os compradores de hoje) => 23 milhões de novas moradias nos próximos 15 anos..: Programa “minha casa minha vida” com expressivo alcance no segmento popular e capacidade de propulsão dos demais segmentos..: Crescimento das operações do SFI, como a securitização dos ativos imobiliários..: Tendência de queda da Selic..: Coerência das taxas de valorização dos imóveis (média) em relação às taxas de juros praticadas no país..: Política monetária recessiva que permite manobras de fomento macroeconômicas. Fundamentos positivos

36 Mediante os fundamentos apresentados podemos esperar que o mercado continue crescendo e valorizando. O valor médio dos imóveis deve continuar variando acima da remuneração do mercado financeiro. Entretanto, nossa expectativa é que esse crescimento seja menos vigoroso que o registrado nos últimos anos. Conclusão

37 Ariano Cavalcanti de Paula

38 Obrigado


Carregar ppt "Realidade do mercado imobiliário no Brasil. “O mercado imobiliário viveu, em 2010, um período de euforia sem paralelo em sua história”"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google