A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IMAGEM NOSSA EMPRESA PROJETO EMS 5.06 / 2.06 METODOLOGIA CRONOGRAMA AGENDA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IMAGEM NOSSA EMPRESA PROJETO EMS 5.06 / 2.06 METODOLOGIA CRONOGRAMA AGENDA."— Transcrição da apresentação:

1

2 IMAGEM NOSSA EMPRESA PROJETO EMS 5.06 / 2.06 METODOLOGIA CRONOGRAMA AGENDA

3 ESCOPO Parametrização, Capacitação e Acompanhamento – da utilização do ERP 2.06 e 5.06 para empresa e módulo MRI PROJETO

4 ESCOPO PROJETO PRODÁREAMÓDULO EMS 5.06 Controladoria Contabilidade Fiscal Contabilidade Gerencial Cenários Contábeis Controle de Unidade de Negócios Ativo Fixo EDI Mercantil PRODÁREAMÓDULO EMS 2.06 FinançasContas a pagar Contas a Receber Caixas e Bancos

5 ESCOPO PROJETO PRODÁREAMÓDULO EMS 2.06 MATERIAISControle de Contrato de Compras Cotação de Compras Compras Controle de Investimentos Estoque Recebimento Controle de Qualidade MANUFATURADesenvolvedor de Produtos Engenharia Produção Chão de Fábrica Planejamento Planejamento da Capacidade Custos DISTRIBUIÇÃOPedidos Avaliação de Crédito Faturamento Controle de Embarques Obrigações Fiscais Configurador Lay-out Fiscal (SPED Fiscal) Recuperação de Impostos TECNOLOGIAAdministração Data Viewer Audit Trail

6 DESENHO DO NEGÓCIO Definição das Unidades de Negócio – É responsabilidade da Sodécia – DTS vai apoiar, dando informações suficientes para identificar a melhor maneira de definir as UN da empresa Definição do Plano de Contas – Premissa sem alterações no plano de contas Definição do Plano de Centros de Custos – Ocorrerão alterações no plano de centros de cutsos – É responsabilidade da Sodécia – DTS vai apoiar, dando informações suficientes para identificar a melhor maneira de definir e integra-las PROJETO

7 FUNÇÕES X PROCESSO Comprar Importar Receber Fabricar Planejar Produzir Armazenar Vender Exportar Expedir Suport e FinanceiroContábil Recursos Humanos CLIENTES Contabilidade Gerencial Contabilidade Fiscal ADM EST SOL STAKEHOLDERS FORNECEDORES

8 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO

9 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO Identificação e qualificação dos envolvidos no projeto; Acompanhamento do correto uso dos documentos e formulários da implantação; Geração e acompanhamento do Cronograma de Implantação; Elaboração de planos de ação para ocorrências de projeto;

10 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO Alocação dos envolvidos no projeto no cliente; Encaminhamento das necessidades de software e hardware necessárias ao projeto; Acompanhamento do Cronograma de Implantação; Emissão de aceite dos documentos de implantação; Emissão do aceite final da implantação.

11 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO Levantamento de informações de negócio existentes no sistema do cliente; Parametrização das informações de negócio no ERP 2.06 / 5.06; Identificação e planejamento das necessidades de treinamento dos usuários do sistema; Acompanhar dúvidas, dificuldades e ocorrências durante a implantação que sejam de sua área de competência.

12 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO Subsidiar o consultor funcional com as informações necessárias para implantação e parametrização do ERP 2.06 / 5.06 no módulo de seu conhecimento; Subsidiar o(s) usuário(s) com as informações sobre as fontes dos dados, por exemplo Datasul EMS e suas parametrizações para possibilitar uso efetivo das informações no ERP 2.06 / Avaliar as informações existentes no ERP 2.06 / 5.06 quanto a sua acuracidade e aderência as regras de negócios; Elaborar os manuais de operação para replicação aos demais usuários; Replicar aos usuários finais, a forma adequada de utilização do módulo de sua área; Encaminhar as ocorrências ao líder do projeto.

13 RESPONSABILIDADES Comitê Diretivo Líder Projeto DTS Consultores Líder Projeto Usuários Replicadores Adm ERP PROJETO Subsidiar o Consultor de TI com as informações técnicas necessárias a implantação do ERP 2.06 / 5.06; Acompanhar o desenvolvimento das rotinas administrativas junto ao consultor técnico; Responsável por manter o bom funcionamento no dia-a-dia. Responsável pelas questões técnicas, pela continuidade das rotinas de carga, administração do banco, administração da segurança

14 PROJETO Equipe do Projeto - DTS NomeFunção Luciana GontijoConsultor Controladoria e Finanças José PintoConsultor Manufatura Marta Ribeiro ou RobertoConsultora Logística Pedro A. BergoLíder Projeto

15 PROJETO Equipe do Projeto – NomeFunção Marco AurélioLíder Projeto Priscila Adilson Gusmão Compras Almoxarifado ChristianeComercial Gedilson Leonice Faturamento Expedição Christiane Balsamão Daniela Simão Produção Estamparia Produção Funilaria Uéder Marcia Dvreas Engenharia de Produção – Desenvolvimento Engenharia de Processos – Industrial Auréa, Wellinton, ShirleyFinanceiro Amanda Gláucio Claudio e Valdélia Controladoria Custos Fiscal

16 PROJETO

17 Marcos do projeto FaseProduto EntregueEvidenciaTérmino I – Iniciação Planejamento Plano do projeto validado Kick-off Levantamento de Informações Plano de Projeto II – Business Blueprint Definição do modelo de trabalhoBlueprint III – Execução Produto instalado Produto parametrizado e validado Usuários capacitados Ata de Reunião, Lista de Presença e Plano de Testes. IV – GO–LIVE Carga de Dados Liberação Ata de Reunião. V – Suporte Atividades iniciais acompanhadas Primeiro fechamentos acompanhados Ata de Reunião. VI – Encerramento Projeto realizado Lições aprendidas realizadas Termo de Encerramento

18 PROJETO RiscoImpactoAçõesResponsável 1– Falta de comprometimento de membros da equipe Alto 1. Conscientização dos envolvidos no projeto; 2. Estabelecimento de indicadores de comprometimento no projeto; 3. Geração de não conformidades 2– Baixa disponibilidade de tempo da equipe Alto 1. Planejamento de agenda com antecedência; 2. Acompanhar o cumprimento aos prazos estabelecidos; 3. Geração de não conformidades 4. Definir prioridades 3– Paralelismo e existentes após a Implantação Baixo 1. Mapear controles paralelos que poderão ser eliminados com a implantação; 4– Não completar a carga de dados ou migração no prazo Alto 1. Realizar testes de carga e migração para medir tempo 2. Disponibilizar equipamentos com capacidade de processamento 3. Elaborar plano de contingência 5– Não finalizar as conversões das customizações no prazo estabelecido Médio 1. Priorizar as Customizações 2. Acompanhar os prazos estabelecidos durante a evolução do projeto; 3. Terceirizar Customizações

19 PROJETO RiscoImpactoAçõesResponsável 6– Elevado número de GAPs, decorrentes a adequações as necessidades dos usuários devido a estarem acostumados a um alto nível de customização interna e de existir uma equipe interna de desenvolvimento. Médio 1. Colocar como premissa do Projeto a utilização das funções do sistema sem customizações. 7– Não aderência do software às necessidades do projeto Médio 1. Estudar criteriosamente os recursos oferecidos pelo software em relação aos requisitos do projeto 2. Obter dos consultores alternativas para solução dos GAPs encontrados; 8– Dificuldade de absorção dos treinamentos do sistema pelos usuários da área contábil Alto 1. Capacitar no mínimo 2 usuários por treinamento; 2. Verificar capacidade de transmissão do conhecimento do consultor; 3. Troca do usuários; 9 – Alto nível de resistência as mudanças por parte dos usuários Alto 1. Atribuir um gestor de Mudanças; 2. Durante o projeto iremos fazer eventos voltados para a gestão de mudanças;

20 Horas improdutivas DTS ficou aguardando, por quaisquer motivos, a disponibilização de um profissional da ou recursos técnicos de hardware ou de software para a execução de atividades pré-programadas e agendadas em cronogramas. Havendo a ocorrência de qualquer dos itens mencionados acima, o Líder de Projetos do Cliente será comunicado e as horas correspondentes serão apropriadas no Relatório de Atividades e faturadas como fora do escopo. Serão consideradas horas improdutivas para o bom desenvolvimento dos Trabalhos, buscando preservar a relação custo/benefício: Todo e qualquer impedimento para execução dos trabalhos ocasionados por atrasos de atividades de responsabilidade da no cronograma; Falta de recursos de responsabilidade da para executar as atividades previstas no cronograma; Horas de locomoção para a realização de trabalhos em outras unidades da, nas quais estes trabalhos não estejam previamente planejados; Cronograma X Atividades


Carregar ppt "IMAGEM NOSSA EMPRESA PROJETO EMS 5.06 / 2.06 METODOLOGIA CRONOGRAMA AGENDA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google