A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EVANGELIZAÇÃO -Dever fundamental do povo de Deus, visto que toda Igreja é missionária (AG 35) -A tarefa de Evangelização de todos os homens constitui a.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EVANGELIZAÇÃO -Dever fundamental do povo de Deus, visto que toda Igreja é missionária (AG 35) -A tarefa de Evangelização de todos os homens constitui a."— Transcrição da apresentação:

1 EVANGELIZAÇÃO -Dever fundamental do povo de Deus, visto que toda Igreja é missionária (AG 35) -A tarefa de Evangelização de todos os homens constitui a missão essencial da Igreja (EN 14) -O Espírito missionário pertence a natureza íntima da vida cristã (Rmis 1) -Somos missionários para proclamar o Evangelho de Jesus Cristo...: A boa nova da dignidade humana, da vida, da familia, do trabalho, da ciência e da solidariedade com a criação (Apar-103)

2 Evangelho - tó euangelion, Eu anuncio um bem, uma notícia (anunciar,pregar,evangelizar) Nos textos profanos: Evangelho era o presente dado ao portador de boa nova, o sacrifício oferecido por ocasião de uma boa notícia. No grego helenístico Evangelho é a própria boa notícia (boa notícia de uma vitória militar).

3 No Antigo Testamento -Os primeiros cristãos tomaram o termo da Bíblia Grega (20v-euangelizesthai, 6v- euangelion,euangelia-2Sm 4,10; 18,20; 22,25.27; 2Rs 7,9; -Boa Nova: vinda do reino de Deus, paz, salvação: Is 40,9-10; 52,7; 62,6; 61,1; Sl 40,9; Sl 96,2. Era o anúncio da chegada da era messiânica do reinado de Deus universal, definitivo. Por trás de Evangelho, há uma testemunha engajada, enquanto por trás de anúncio um relator neutro.

4 Evangelho no Novo Testamento O verbo evangelizar (euangelizein) aparece 57v no NT, E Paulo 28v, Atos 15v, Lucas 10v. O termo evangelho se encontra 76v no NT 60v.em Paulo, não se encontra no Ev.de João (GLNT III) Boa Nova é proximidade iminente do Reino de Deus na linha de Isaías cf. At 10,36 com Is 52,7;Ef 2,15-18;Is 57,19 (Salvação na pessoa,palavra,ação de Jesus) Em Jesus Cristo, Deus se aproximou da humanidade de modo decisivo e definitivo (Jo 1,14;Hb 1,1-1) -discurso programa de Jesus: Lc 4,18; Is 61,1-2 Outros textos: Mc 1,1;1,14-15; Mt 4,23; 9,35; 11,5; 24,14; Lc 4,18-43; 7,22; 8,1;16,16; At 8,12; 10,36; 13,32 1Cor 15,1-3.5

5 Nova Evangelização-história Projeto começou na América Latina: Medellin,Puebla, Evangelii Nuntiandi. João Paulo II, é considerado criador desse termo em 1979 na Polônia. A Nova Evangelização foi proclamada no Haiti (1983) e estendida na Europa (1985). Na Christifidelis Laici em 1987, recorda-se a atual urgência de uma nova evangelização (n.34-35). Em 1989 recomenda a Pontifícia Comissão para América Latina promover e animar a nova evangelização nesse continente. Em 1990 com a Redemptoris Missio propõe a Nova Evangelização ad gentes. Na Porta Fidei (n.4) o Papa Bento XVI destaca a convocação de uma Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos (Outubro de 2012) tendo por tema A nova evangelização para a transmissão da fé cristã. o amor de Cristo nos impele a Evangelizar (Mt 28,19). É possível cruzar a porta da fé quando a Palavra é anunciada e o coração se deixa plasmar (n.1) A fé cresce quando é fruto de experiência do amor recebido.

6 Nova Evangelização-história Na Porta Fidei (n.4) o Papa Bento XVI destaca a convocação de uma Assembleia Geral do Sínodo dos Bispos (Outubro de 2012) tendo por tema A nova evangelização para a transmissão da fé cristã. o amor de Cristo nos impele a Evangelizar (Mt 28,19). É possível cruzar a porta da fé quando a Palavra é anunciada e o coração se deixa plasmar (n.1) É necessário um empenho eclesial mais convicto a favor duma nova evangelização, para descobrir de novo a alegria de crer e reencontrar o entusiasmo de comunicar a fé. (Porta Fidei 7)

7 Nova Evangelização- significado nova evangelização segunda evangelização re-evangelização significa que as evangelizações anteriores são insuficientes. Não basta a salus animarum ou a plantatio eclesiae. A Nova Evangelização inclui a construção de uma sociedade livre e justa, já que a Igreja é sacramentum mundi A Evangelização pretende não só converter o ser humano ao Evangelho, mas descobrir o Deus do Evangelho na vida.

8 Nova Evangelização: objetivos 1-Realização da civilização do amor. (Idéia original de Paulo VI) em base na solidariedade para com os pobres, a dignidade da pessoa humana, a vida humana e a abertura à transcendência 2-A renovação da Igreja. A Igreja é evangelizada pelos próprios cristãos ao exercer a profecia e ao assumir a criatividade permitida pelo evangelho, tornando-se mais participativa e fraterna(L.Boff, La Nueva Evangelización em América Latina,Bogotá,1990) e a Porta Fidei (n.6) A renovação da Igreja realiza-se também através do testemunho prestado pela vida dos crentes: de facto, os cristãos são chamados a fazer brilhar, com a sua própria vida no mundo, a Palavra de verdade que o Senhor Jesus nos deixou A Igreja é Evangelizada pelos pobres (Puebla 1147)

9 Nova Evangelização: exigências 1-A Igreja necessita de ser evangelizada. Igreja está sempre necessitada de conversão. Muitas vezes os que colocam obstáculos a Evangelização, não são os ateus que lutam pela humanização e pela justiça, mas os cristãos que pervertem o sentido de Deus Na medida que o Evangelho se encarna nos pobres eles são sinais da presença de Deus.

10 Exigências -A nova evangelização deve ser libertadora. Deve- se compreender positivamente o mundo a luz do Evangelho, valorizando os sinais dos tempos (GS 4,1 –cf.Clodovis Boff. Sinais dos Tempos, Vozes) Povo de Deus, especialmente, pastores e teólogos devem auscultar,(a conjuntura histórica) discernir e interpretar com a ajuda do Espírito Santo, as múltiplas vozes de nosso tempo e valorizá-las a luz da palavra divina(GS 44,2)

11 Exigências -Para uma evangelização libertadora, o concílio aplicou o método ver, julgar e agir. -Medellin expressou desse modo: Estamos em uma nova época histórica. Exige clareza para ver, lucidez para diagnosticar e solidariedade para agir (n.53). -Sem compromisso com a justiça e solidariedade a evangelização não tem nenhuma novidade (Cassiano Floristán. Evangelização. In: Dicionário de Conceitos Fundamentais do Cristianismo, Paulus,1999,p.275)

12 Exigências A nova evangelização deve suscitar, ou reavivar a fé e a conversão a Cristo. Muitas vezes os batizados são descrentes e conservam má a imagem da Igreja junto a valorização positiva do Evangelho e da pessoa de Jesus. Muitos são evangelizados mas vivem num clima de secularizado, no qual a religião é relegada a vida privada. Trata-se de evangelizar as novas culturas, em vista de mudar os valores que contam, as idéias, os centros de interesse (Evangelii Nuntiandi).

13 Exigências -Evangelizar as culturas supõe uma abordagem antropológica da pastoral. O ser humano é definido pela sua cultura. Mas as culturas se voltam contra o ser humano. -Muitas vezes é inevitável uma ruptura do Evangelho com a cultura. A pregação do Cristo crucificado é escândalo para os hebreus, estultície para os gentios, dizia Paulo (1Cor 1,23) (Latourelle, R.,Fisichella, R. (dir) Dizionario di Teologia Fondamentale. Assisi:Cittadella Editrice, 1990,p )

14 Evangelização e Missão -Desde o início Jesus chamou aqueles que ele quis e eles foram até Ele. -Constituiu doze para que ficassem com Ele e para enviá-los a pregar (Mc 3,13-14; Mt 10,1-42) -Após a ressurreição confiou-lhes a missão da Igreja: Mt 28,16-20; Mc 16, 14-19; Lc 24,36-49; Jo 20,19-29). Dimensão escatológica da missão (cf.Mc 1,12-13; Mc 16,9-20)

15 Conceito de missão No AT - Schaliah-enviar – quem recebe missão é enviado e tem ligação com aquele que envia – fidelidade a pessoa, a tarefa confiada, a palavra a ser transmitida. No NT- apostelo, eu envio. (12 v. em Mc, em Lc.27 v. mt 23) Mc 1,2- eis que envio (apostelo) o meu mensageiro (angelon mou)- há grande fidelidade de J.Batista na missão: O mesmo que João prega, Jesus prega. Em Mt, o mesmo conteúdo da pregação de João Batista é o conteúdo da pregação de Jesus: arrependei-vos porque o reino dos céus está próximo (Mt 3,2 e 4,17) Mc 3,13-14: Subiu a montanha, chamou a si, constituiu doze, para que ficassem com ele, a fim de enviá-los (apostelei) a anunciar (kerusein) e ter autoridade (exousian de expulsar demônios)

16 Missão em Marcos O Evangelho é de Jesus Cristo, Filho de Deus (Mc 1,1)- Seu anúncio foi preparado por João Batista (Mc 1,2-8)- No batismo de Jesus é apresentado como Filho amado, e ungido pelo Espírito. No deserto é tentado (Mc,1,13) - Programa: anúncio da proximidade do reino -Exigência: convesão e fé (Mc 1,14-15) - A missão de Jesus: anuncia o evangelho por sua prática. Relatos de milagres mostram a ação de Jesus como um ensinamento novo com autoridade (Mc 1,21- 28; 2,1-12) Sua prática é de solidariedade com os pobres, e inclusão deles no serviço da missão (Mc 1,29-31; 3,1-6; 5,1-20)

17 Início da missão 1- Em Mc e Mt o ministério publico de Jesus começa com a proclamação: O tempo se cumpriu e o reino de Deus está próximo, arrependei-vos e crede no evangelho: Mc 1,14-15; Mt 4,17 2- O tempo se cumpriu (peplerotai) – é o momento, kairós de anunciar, é urgente, 3- Em Mc a frequencia do adverbio euthus (logo, imediatamente) Jesus foi anunciar, curar, pregar. 2- O reino de Deus está próximo: basileia tou Theou: O reino é o amor do Pai, que salva a humanidade na pessoa, na palavra e na ação de Jesus. 3-Arrependei-vos: metanoeite é seguido da necessidade da fé– mudança, de mentalidade, dos valores que contam, da linha de pensamento, das estruturas de pecado. Trata-se de incutir uma nova mentalidade evangélica,

18 Fé e Conversão 4- crede no evangelho: A fé vem junto com a conversão: Fé em gestos: Vendo a fé dos que carregavam o paralítico...(Mc 2). Fé que vence o medo: não tenha medo mas creia...disse ao chefe da sinagoga no milagre da cura de Talita (Mc 5,36) Tudo é possível ao que crê (Mc 9,23). Tudo que pedires, crede, que tenhas recebido e isso acontecerá (11,24) Quem crer e for batizado será salvo, e sinais acompanham os que crerem (Mc 16,16-17) -A missão é urgente, o tempo é agora, -o reino está próximo, está presente e deve acontecer

19

20 Características da missão de Jesus Mc 6,6b-7: Ele percorria os povoados circunvizinhos, ensinando (edidaskein) (6,6) chamou (ekalesen) a si os doze, e começou a enviá-los (apostelein) dois a dois. A missão aparece em 6,12-13: Partindo eles, pregavam (kerusein) que todos se arrependessem, e expulsavam muitos demônios ungindo-os com óleo. Mc 8,26- o cego de betsaida curado Mc, relata que Jesus enviou-o (apostelein) para casa dizendo não entres no povoado Mc. 9,17- aquele que me recebe, não recebe a mim mas aquele que me enviou – ton aposteilanta me, (identidade entre o que envia e o enviado) Mc 12,2-13- na parábola dos vinhateiros homicidas é onde aparece 6 vezes o verbo apesteilen (enviou) (insistência no envio) Outro termo importante em Marcos: é ensinar (didaskein) 17 vezes: A característica do ensino, não é a palavra pronunciada mas a prática, basta ver os milagres, Jesus ensina fazendo (Mc 1,28ss, 2,1-4; 1,40-45) Era um ensino com autoridade, éra um ensino constante até no templo: cada dia estava com vocês no templo ensinando (didaskon) e não me prendeste (Mc 14,49)

21 Características da missão de Jesus A característica do ensino, não é a palavra pronunciada mas a prática, basta ver os milagres, Jesus ensina fazendo (Mc 1,28ss, 2,1-4; 1,40-45) Era um ensino com autoridade, éra um ensino constante até no templo: cada dia estava com vocês no templo ensinando (didaskon) e não me prendeste (Mc 14,49) Ensinava na sinagoga aos sábados (Mc 1,21-28) Ensinava com autoridade e não como os escribas (Mc 1,22) Todo povo veio a ele e ensinava a beira mar.(Mc 2,13) De novo começou a ensinar junto ao mar (Mc 4,1) em parábolas (4,2) Percorria as aldeias ensinando (Mc 6,2) Vendo a multidão, sentiu compaixão, e começou a ensinar (Mc 6,30) Começou a ensinar que o filho do homem deve morrer (Mc 8,31) Ensinava seus discípulos (9,31) Foi para o território da judéia, além do jordão e como de costume ensinava as multidões (Mc 10,1-10). Os discípulos começaram a ficar assustados com seu ensinamento. Ensinava e dizia minha casa será casa de oração para todos os povos) O escriba doutor reconheceu que Jesus ensinava a verdade do caminho de Deus verdade (Mc 12,14) Jesus tinha consciência e confirmou com sua missão: É necessário que primeiro o evangelho seja pregado a todas as nações Mc 13,10). Ensinar (didaskein) anunciar (kerusein) falava (elalen-Mc 2,2), e proclamação está unidos

22 Características da missão de Jesus Vendo a multidão, sentiu compaixão, e começou a ensinar (Mc 6,30) Começou a ensinar que o filho do homem deve morrer (Mc 8,31) Ensinava seus discípulos (9,31) Foi para o território da judéia, além do jordão e como de costume ensinava as multidões (Mc 10,1-10). Os discípulos começaram a ficar assustados com seu ensinamento. Ensinava e dizia minha casa será casa de oração para todos os povos) O escriba doutor reconheceu que Jesus ensinava a verdade do caminho de Deus verdade (Mc 12,14) Jesus tinha consciência e confirmou com sua missão: É necessário que primeiro o evangelho seja pregado a todas as nações Mc 13,10). Ensinar (didaskein) anunciar (kerusein) falava (elalen-Mc 2,2), e proclamação está unidos

23 A formação dos discípulos em Mc - Jesus é formador por excelência (Artigo de Fr.Carlos Mesters-Conferência na CNBB) -A formação na caminhada de Jesus (CNBB- Caminhamos na Estrada de Jesus,1997) -A formação do discípulo-missionário- (Aparecida ) Aspectos do processo de formação: Encontro com Cristo, conversão, discipulado, comunhão, missão (Aparecida,278)

24 Marcos-divisão segundo a reações e estados de ânimo das pessoas

25 Dimensões da Formação -Dimensão humana e comunitária -Dimensão Espiritual Dimensão intelectual Dimensão pastoral e missionária

26 Libertação para a missão Análise de textos 1-Mc 1,16-28; 2-Mc 5,1-20

27 Animação biblica da Pastoral


Carregar ppt "EVANGELIZAÇÃO -Dever fundamental do povo de Deus, visto que toda Igreja é missionária (AG 35) -A tarefa de Evangelização de todos os homens constitui a."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google