A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Depois da morte de Josué, os israelitas perguntaram ao Senhor: "Quem de nós será o primeiro a atacar os cananeus?“ O Senhor respondeu: "Judá será o.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Depois da morte de Josué, os israelitas perguntaram ao Senhor: "Quem de nós será o primeiro a atacar os cananeus?“ O Senhor respondeu: "Judá será o."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Depois da morte de Josué, os israelitas perguntaram ao Senhor: "Quem de nós será o primeiro a atacar os cananeus?“ O Senhor respondeu: "Judá será o primeiro; eu entreguei a terra em suas mãos". Então os homens de Judá disseram aos seus irmãos de Simeão: "Venham conosco ao território que nos foi designado por sorteio, e lutemos contra os cananeus. Iremos com vocês para o território que lhes foi dado". E os homens de Simeão foram com eles. Quando os homens de Judá atacaram, o Senhor entregou os cananeus e os ferezeus nas mãos deles, e eles mataram dez mil homens em Bezeque. Foi lá que encontraram Adoni- Bezeque, lutaram contra ele e derrotaram os cananeus e os ferezeus. Adoni-Bezeque fugiu, mas eles o perseguiram e o prenderam, e lhe cortaram os polegares das mãos e dos pés. Então Adoni-Bezeque disse: "Setenta reis com os polegares das mãos e dos pés cortados apanhavam migalhas debaixo da minha mesa. Agora Deus me retribuiu por aquilo que lhes fiz". Eles o levaram para Jerusalém, onde morreu. Juízes 1:1-7

4 A conquista do sul de Canaã Judá e Simeão eram irmãos consanguíneos. Lia engravidou de novo e, quando deu à luz outro filho, disse: "Porque o Senhor ouviu que sou desprezada, deu- me também este". Pelo que o chamou Simeão. (...) Engravidou ainda outra vez e, quando deu à luz mais outro filho, disse: "Desta vez louvarei ao SENHOR". Assim deu-lhe o nome de Judá. Então parou de ter filhos. (Gênesis 30:33,35) O método de sorteio era utilizado antes da descida do Espírito Santo, e o Senhor manifestava Sua vontade através dele. A sorte é lançada no colo, mas a decisão vem do Senhor. (Provérbios 16:33)

5 Bezeque?

6 A conquista do sul de Canaã Adoni-Bezeque significa “senhor de Bezeque”. A mutilação de Adoni-Bezeque o humilhou e o tornou impotente, sendo aceita por ele pela Lei de Talião. "Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’. Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça- lhe também a outra. (Mateus 5:38-39)

7 Os homens de Judá atacaram também Jerusalém e a conquistaram. Mataram seus habitantes ao fio da espada e a incendiaram. (Juízes 1:8) A conquista de Jerusalém

8 Jerusalém é uma das cidades mais antigas do mundo, com aproximadamente 5000 anos. Então Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, trouxe pão e vinho e abençoou Abrão, dizendo: "Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, Criador dos céus e da terra. E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou seus inimigos em suas mãos". E Abrão lhe deu o dízimo de tudo. (Gênesis 14:18-20) Judá conquistou a cidade (Jebus), mas posteriormente os Jebuseus a tomaram novamente. O rei e seus soldados marcharam para Jerusalém para atacar os jebuseus que viviam lá. E os jebuseus disseram a Davi: "Você não entrará aqui! (2 Samuel 5:6) Conquistar não é suficiente, é preciso manter.

9 Depois disso eles desceram para lutar contra os cananeus que viviam na serra, no Neguebe e na Sefelá. Avançaram contra os cananeus que viviam em Hebrom, anteriormente chamada Quiriate-Arba, e derrotaram Sesai, Aimã e Talmai. Juízes 1:9-10

10 A conquista de Hebrom Quiriate-Arba significa “cidade de quatro”, provavel- mente a união de quatro cidades. Hebrom significa “confederação” ou “associação”. Hebrom viria a ser a capital de Judá durante os 7 primeiros anos do reinado de Davi, e tinha conexões com Abraão. Então Abrão mudou seu acampamento e passou a viver próximo aos carvalhos de Manre, em Hebrom, onde construiu um altar dedicado ao Senhor. (Gênesis 13:18) Então Josué abençoou Calebe, filho de Jefoné, e lhe deu Hebrom por herança. (Josué 14:13) Sesai, Aimã e Talmai eram os 3 filhos de Enaque (gigantes).

11 Dali avançaram contra o povo que morava em Debir, anteriormente chamada Quiriate-Sefer. E disse Calebe: "Darei minha filha Acsa em casamento ao homem que atacar e conquistar Quiriate-Sefer". Otoniel, filho de Quenaz, irmão mais novo de Calebe, conquistou a cidade; por isso Calebe lhe deu sua filha Acsa por mulher. Um dia, quando já vivia com Otoniel, ela o persuadiu a pedir um campo ao pai dela. Assim que ela desceu do jumento, Calebe lhe perguntou: “O que você quer?” Ela respondeu: "Dê-me um presente. Já que o senhor me deu terras no Neguebe, dê-me também fontes de água". Assim Calebe lhe deu as fontes superiores e as inferiores. Juízes 1:11-15 Quiriate-Sefer significa “cidade dos livros”.

12 Os descendentes do sogro de Moisés, o queneu, saíram da Cidade das Palmeiras com os homens de Judá e passaram a viver entre o povo do deserto de Judá, no Neguebe, perto de Arade. Depois os homens de Judá foram com seus irmãos de Simeão e derrotaram os cananeus que viviam em Zefate, e destruíram totalmente a cidade. Por essa razão ela foi chamada Hormá. Os homens de Judá também conquistaram Gaza, Ascalom e Ecrom, com os seus territórios. O Senhor estava com os homens de Judá. Eles ocuparam a serra central, mas não conseguiram expulsar os habitantes dos vales, pois estes possuíam carros de guerra feitos de ferro. Conforme Moisés havia prometido, Hebrom foi dada a Calebe, que expulsou de lá os três filhos de Enaque. Já os benjamitas deixaram de expulsar os jebuseus que estavam morando em Jerusalém. Os jebuseus vivem ali com os benjamitas até o dia de hoje. Juízes 1:16-21

13 Conquistas de Judá e Simeão Hormá tem seu nome derivado de um verbo que significa “devotar à destruição”, o que sugere a destruição completa da cidade, conforme ordenado. Os cananeus eram mais avançados tecnologicamente que os israelitas, pois já conseguiam trabalhar o ferro para fazer carruagens. Os israelitas viam o uso de carruagens como indicativo da força humana, ao invés da dependência do poder de Deus. A confiança fiel e justa no Senhor é a mais poderosa arma de uma nação ou de uma pessoa.

14 Os homens das tribos de José, por sua vez, atacaram Betel, e o Senhor estava com eles. Enviaram espias a Betel, anteriormente chamada Luz. Quando os espias viram um homem saindo da cidade disseram-lhe: "Mostre-nos como entrar na cidade, e nós lhe pouparemos a vida". Ele mostrou como entrar, e eles mataram os habitantes da cidade ao fio da espada, mas pouparam o homem e toda a sua família. Ele foi, então, para a terra dos hititas, onde fundou uma cidade e lhe deu o nome de Luz, que é o seu nome até o dia de hoje. Juízes 1:22-26

15 A conquistas de Betel Betel significa “casa de Deus”, e estava associada a Jacó. Quando Jacó acordou do sono, disse: "Sem dúvida o Senhor está neste lugar, mas eu não sabia! " Teve medo e disse: "Temível é este lugar! Não é outro, senão a casa de Deus; esta é a porta dos céus". Na manhã seguinte, Jacó pegou a pedra que tinha usado como travesseiro, colocou-a de pé como coluna e derramou óleo sobre o seu topo. E deu o nome de Betel àquele lugar, embora a cidade anteriormente se chamasse Luz. (Gênesis 28:16-19)

16 Manassés, porém, não expulsou o povo de Bete-Seã nem o de Taanaque nem o de Dor nem o de Ibleã nem o de Megido, nem tampouco o dos povoados ao redor dessas cidades, pois os cananeus estavam decididos a permanecer naquela terra. Quando Israel se tornou forte, impôs trabalhos forçados aos cananeus, mas não os expulsou completamente. Efraim também não expulsou os cananeus que viviam em Gezer, mas os cananeus continuaram a viver entre eles. Nem Zebulom expulsou os cananeus que viviam em Quitrom e em Naalol, mas estes permaneceram entre eles, e foram submetidos a trabalhos forçados. Nem Aser expulsou os que viviam em Aco, Sidom, Alabe, Aczibe, Helba, Afeque e Reobe, e, por esse motivo, o povo de Aser vivia entre os cananeus que habitavam naquela terra. Juízes 1:27-36

17 Nem Naftali expulsou os que viviam em Bete-Semes e em Bete-Anate; mas o povo de Naftali também vivia entre os cananeus que habitavam a terra, e aqueles que viviam em Bete-Semes e em Bete-Anate passaram a fazer trabalhos forçados para eles. Os amorreus confinaram a tribo de Dã à serra central, não permitindo que descessem ao vale. E os amorreus igualmente estavam decididos a resistir no monte Heres, em Aijalom e em Saalbim, mas, quando as tribos de José ficaram mais poderosas, eles também foram submetidos a trabalhos forçados. A fronteira dos amorreus ia da subida de Acrabim até Selá, e mais adiante. Juízes 1:27-36

18 Territórios não ocupados Naftali e Dã não conseguiram conquistar muitas cidades. Porém, a tribo de Aser falhou completamente. As fronteiras estabelecidas para as tribos nunca foram atingidas. Por isso, muitas tribos acabaram invadindo o território das outras, como Dã, que acabou indo para o território de Judá. As cidades não conquistadas no território de Aser acabaram se desenvolvendo e se transformando no reino da Fenícia, com o qual Davi e Salomão fizeram aliança. Jezabel, esposa de Acabe, era uma princesa fenícia.

19 O anjo do Senhor subiu de Gilgal a Boquim e disse: "Tirei vocês do Egito e os trouxe para a terra que prometi com juramento que daria a seus antepassados. Eu disse: Jamais quebrarei a minha aliança com vocês. E vocês não farão acordo com o povo desta terra, mas demolirão os altares deles. Por quê vocês não me obedeceram? Portanto, agora lhes digo que não os expulsarei da presença de vocês; eles serão seus adversários, e os deuses deles serão uma armadilha para vocês". Quando o anjo do Senhor acabou de falar a todos os israelitas, o povo chorou em alta voz, e ao lugar chamaram Boquim. Ali ofereceram sacrifícios ao Senhor. Juízes 2:1-5

20 Territórios não ocupados Boquim significa “chorões”. A ênfase é na aliança quebrada. O Senhor foi fiel no cumprimento de Suas promessas. Mas Israel não cumpriu a sua parte, de ser leal a Deus e obediente aos Seus mandamentos. (Deuteronômio 30:16) Por isso, eles foram penalizados. Israel chorou, mas suas lágrimas foram superficiais. Não se pode enganar o Senhor com expressões externas de arrependimento; Ele procura um coração quebrantado, e não vestes rasgadas. (Joel 2:12-14)

21 Depois que Josué despediu os israelitas, eles saíram para ocupar a terra, cada um a sua herança. O povo prestou culto ao Senhor durante toda a vida de Josué e dos líderes que continuaram vivos depois de Josué e que tinham visto todos os grandes feitos que o Senhor realizara em favor de Israel. Josué, filho de Num, servo do Senhor, morreu com a idade de cento e dez anos. Foi sepultado na terra de sua herança, em Timnate- Heres, nos montes de Efraim, ao norte do monte Gaás. Depois que toda aquela geração foi reunida a seus antepassados, surgiu uma nova geração que não conhecia o Senhor e o que ele havia feito por Israel. Juízes 2:6-10

22 A morte de Josué Moisés e Josué cumpriram o mandamento de serem “sal da terra”, mas as próximas gerações não. Os pais devem encaminhar os filhos para o caminho de Deus. Mas cada um deve possuir sua própria experiência com Deus, e não continuar na força espiritual dos outros.

23 Então os israelitas fizeram o que o Senhor reprova e prestaram culto aos baalins. Abandonaram o Senhor, o Deus dos seus antepassados, que os havia tirado do Egito, e seguiram e adoraram vários deuses dos povos ao seu redor, provocando a ira do Senhor. Abandonaram o Senhor e prestaram culto a Baal e aos postes sagrados. A ira do Senhor se acendeu contra Israel, e ele os entregou nas mãos de invasores que os saquearam. Ele os entregou aos inimigos ao seu redor, aos quais já não conseguiam resistir. Sempre que os israelitas saíam para a batalha, a mão do Senhor era contra eles para derrotá-los, conforme lhes havia advertido e jurado. Grande angústia os dominava. Então o Senhor levantou juízes, que os libertaram das mãos daqueles que os atacavam. Juízes 2:11-19

24 Mesmo assim eles não quiseram ouvir os juízes, antes se prostituíram com outros deuses e os adoraram. Ao contrário dos seus antepassados, logo se desviaram do caminho pelo qual os seus antepassados tinham andado, o caminho da obediência aos mandamentos do Senhor. Sempre que o Senhor lhes levantava um juiz, ele estava com o juiz e os salvava das mãos de seus inimigos enquanto o juiz vivia; pois o Senhor tinha misericórdia por causa dos gemidos deles diante daqueles que os oprimiam e os afligiam. Mas, quando o juiz morria, o povo voltava a caminhos ainda piores do que os caminhos dos seus antepassados, seguindo outros deuses, prestando-lhes culto e adorando-os. Recusavam-se a abandonar suas práticas e seu caminho obstinado. Juízes 2:11-19

25 Introdução aos Juízes Resumo de 180 anos da história de Israel. Eles tinham memória curta, e esqueciam-se da miséria anterior e do arrependimento. A “volta ao Senhor” era uma experiência superficial. Apostasia ServidãoSúplica Salvação A voz do Espírito pode ser abafada pelos pecados, tornando o arrependimento mais e mais superficial. Isso leva a maus pensamentos, más ações e mau caráter, de onde só um milagre pode nos tirar. As amizades com as pessoas são importantes, mas devemos aceitá-las sem nos comprometermos ou adotarmos seus padrões de comportamento.

26 Introdução aos Juízes Israel voltou-se para os deuses dos povos da terra, cuja religião era mais voltada para a prosperidade do povo. Baal, filho de El no panteão cananeu, era o deus das tempestades e das chuvas, controlando a vegetação. O culto a Baal era largamente difundido no Oriente Médio, e possuía muitas variações, como Baal-Berite, Baal-Peor, Baal-Gade e Baal-Zebul. Muitas vezes essas variações são agrupadas simplesmente como Baalim. Baal também pode significar “senhor”, “proprietário” ou “marido”, por isso muitos profetas utilizaram a metáfora do adultério do povo com Deus.

27 Introdução aos Juízes Astarote era consorte de Baal, deusa da guerra e da fertilidade. A religião destes deuses da fertilidade era acompanha- da por práticas lascivas e sacrifícios, até de crianças. É difícil imaginar alguém trocar o Senhor por deuses de madeira e pedra, mas fazemos o mesmo quando abandonamos a adoração a Deus por outras atividades, passatempos ou prioridades. Nossos ídolos não são feitos de pedra ou de madeira, mas são igualmente pecaminosos.

28 Por isso a ira do Senhor acendeu-se contra Israel, e ele disse: "Como este povo violou a aliança que fiz com os seus antepassados e não tem ouvido a minha voz, não expulsarei de diante deles nenhuma das nações que Josué deixou quando morreu. Eu as usarei para pôr Israel à prova e ver se guardarão o caminho do Senhor e se andarão nele como o fizeram os seus antepassados". O Senhor havia permitido que essas nações permanecessem; não as expulsou de imediato, e não as entregou nas mãos de Josué. Juízes 2:20-23 Deus permitiu que os cananeus permanecessem na terra para testar a lealdade de Israel e Ele. Este foi um teste ao qual a nação, em geral, não passou.

29 São estas as nações que o Senhor deixou para pôr à prova todos os israelitas que não tinham visto nenhuma das guerras em Canaã ( fez isso apenas para treinar na guerra os descendentes dos israelitas, pois não tinham tido experiência anterior de combate ): os cinco governantes dos filisteus, todos os cananeus, os sidônios e os heveus que viviam nos montes do Líbano, desde o monte Baal-Hermom até Lebo-Hamate. Essas nações foram deixadas para que por elas os israelitas fossem postos à prova, se obedeceriam aos mandamentos que o Senhor dera aos seus antepassados por meio de Moisés. Os israelitas viviam entre os cananeus, os hititas, os amorreus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus. Tomaram as filhas deles em casamento e deram suas filhas aos filhos deles, e prestaram culto aos deuses deles. Juízes 3:1-6

30 Israel e seus vizinhos Outro motivo para Deus deixar aqueles povos no meio de Israel era para treinar a nova geração na guerra. Israel vivia em um ambiente hostil, e deveria aprender a se defender dos constantes ataques. A nação estava entre pequenos reinos (Amom, Moabe, Edom) e reinos maiores, como Egito, Assíria, Babilônia, Pérsia e Grécia. Nessa época, os filisteus também chegaram, vindos do Mar Mediterrâneo, e estabeleceram-se nas cidades costeiras, como Gaza, Ascalom, Asdode, Ecrom e Gate. Talvez Deus tenha deixado barreiras em sua vida (pessoas hostis, situações difíceis e frustrantes) para permitir que você desenvolva fé e obediência.

31 Filisteus Amom Moabe Edom Egito Pérsia Assíria Babilônia Grécia Hititas Ferezeus Amorreus Heveus Jebuseus Cananeus

32 Os israelitas fizeram o que o Senhor reprova, pois esqueceram-se do Senhor seu Deus e prestaram culto aos baalins e aos postes sagrados. Acendeu-se a ira do Senhor de tal forma contra Israel que ele os entregou nas mãos de Cuchã-Risataim, rei da Mesopotâmia, por quem os israelitas foram subjugados durante oito anos. Mas, quando clamaram ao Senhor, ele lhes levantou um libertador, Otoniel, filho de Quenaz, o irmão mais novo de Calebe, que os libertou. O Espírito do Senhor veio sobre ele, de modo que liderou Israel e foi à guerra. O Senhor entregou Cuchã-Risataim, rei de Arã, nas mãos de Otoniel, que prevaleceu contra ele. E a terra teve paz durante quarenta anos, até a morte de Otoniel, filho de Quenaz. Juízes 3:7-11 Os postes-ídolo são imagens da deusa Astarote, consorte de Baal, provavelmente em pilares de madeira.

33 1º Juiz: Otniel As tribos do sul de Israel eram mais unidas que o norte, por isso Otniel, herói de Judá, conseguiu reuni-las e expulsar os invasores. Otniel já havia conquistado Debir, e agora livrava Israel dos babilônicos. Otniel é um exemplo de descendência santa. Revela-se aqui, pela primeira vez, a dotação de força sobrenatural aos juízes de Israel. Estes homens são chamados de “carismáticos”, visto que a graça divina (carisma) lhes foi concedido.

34 Mais uma vez os israelitas fizeram o que o Senhor reprova, e por isso o Senhor deu a Eglom, rei de Moabe, poder sobre Israel. Conseguindo uma aliança com os amonitas e com os amalequitas, Eglom veio e derrotou Israel, e conquistou a Cidade das Palmeiras. Os israelitas ficaram sob o domínio de Eglom, rei de Moabe, durante dezoito anos. Novamente os israelitas clamaram ao Senhor, que lhes deu um libertador chamado Eúde, homem canhoto, filho do benjamita Gera. Os israelitas o enviaram com o pagamento de tributos a Eglom, rei de Moabe. Eúde havia feito uma espada de dois gumes, de quarenta e cinco centímetros de comprimento, e a tinha amarrado na coxa direita, debaixo da roupa. Ele entregou o tributo a Eglom, rei de Moabe, homem muito gordo. Em seguida, Eúde mandou embora os carregadores. Juízes 3:12-30

35 Junto aos ídolos que estão perto de Gilgal, ele voltou e disse: "Tenho uma mensagem secreta para ti, ó rei". O rei respondeu: "Calado! " E todos os seus auxiliares saíram de sua presença. Eúde aproximou-se do rei, que estava sentado sozinho na sala superior do palácio de verão, e repetiu: "Tenho uma mensagem de Deus para ti". Quando o rei se levantou do trono, Eúde estendeu a mão esquerda, apanhou a espada de sua coxa direita e cravou-a na barriga do rei. Até o cabo penetrou com a lâmina; e, como não tirou a espada, a gordura se fechou sobre ela. Então Eúde saiu para o pórtico, depois de fechar e trancar as portas da sala atrás de si. Depois que ele saiu, vieram os servos e encontraram trancadas as portas da sala superior, e disseram: "Ele deve estar fazendo suas necessidades em seu cômodo privativo". Juízes 3:12-30

36 Cansaram-se de esperar, e como ele não abria a porta da sala, pegaram a chave e a abriram. E lá estava o seu senhor, caído no chão, morto! Enquanto esperavam, Eúde escapou. Passou pelos ídolos e fugiu para Seirá. Quando chegou, tocou a trombeta nos montes de Efraim, e os israelitas desceram dos montes, com ele à sua frente. "Sigam-me", ordenou, "pois o Senhor entregou Moabe, o inimigo de vocês, em suas mãos. " Eles o seguiram e, tomaram posse do lugar de passagem do Jordão que levava a Moabe, e não deixaram ninguém atravessar o rio. Naquela ocasião mataram cerca de dez mil moabitas, todos eles fortes e vigorosos; nem um só homem escapou. Naquele dia Moabe foi subjugado por Israel, e a terra teve paz durante oitenta anos. Juízes 3:12-30

37 2º Juiz: Eúde Deus usou os moabitas para punir o povo de Israel. É uma ideia confortadora, nesta época de poder nuclear, químico e biológico, perceber que Deus ainda ordena e controla o destino das nações, e governa as decisões dos líderes mundiais, inclusive os mais arrogantes e ateísticos dentre eles. Eúde era da tribo de Benjamim, e era canhoto. Para os israelitas, ser canhoto era um defeito físico. Eúde conseguiu a atenção do rei falando que tinha uma mensagem de Elohim para ele, uma denominação comum para qualquer deus da região.

38 2º Juiz: Eúde Pontos fortes e êxitos: Um homem de ação direta, um líder. Utilizou-se de uma fraqueza para realizar um grande feito. Lições de vida: Alguns problemas pedem uma atitude radical. Deus responde ao choro de arrependimento. Deus está pronto para usar nossas qualidades únicas a fim de completar seu trabalho.

39 3º Juiz: Sangar Depois de Eúde veio Sangar, filho de Anate, que matou seiscentos filisteus com uma aguilhada de bois. Ele também libertou Israel. (Juízes 3:31) Sangar pertencia às tribos do norte. A aguilhada de bois era uma arma de cabo longo, de 2,5 a 3,5 metros, pontiagudo, parecendo uma lança, utilizado para conduzir os bois no arado.


Carregar ppt "Depois da morte de Josué, os israelitas perguntaram ao Senhor: "Quem de nós será o primeiro a atacar os cananeus?“ O Senhor respondeu: "Judá será o."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google