A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O que são e como se descrevem as ondas Características fundamentais das ondas Energia é propagada a grandes distâncias Perturbação propaga-se através.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O que são e como se descrevem as ondas Características fundamentais das ondas Energia é propagada a grandes distâncias Perturbação propaga-se através."— Transcrição da apresentação:

1

2 O que são e como se descrevem as ondas Características fundamentais das ondas Energia é propagada a grandes distâncias Perturbação propaga-se através do meio sem que globalmente o meio sofra globalmente um deslocamento permanente. O meio é o local onde se propaga a onda O meio pode ser material ou não. A onda representa uma perturbação que se repete no tempo no mesmo local e se repete no espaço no mesmo instante

3

4 Portanto, uma onda corresponde a uma perturbação que é uma função  (x,t) tal que  (x,t)=  (x+λ,t)  (x,t)=  (x,t+T) Por outro lado, a onda propaga-se com uma velocidade v no meio. Isso significa que se a perturbação tem um o mesmo valor em todos os pontos (x,t) tais que x=vt. Consideremos um ponto X da onda num dado instante para a origem. Um ponto x=X+vt é tal que  (X)=  (x-vt). A forma mais geral de uma onda propagando- se com velocidade constante v sem mudança de forma é, portanto,  (x-vt).

5 Propriedades das ondas Propriedades das ondas:  (x-vt)=  (x+λ-vt)  (x-vt)=  [x-v(t+T)]  (x-vt+λ)=  (x-vt-vT)  λ=vT A frequência é uma propriedade da fonte. A velocidade de propagação é uma propriedade do meio. O comprimento de onda depende do meio e do observador.

6 Exemplos de ondas  (x-vt)=  (x-vt)

7 Exemplos de ondas  (x-vt)=a.cos m(x-vt)=a.cos m[(x-vt)+λ]  mλ=2π  (x-vt)=a.cos m(x-vt)=a.cos (2π/λ) [x-v(t+T)]  (2π/λ)vT=2π  T= λ/v O número de ondas passando por segundo por um dado observador é a frequência. O número de ondas por unidade de distância designa-se por número de ondas

8 Qual é a equação que rege uma onda? Caso de uma onda harmónica: é um fenómeno oscilatório

9 A equação das ondas Ondas longitudinais num tubo dx dx+d  PP

10 A equação das ondas Ondas longitudinais num tubo dx dx+d  PP

11 Velocidade do som no ar Módulo de elasticidade

12 Corda vibrante aa bb TaTa TbTb y x

13 Polarização Quando uma onda plana transversal é tal que a perturbação ocorre numa direcção bem definida a onda diz-se polarizada.

14 Sobreposição de ondas A equação das ondas é linear: é solução se as duas ondas forem solução Exemplo: duas ondas harmónicas:

15 Sobreposição de ondas Exemplo: duas ondas harmónicas, uma transmitida, outra reflectida:

16 Batimentos

17 Relações de dispersão

18 O princípio de Huygens Fonte emissora pontual Zonas que num dado t têm  =const. desigam-se por frentes de onda Todos os pontos numa frente de onda estão em fase As linhas perpendiculares às frentes de onda chamam-se raios. Cada frente de onda é a fonte de novas ondas (Princípio de Huygens).

19 Reflexão A B A’ B’

20 Refracção (Lei de Snell) A frequência é uma característica do emissor e não do meio A A’ B’ B i r

21 Refracção (Lei de Snell) A A’ B’ B i r

22 Usos da reflexão total bending light to do your will

23 Reflexão, refracção e polarização Luz entre dois meios implica reflexão e refracção. Para um certo ângulo  B a luz com uma certa polarização não pode ser reflectida. Esse ângulo é o ângulo de Brewster. A luz é transmitida no meio sem reflexão.

24 Reflexão, refracção e polarização

25 Interferência

26 D d  Para n fendas os efeito é maior: rede de difracção

27 Interferência D d  Todas se anulam excepto a 1ª e a última que têm uma diferença de comprimento de onda de λ  +Δ+Δ

28 É sempre possível separar duas franjas? Poder de resolução: Qual a diferença de comprimentos de onda mínima que pode ser detectada por uma rede de difracção? Critério de Rayleigh: As duas riscas são separáveis se o máximo de uma fica pelo menos à distância (angular) correspondente ao mínimo da outra Intensidade  (radianos)  λ+Δ λ λ

29 É sempre possível separar duas franjas? Intensidade  (radianos)  λ+Δ λ λ

30 Difracção Uma abertura de largura a pode ser encarada como uma rede com um número infinito de fendas. Cada ponto da metade superior tem o seu correspondente na metade inferior a/2 (a/2)sin   Podemos continuar a dividir a abertura em 4, 6,8, … partes. As condições de máximo e mínimo são

31 Difracção de Bragg

32 Interferómetros As diferenças de fase podem ser usadas para medir distâncias com grande precisão porque pequeníssimas distâncias se convertem em distâncias angulares mais facilmente mensuráveis. Precisão depende do tamanho do caminho óptico Primeiro exemplo: Interferómetro de Michelson

33 Interferómetros Interferómetro de Michelson:  d l l’

34 Interferómetros Interferómetro de Fabry-Perot


Carregar ppt "O que são e como se descrevem as ondas Características fundamentais das ondas Energia é propagada a grandes distâncias Perturbação propaga-se através."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google