A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. O Culto Jovem deverá voltar a ser um programa de ação missionária. O êxito dos programas jovens depende mais da ação do que de qualquer outra coisa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. O Culto Jovem deverá voltar a ser um programa de ação missionária. O êxito dos programas jovens depende mais da ação do que de qualquer outra coisa."— Transcrição da apresentação:

1 1

2 O Culto Jovem deverá voltar a ser um programa de ação missionária. O êxito dos programas jovens depende mais da ação do que de qualquer outra coisa. Se os membros do Clube de Jovens trabalham e tem experiências missionárias vividas por eles, poderão contar nos cultos, tornando o programa cheio de vida espiritual e atrairá a atenção de todos os membros da Igreja. As experiências de vida conquistam a atenção e o desejo de ouvi-las. 2

3 Os diretores precisam transformar o Culto JA em um assunto de vida. Aqueles que realizam trabalhos missionários devem contar suas experiências. As pessoas que receberam a mensagem através dos jovens devem contar como se sentiram ao receber a visita dos jovens e aceitaram convite para assistir à programação. 3

4 1.PROPÓSITOS E OBJETIVOS DEFINIDOS É necessário existir uma razão para realizar o Culto Jovem. Muitas vezes o Culto JA funciona como um carrossel de atividades, e quando a reunião termina fica a sensação de não ter feito sentido algum. 2. PLANEJAMENTO Os bons programas não acontecem por acidente nem por acaso. Pelo contrário, se dão por meio de planejamento, tempo e esforço. a.Programe os temas com pelo menos 15 dias de antecedência. Está é uma tarefa da liderança. b.Busque um objetivo para o tema, e não simplesmente “exiba” um programa. Faça-o de acordo com as maiores necessidades e problemas da juventude. O programa deve ajudá-los a alcançar o objetivo, e isto inclui também o Momento de Louvor. 4

5 c.Os materiais para pesquisa são: Bíblia, Revista “Conexão” e outras revistas mais antigas do mesmo segmento, enciclopédia jovem e livros como: Mensagem aos Jovens, O Jovem Adventista e seu Estilo de Vida, livros do Espírito de Profecia, revista “Ação Jovem”, etc. d.Distribua as tarefas. As pessoas que participam devem ser alternadas, e não somente as que são mais “fáceis de convencer”. e.Ensaie o programa. A experiência demonstra que as reuniões ensaiadas são sempre as melhores. Uma hora de ensaio antes do programa trará maravilhosos resultados. Um ensaio completo tranquiliza a todos e dá ao diretor uma oportunidade para sugerir mudanças a fim de melhorar o programa. 5

6 3.PUBLICIDADE Se o Culto J.A. merece ser assistido, então vale a pena contá-lo a outros. Se você fica preocupado pela pouca assistência das pessoas, há de perguntar: “Porque as pessoas não vêm ao Culto J.A.?”. A resposta: será que não foi feita uma boa divulgação do programa pela manhã. Frequentemente ouvimos o anúncio: “O Culto Jovem de hoje será no horário de costume.” Se não temos nada de mais vibrante para ser dito, é melhor não dizer nada! 6

7 Maior Publicidade, maior assistência! Aqui estão algumas opções: a.Cartazes; b.Boletim da Igreja; c.Anúncios da Igreja; d.Convites Pessoais; e.Chamadas Telefônicas; f.Quadros Vivos g.Anúncios na Rádio Novo Tempo. 7

8 4.ESFORÇO Terminada a reunião, a diretoria deve reunir-se para fazer uma avaliação do programa: Os acertos; Os erros; O que não se pode evitar; O que pode ser adicionado; Dê oportunidade para que todos falem; Convidem um ancião ou o Pastor para ajudar na avaliação. Uma autoavaliação sempre ajuda no crescimento dos programas futuros e evita alguns desgastes. 8

9 5.PONTUALIDADE As boas reuniões começam pontualmente, mesmo que haja poucos membros presentes. Quando vamos à reunião J.A. para encontrarmos com nosso Senhor, é correto fazê-lo esperar? 6.PARTICIPAÇÃO Nenhum culto J.A. sobrevive se o Diretor é o único que toma parte, ou se três ou quatro jovens tomarem parte a cada semana. As reuniões se tornam melhores quando vários participam e quando a direção busca em seus membros a assistência regular de cada sábado, e então o entusiasmo crescerá. 9

10 7.PROGRAMA Para que o programa seja interessante e proveitoso, tome nota das seguintes sugestões: A.Ter a Cristo com o centro de cada reunião; B.Os programas não devem ser todos idênticos; C.Evitar espaço vago no meio da programação; D.Devemos promover reuniões atrativas, brilhantes, interessantes e com um propósito espiritual. 10

11 8.APRESENTAÇÃO A.Ter recepcionistas à porta; B.Começar a tempo mesmo que haja poucas pessoas presentes; C.Criar um ambiente propício; D.Ao começar o programa, tenha sempre um sorriso no rosto; E.Instruir os participantes sobre o que se espera deles: Depois das instruções, não deve existir tempo livre; Não permita que se afine em público um instrumento musical; 11

12 Fale de forma animada, sem dar desculpas; Fale claramente para que todos possam ouvi-lo; Decoração; Recursos Visuais; Testar os microfones; Verificar a iluminação e a ventilação da plataforma do auditório; Tenha o maior número possível de hinários ou folhetos de cânticos suficientes; Evite correr de um lado para outro depois que o público começar a chegar. 12

13 9.PARTICIPANTES À FRENTE Utilizar principalmente os jovens como participantes. Deve ser obrigatório para aqueles que vão tomar parte no programa, sentar-se à frente, nas primeiras filas, de onde possam ver o diretor. 13

14 10.O TRANCORRER DO PROGRAMA Devem ser respondidas algumas perguntas que ficam à mente do auditório: – Para que servirá essa reunião? – O que vai acontecer? – O que tem a ver comigo? 14

15 9.CONTINUANDO A AÇÃO Um dos segredos das boas reuniões é “seguir a ação”. Não permita que haja intervalos durante a mesma, assim como não se deve permitir que a programação continue até que os presentes se aborreçam e se cansem. Portanto, termine a tempo. 15


Carregar ppt "1. O Culto Jovem deverá voltar a ser um programa de ação missionária. O êxito dos programas jovens depende mais da ação do que de qualquer outra coisa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google