A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013 Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013 Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013 Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013

2 Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando- se pela gestão e regulação dos serviços próprios e conveniados, monitorando doenças e agravos e realizando a vigilância sanitária sobre produtos e serviços de interesse da saúde, visando a uma população mais saudável.

3

4 1984 a

5 População – hab. 138 Equipamentos de Saúde  54 US Básica  55 US ESF  8 UPAs  3 US Convencional + especialidade  8 Especializadas  10 CAPS  2 Hospital Municipal  1 Laboratório Municipal * 03 ambulatórios especializados nas Escolas de Educação Especial *8 CMAES

6 Informação, Avaliação e Estímulo para Qualidade Carteira de Serviços Apoio, Logística, Estrutura, pessoas Acesso e Vínculo Coordenaçã o do Cuidado Superintendênci a de Gestão da Atenção Departament o de Redes de Atenção Secretário de Saúde Departament o de Saúde Mental Departament o de Urgência e Emergência Superintendênci a Executiva Distritos

7 Distrito Sanitário de Saúde Coordenação de Informação Coordenação de Assistência Coordenação de Vigilância à Saúde (Epidemiologia/Saúde ambiental) Unidades de Saúde

8 1.120 Médicos 863 Enfermeiros Aux.de Enfermagem 626 Dentistas 240TSB 577ASB 1.182outros profissionais 7.438Total Fonte: NRH/SMS set/2013

9  Ampliar o modelo com as chamadas equipes prioritárias: eSF, consultórios na Rua, NASF;  Aproximar-se das políticas nacionais, no modelo e no financiamento;

10  Problemas com pessoas x Pessoas com problemas  Aumentar resolutividade da APS: adequar a necessidade da atenção de média e alta complexidade  Acesso: facilitar o acesso das pessoas à sua equipe e unidade, agendamento presencial e não- presencial para o mesmo dia ou dia seguinte. Melhorar a assistência e garantir a longitudinalidade.  Coordenação do Cuidado: APS como coordenadora do cuidado, conversa com os demais pontos da rede de saúde.

11  Ampliação do SF  Horário ampliado das US 7h – 22h ◦ Primeiro semestre (1 US por DS) ◦ Para o segundo semestre (2 por DS)  Elaboração de “cartilha” – orientações quanto organização do acesso (agenda, fluxos, processo de trabalho, agendamento por telefone e ...)  Em discussão sobre formas de vinculação do usuário à US (território – lista)  3 US 24 horas - funcionamento nas 24 horas do dia, sete dias por semana (DS PN, DS CJ, DS BV)

12  Educação Permanente por nucleo de competencia – REFOCO  Modulos temáticos e Educação Permanente  Curso EAD/ Telesaúde  Especialização em APS Educação Permanente *capacitação abordagem intensiva tabagismo, treinamento em cuidado com feridas

13  Nova remuneração variável para ESF- IDQ  Fase de definição e validação de indicadores;  Definição dos indicadores do POA ;  Proposta de novos indicadores para o IDQ vigente;  Capacitação dos Coordenadores Locais – SIAB e SISPRENATAL;

14  Estudar a demanda da APS por serviços especializados.  Melhorar a comunicação com esses serviços.  Coordenar os NASFs.  Acompanhar o cuidado de grupos especiais.  Estimular o uso de tecnologias contemporâneas, como , chats e Telessaúde, para interconsultas virtuais.  Já foi disponibilizado para várias equipes das Unidades de Saúde e para todos os profissionais dos NASFs.

15  Construção e reforma das Unidades de Saúde  Acompanhamento do provimento de Rh para APS  Nova organização da clínica odontológica das US’s  Ambiência  Adequação dos CEO’s para atendimento a pessoas com deficiência  Insumos estratégicos  Monitoramento da empresa G5

16 Starfield, 2002

17 procedimentos odontológicos básicos – 207 mil/mês procedimentos odontológicos especializados – 7 mil/mês atendimentos à PcD Produção Ambulatorial 2012

18 pessoas abrangidas pelo Ônibus ex. p/ detecção de câncer bucal Produção Ambulatorial 2012

19  Fortalecer os atributos da APS: acesso, continuidade da atenção, carta de serviços abrangente, coordenação do cuidado em todas as unidades de Curitiba;  Ampliar o modelo com as chamadas equipes prioritárias: eSF, consultórios na Rua, NASF;  Aproximar-se das políticas nacionais, no modelo e no financiamento;

20 População cadastrada: 38,06% de cobertura ESF Alvo pessoas por equipes: 31,67% *

21 Distrito SanitárioUnidade de SaúdeQuantidade de equipes Boa Vista*Bairro Alto5 Bairro Novo*Bairro Novo+ 2 Boqueirão*Eucaliptos4 Cajuru*Camargo6 CIC*Oswaldo Cruz4 CIC*Nossa Senhora da Luz 5 Matriz*Ouvidor Pardinho6 MatrizMãe Curitibana4 PortãoSanta Quitéria4 Pinheirinho*Concórdia4 Total44 População cadastrada: 47,00% de cobertura ESF Alvo pessoas por equipes: 39,00% ESF Ampliação de horário de funcionamento: 07h às 22h. US Guaíra - ampliação de horário População cadastrada: 38,06% de cobertura ESF Alvo pessoas por equipes: 31,67%

22  Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica - PMAQ  O Programa busca induzir a ampliação do acesso e a melhoria da qualidade da atenção básica, com garantia de um padrão de qualidade comparável nacional, regional e localmente de maneira a permitir maior transparência e efetividade das ações governamentais direcionadas à Atenção Básica em Saúde em todo o Brasil.  Incentivo financeiro:  Ótimo: 100% PAB variável  Bom: 60% PAB variável  Regular: 20% PAB variável  Insatisfatório: termo de reajuste  Proposta: cadastrar todas as equipes em 2013

23  provimento e fixação de profissionais em áreas de maior vulnerabilidade ◦ supervisão semipresencial e à distância ◦ Especialização em Saúde da Família e Comunidade ◦ pontuação para concursos de acesso à residência médica – após um ano ◦ 9 vagas para o município de Curitiba

24  Criar 4 equipes de consultório na rua, com pelo menos psicólogo, médico, enfermeiro, assistente social, educador físico, terapeuta- ocupacional, auxiliar de enfermagem, agente comunitário;  Aquisição de 4 ambulâncias, uma para cada equipe, para oferecer o cuidado mais adequado à essa população;

25 Protocolo clínico Educação - Prevenção - Cura Próteses Totais nas UBSs Radiografia periapical/interproximal nas UBSs Radiografia Panorâmica com equipamento próprio PSE em todas as escolas e creches municipais + 35 estaduais com utilização da tecnologia ART 01 CEO por distrito sanitário e 300 equipes eSB até Clínicas Odontológicas 2 CEOs

26 A população está crescendo 1 milhão e 851 mil pessoas vivem em Curitiba as pessoas estão vivendo mais, cerca de mil pessoas, com mais de 60 anos (10,35%) Hoje em Curitiba

27 Pirâmide etária de Curitiba

28 Esperança de vida ao nascer Curitiba

29 14,7% das gestantes são menores de 20 anos 11% são gestações de risco diminuição importante na transmissão vertical HIV – 4% em 2008, 4 mulheres morreram por problemas relacionados à gravidez Nasceram mil crianças em 2009

30 em 1980 morreram crianças (mortalidade de 42.7/1000 nascidos vivos) em 2009 morreram 221 crianças (mortalidade de 8,9/1000 nascidos vivos) Nasceram mil crianças em 2009

31 , , , , , , – 10, – 9,70 * ,9 *dados preliminares Mortalidade Infantil

32 Natalidade Taxa de Natalidade por hab.– 1995 a 2008

33 População envelhecendo Êxodo para as cidades Hábitos da vida moderna Aumento de problemas mentais Aumento da violência físico / psicológica Mudança das doenças comuns X emergentes A situação de saúde está em permanente mudança

34 as doenças infecciosas estão diminuindo outras doenças estão se tornando cada vez mais importantes doenças do coração e hipertensão diabetes câncer A situação de saúde está em permanente mudança

35 Outros problemas da sociedade vêm se tornando muito freqüentes e afetam grandemente a saúde acidentes violência 1ª causa óbitos no sexo masculino (15 a 49 anos)


Carregar ppt "Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013 Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google