A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2005 Gás Boliviano: 40.000 Mm³/d Gás Argentino: 9.200 Mm³/d Produção Nacional: 43.367 Mm³/d Gás Natural Liquefeito: 4.000 Mm³/d TOTAL: 96.567 Mm³/d Consumo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2005 Gás Boliviano: 40.000 Mm³/d Gás Argentino: 9.200 Mm³/d Produção Nacional: 43.367 Mm³/d Gás Natural Liquefeito: 4.000 Mm³/d TOTAL: 96.567 Mm³/d Consumo."— Transcrição da apresentação:

1

2 2005 Gás Boliviano: Mm³/d Gás Argentino: Mm³/d Produção Nacional: Mm³/d Gás Natural Liquefeito: Mm³/d TOTAL: Mm³/d Consumo Interno Petrobras: Mm³/d

3 Gasodutos na America do Sul

4 O gás natural é constituído, em sua maior parte, por metano, que é um hidrocarboneto extraído das profundezas do solo. Assim como o petróleo, ele é o resultado da transformação de fósseis de material orgânico que existiram em nosso planeta desde seus primordios. O Gás Natural é um combustível ambientalmente menos agressivo que outros combustíveis necessários a vida humana. A sua queima uniforme gera baixa emissão de resíduos, um fator importante na melhoria dos padrões de emissões ambientais. Além do seu alto poder de queima, possui outras vantagens tais como possibilitar maior vida útil para equipamentos e menores custos de manutenção. Em virtude dessas características, a sua participação na matriz energética brasileira é crescente. Pesquisas realizadas junto a setores industriais, associações de classe e secretarias de governo demonstraram que as vantagens técnicas e econômicas oriundas da utilização deste energético ainda não são plenamente difundidas no Brasil e os benefícios provenientes de seu uso pouco conhecidos.

5 O gás natural, assim como o petróleo, é um combustível fóssil, composto por uma mistura de hidrocarbonetos, constituído em sua maior parte por metano (CH4). Não se trata, portanto, de um produto derivado do petróleo, mas sim de formação semelhante. A unidade básica de medida para o gás natural é o metro cúbico nas condições de 20º C e pressão de 1 atmosfera absoluta, sendo que a energia produzida pela combustão é usualmente medida em Kcal (Quilocalorias).

6 Composição do Gás Natural Metano 89,11 % Etano 5,87 % Propano 1,86 % Butano (+)1,06 %Nitrogênio0,91 %Dióxido de Carbono1,17 %Densidade relativa do Ar 0,6340 Poder calorífico superior (PCS)9560 kcal/m 3 Equivalência Energética Principais Combustíveis 1 Kg OC = 1m 3 de Gás Natural1 Kg GLP = 1,25 m 3 de Gás Natural1 st lenha = 93 m 3 de Gás Natural1 lt diesel = 0,92 m 3 de Gás Natural Devido as suas características físico-químicas, ele pode ser empregado tanto como matéria prima para a indústria petroquímica quanto ser utilizado como combustível pelas indústrias e na produção de energia elétrica, substituindo, com grandes vantagens ambientais, o óleo combustível e o carvão

7 Com relação ao aspecto de segurança, podemos destacar que possui densidade específica menor que a do ar, o que facilita a sua dispersão para a atmosfera, reduzindo os riscos de acidentes, ao contrário do GLP (Gás Liqüefeito de Petróleo), produto derivado do petróleo e utilizado atualmente em nossas residências, que, sendo mais pesado que o ar, acumula-se ao nível do solo podendo causar sérios acidentes por intoxicação. Sob o ponto de vista macroeconômico, é um importante vetor de atratividade de novas empresas, demanda conhecimento específico da área, exigindo a criação de novos centros formadores de mão-de- obra, é o combustível mais ecológico dentre das opções atuais, pois reduz bastante a emissão de poluentes em relação à queima do óleo. O gás natural diminui, também, o gasto com combustível, agrega qualidade ao produto porque permite uma da queima direta.

8 USOS DO GÁS NATURAL INDÚSTRIA: Substitui com vantagens outros combustíveis. Ideal para processos que exigem a queima em contato direto com o produto final, como a indústria cerâmica, de cimento e a fabricação de vidro. Na fabricação de aço, pode ser usado como redutor siderúrgico em substituição ao coque. É utilizado como matéria-prima para a produção de metano, na indústria petroquímica e para a produção de amônia e uréia na indústria de fertilizante GERAÇÃO TÉRMICA: Funciona para a geração de energia elétrica e produção de vapor COMÉRCIO E RESIDÊNCIAS: Utilizado para cogeração de energia e refrigeração em ambientes como shopping centers, hotéis e hospitais. Nas residências, substitui o gás liquefeito de petróleo (GLP), com inúmeras vantagens, como a não necessidade de armazenamento de combustível. AUTOMÓVEIS: É mais econômico que o combustível líquido, sendo no minimo 50% mais barato em relação à gasolina. Como é gasoso, não deixa resíduos de carbono no motor, aumentando sua vida útil e reduzindo os custos com manutenção

9 Início da obra: ago/97; Início do fornecimento: mar/99; Extensão: Km, no Brasil; Faixa de influência responde por: 82% da produção industrial brasileira; 75% do PIB; 71% do consumo energético nacional; Investimentos: superiores a US$ 2.0 bilhões; Capacidade: 30 milhões de metros cúbicos diários; Contrato de fornecimento: 20 anos.


Carregar ppt "2005 Gás Boliviano: 40.000 Mm³/d Gás Argentino: 9.200 Mm³/d Produção Nacional: 43.367 Mm³/d Gás Natural Liquefeito: 4.000 Mm³/d TOTAL: 96.567 Mm³/d Consumo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google