A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Criançar: ética e os infantis Leni Vieira Dornelles.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Criançar: ética e os infantis Leni Vieira Dornelles."— Transcrição da apresentação:

1

2 Criançar: ética e os infantis Leni Vieira Dornelles

3 Devir- Criança Devir é sempre processo, nem começo, meio ou final da viagem – é um eterno processo de tornar-se, na ética de afirmações da vida ( Deleuze ).

4 Ética e infância como uma recriação da vida infantil. Pensar no devir infantil a partir do CRIANÇAR: viver o criançar é viver intensamente o processo de ser criança, é afirmar a vida infantil. É ver a vida das crianças como a recriação de si.

5 Problematizar o termo INFÂNCIA: Que infância é esta ou de que infâncias estamos falando? Que ética é esta ou de que ética estamos falando?

6 As múltiplas infâncias hoje. aa infância de rua: com suas crianças que vivem e sobrevivem sem a proteção do adulto... aa infância trabalhadora: com as crianças nas carvoarias, nas plantações de cana, nas colheitas de cizal, na prostituição das ruas... aa infância cyber: das crianças que lidam com as novas tecnologias de games, internet, televisão à cabo, lan houses...

7 E nós professores/as? Queremos que as crianças sejam apenas competentes, encapsuladas dentro de manuais e didáticas, mas... podemos: Seguir seus processos, interstícios, aventuras e desventuras, descobertas, imaginação, trilhas de ir e vir, de pedras, flores, espinhos, sorrisos,choros. Seguirmos as marcas deixadas no voltar e começar, cair e levantar, criar e desmanchar. Borrando, pintando, dançando, pulando, brincando - vivendo intensamente o criançar.

8 Inventar o criançar Como se inventa a arte – a vida como obra de arte – e nessa pintura, o processo será mais importante que o produto, porque neste criançar se poderá sempre pintar as infâncias - começando sempre que necessário, tudo novamente.

9 Criançar como obra de arte Pintar o criançar como novidade, como descoberta, com o jeito de ser criança que só as crianças têm.

10 Criançar - parte de um contexto cultural e histórico Em permanente transformação onde: as mudanças acontecem ao longo das infâncias; os direitos estão sendo negados às crianças; as crianças pensam diferente dos adultos; a criança não é o adulto e podemos inventar com ela novas possibilidades da vida infantil.

11 Criançar em defesa da criança-poeta, da criança-artista, da criança-pintora, da criança- cantora, e, principalmente, da criança- brincante. Inventarmos com elas a vida com capacidade de criançar e sobretudo de criançar-se.

12 Um criançar que possibilite: o sonho a novidade a fantasia a invenção a brincadeira a espontaneidade o lugar para a emoção a solidariedade o lugar para o desejo o prazer o gosto pelo belo a criatividade a sensibilidade a subjetivação a expressão a generosidade a curiosidade a paixão a convivência fraterna com o outro

13 Acima de tudo viver intensamente Com muita generosidade o criançar - o devir-criança - como uma ética de afirmação da vida.


Carregar ppt "Criançar: ética e os infantis Leni Vieira Dornelles."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google