A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Campo Grande-MS Prof. Silvia Rodrigues.  Constitui-se em um sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Campo Grande-MS Prof. Silvia Rodrigues.  Constitui-se em um sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às."— Transcrição da apresentação:

1 Campo Grande-MS Prof. Silvia Rodrigues

2  Constitui-se em um sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às veias (vasos linfáticos), que se distribuem por todo o corpo e recolhem o líquido tissular que não retornou aos capilares sangüíneos, filtrando- o e reconduzindo-o à circulação sangüínea(CRUZ, 2000).

3  O sistema linfático possui uma função essencial de transporte e absorção de líquidos. A permeabilidade da membrana do capilar linfático é muito maior do que a do capilar sangüíneo; por esse motivo, grandes moléculas, como as proteínas, são facilmente absorvidas por esses capilares e transportadas até o canal torácico, sendo devolvidas à circulação sangüínea (MARX; CAMARGO, 1986).

4  Sistema vascular, constituído por um conjunto particular de capilares linfáticos, vasos pré-coletores, vasos coletores e troncos linfáticos, linfonodos e órgãos linfóides.

5

6 Espaço entre as células  Representa 1/6 do corpo

7  Transporte do líquido intersticial (proteínas e material com grande peso molecular) para fora do espaço tecidual pois os capilares sanguíneos não absorvem macromoléculas

8  Diferença de pressão (P)  –P capilar:direciona o líquido e suas substâncias a passar pelos poros dos capilares sanguíneos para o interstício

9  Mecanismo: –Ultrafiltração: saída do líquido dos capilares arteriais para o interstício (H2O, O2, nutrientes) = plasma

10  A linfa deriva do líquido intersticial que flui para os linfáticos. Dessa forma, logo que entra nos linfáticos terminais, a linfa tem quase a mesma composição de líquido intersticial (GUYTON; HALL, 2002).  Composição semelhante ao plasma sanguíneo

11  Composição da linfa: água, eletrólitos e proteínas plasmática  É praticamente incolor (aspecto acastanhado)  Contém um número muito grande de linfócitos, desprovida de hemácias, carrega moléculas de alto peso molecular.

12  Segundo informação veiculada em Sistema linfático (2002), a linfa se forma a partir do líquido intercelular exsudado em excesso de capilares. O líquido que exsuda dos capilares sangüíneos é, em última análise, uma solução aquosa de sais e gases.

13

14 Capilares sanguíneos Fluido intersticial Capilares linfáticos pré-coletores (válvulas bicúspides) coletores (musculatura) linfonodos coletores principais (ducto torácico / canal linfático direito) junção subclávia e jugular interna

15  A formação da linfa, como já foi estudado anteriormente, é dada pelas diferenças de pressões existentes entre as membranas dos capilares do fluido intersticial e do plasma. Sabe-se também que a membrana do capilar linfático é muito mais permeável e as grandes moléculas, como as proteínas do que a membrana do capilar sangüíneo. No entanto, a concentração protéica do plasma sangüíneo permanece bem mais alta do que na linfa (MARX; CAMARGO, 1986).

16  Possuem praticamente a mesma estrutura fundamental dos capilares sanguíneos, com a diferença que o cilindro endotelial interno é coberto de tecido conjuntivo e elementos elásticos e musculares. Essa característica proporciona a esses vasos as propriedades físicas de alongamento e contratilidade (MARX; CAMARGO, 1986).

17  Alta permeabilidade (onde ocorre a captação da linfa – líquido intersticial, pelo diferencial de pressão);

18 São os vasos linfáticos de maior calibre. Esses coletores têm uma estrutura semelhante à das grandes veias (veias de grande calibre). MARX; CAMARGO, 1986 O vaso linfático quer superficial ou profundo, possuem numerosas valvas bivalvulares, sendo os espaços compreendidos entre cada válvula chamada de linfangion (GARRIDO, 2000).

19  Para auxiliar o fluxo da linfa em direção ao coração, as válvulas presentes nos coletores linfáticos, apresentam geralmente duas cúspides.  Semelhante às dos vasos sanguíneos, as válvulas dos vasos linfáticos, entretanto, apresenta-se em maior quantidade. São formadas por células endoteliais oriundas de dois hemivasos, estudando em continuidade com a membrana interna dos vasos linfáticos (MARX; CAMARGO, 1986).

20  As válvulas não apresentam musculatura lisa, porém os citoplasmas das células valvulares compõem-se de vários filamentos; estes apresentam elementos contráteis, permitindo a passagem da linfa e impedindo o seu refluxo (MARX; CAMARGO, 1986).

21  –Parte integrante do sistema imunológico – produz células linfóides (linfócitos e plasmócitos)  – Defesa (retém microorganismos – destruição por fagocitose e pinocitose)

22 Maior ducto linfatico do corpo Maior ducto linfatico do corpo  Tem início no abdômen, na cisterna do quilo, e  Tem início no abdômen, na cisterna do quilo, e desembocando no ângulo formado pela junção da veia subclávia esquerda com a veia jugular interna esquerda – Circulação Sanguínea

23  Ducto curto  Desemboca no ângulo formado pela junção da veia subclávia direita com a veia jugular interna direita – Circulação Sanguínea

24

25  No corpo... Fluxo linfático: 80% superficial / 20% profundo; Fluxo sanguíneo: 80% profundo / 20% superficial.

26  Influências:  Bombeamento dos músculos (Ex.: contração muscular);  Peristaltismo intestinal;  Massagem Drenagem Linfática;  Gravidade.


Carregar ppt "Campo Grande-MS Prof. Silvia Rodrigues.  Constitui-se em um sistema paralelo ao circulatório, constituído por uma vasta rede de vasos semelhantes às."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google