A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.2 Parte IV: Transformações Econômicas nos Anos Recentes Capítulo 19: Economia Mundial após a Segunda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.2 Parte IV: Transformações Econômicas nos Anos Recentes Capítulo 19: Economia Mundial após a Segunda."— Transcrição da apresentação:

1

2 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.2 Parte IV: Transformações Econômicas nos Anos Recentes Capítulo 19: Economia Mundial após a Segunda Grande Guerra

3 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.3 Globalização Período recente se dá destaque ao fenômeno da Globalização – crescente integração econômica mundial nos campos comercial, produtivo e financeiro Estreitamento das relações econômicas internacionais não é um fenômeno novo, mas existe uma aceleração no momento atual

4 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.4 O Sistema Monetário Internacional (SMI) Objetivo: viabilizar transações econômicas entre os países Questões principais: –Moeda de reserva internacional e sua gestão –Regime cambial entre as moedas nacionais –Mecanismos e financiamento e ajustamento dos desequilíbrios do balanço de Pagamentos –Grau de liberdade dos fluxos de capitais –Institucionalidade internacional Século XX: alterações frente a estas questões

5 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.5 Evolução do SMI ao longo do século XX

6 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.6 Sistema de Bretton Woods Dólar - moeda de reserva internacional junto com ouro Dólar conversível em Ouro a uma taxa fixa Regime de taxas de câmbio fixas mas ajustáveis - ajustes acordados com FMI Liquidez internacional – dado por Plano Marshall e depois por déficits no BP dos EUA Institucionalidade:  FMI: financiar desequilíbrios no BP e controlar desvalorizações  Banco Mundial: auxiliar reconstrução europeia/japonesa e países subdesenvolvido ou em desenvolvimento  GATT – redução das restrições ao comércio internacional

7 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.7 Evolução do Sistema de Bretton Woods Reconstrução Européia e Japonesa Crescimento Internacional Expansão do comércio internacional Fluxo de Capitais Início restrições aos fluxos Depois: multinacionais, início da internacionalização bancária e formação euro-mercado

8 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.8 Rompimento do Sistema de Bretton Woods Problema: Paradoxo de Triffin: –Para expansão econômica necessário liquidez (dólar). –Para ter liquidez necessário déficits externos norte-americanos –Com estoques de ouro constantes, déficits americanos e ampliação da liquidez internacional colocam confiança na conversibilidade do dólar posta em dúvida Crescimento junto com continua perda de confiança Crises especulativas final dos anos 60 rompimento da conversibilidade por Nixon em 1971 Desde 1973 prevalecem taxas flutuantes de cambio

9 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.9 Globalização Produtiva Nas últimas décadas, houve grandes mudanças de caráter tecnológico-organizacional Globalização produtiva: produção e a distribuição de valores dentro de redes em escala mundial acirramento da concorrência entre grandes grupos multinacionais Progresso tecnológico e difusão das novas tecnologias (eletrônicas e informacionais) Flexibilização das estruturas organizacionais Integração vertical transnacional Desemprego estrutural

10 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.10 Política Comercial Países desenvolvidos: ampliam medidas protecionistas com formas por vezes mais sutis que as antigas tarifas alfandegárias Liberalização dos países em desenvolvimento Termino da Rodada do Uruguai e criada OMC Crescimento da participação dos NIC’s Crescimento do setor de serviços nas transações internacionais Padrão de especialização do comércio internacional se torna mais complexo Formação e ampliação dos blocos regionais

11 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.11 As transformações do Sistema Financeiro Internacionalização Bancária: Anos 50/60 - Sistema Bancário –multinacionais - Bancos correm atrás de seus clientes –Fuga da regulamentação dos EUA centros off shore e início do euro mercado

12 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.12 As transformações do Sistema Financeiro Os Anos 70: –fim de Bretton Woods –choque do petróleo –Desequilíbrio Balanço de Pagamentos –Inflação –Recessão –Excesso de Liquidez –Endividamento 3º mundo

13 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.13 As transformações do Sistema Financeiro A Crise da Dívida - 80’s –Reversão da política monetária EUA inverter fluxo de capitais controle da inflação –Conseqüência:  3º Mundo: Moratória/Recessão  Bancos - problema:  default/rolagem

14 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.14 Alterações ao longo da década de 80 ¶ Ampliação da Concorrência: X Bancos: Xfuga de poupadores - diminuição do funding Xfuga de tomadores - aumento do custo; ajustes contábeis: aumento de provisão, diminuição de alavancagem XInvestidores Institucionais - entram na disputa As transformações do Sistema Financeiro

15 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.15 As transformações do Sistema Financeiro Diminuição da participação dos bancos e das operações tradicionais de crédito dinamização do mercado de capitais e da industria de fundos diminuição das margens, elevação do risco aumento da volatilidade internacionalização

16 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.16 ·Desregulamentação Hbancos diversificam ação Hlegalização operações fora balanço Habertura de novos mercados ¸Inovações financeiras Zsecuritização Zderivativos As transformações do Sistema Financeiro

17 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.17 Globalização Financeira: um Balanço Positivos +integração dos mercados: melhora alocação de recursos +diminui spread - custo da intermediação Negativos +instabilidade cresce +aumento risco +dificuldade de ação dos BC’s +crise sistêmica e efeito contágio

18 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.18 Crises Internacionais grande crescimento do número de episódios de crises cambiais e financeiras A possibilidade das crises conjuntas, isto é, da crise cambial gerar uma crise financeira ou vice-versa, pode ser decorrência dos processos de desregulação bancária, que pode ampliar a exposição dos bancos ao risco, e da liberalização financeira em relação aos fluxos de capitais que possibilita a transmissão de uma crise para outra

19 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.19 Freqüência das Crises

20 Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.20 Crises nos países emergentes Mecanismos pelos quais as crises nos países emergentes se dão em ondas: –choques comuns, como elevação da taxa de juros internacional, que coloca sob pressão diversos países; –canais financeiros, estes podem vir da necessidade dos investidores diminuírem a exposição ao risco quando ocorre a crise em algum país tendo que sair de outros ou por necessidades de cobertura de liquidez decorrentes de perdas em determinado mercado; –mudanças nas expectativas do mercado em relação a mercados específicos; –pressões comerciais que podem advir de reavaliações da situação de um país em virtude da crise em outro país.


Carregar ppt "Parte IV Capítulo 19Gremaud, Vasconcellos e Toneto Jr.2 Parte IV: Transformações Econômicas nos Anos Recentes Capítulo 19: Economia Mundial após a Segunda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google