A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - www.pedro.unifei.edu.br LSL USL Baixa Capacidade do Processo LSL USL Probabilidade Muito Alta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - www.pedro.unifei.edu.br LSL USL Baixa Capacidade do Processo LSL USL Probabilidade Muito Alta."— Transcrição da apresentação:

1 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - LSL USL Baixa Capacidade do Processo LSL USL Probabilidade Muito Alta de Defeito Excelente Capacidade do Processo Probabilidade Muito Baixa de Defeito Probabilidade Muito Baixa de defeito Um processo é capaz se produz sempre dentro das especificações. Capabilidade

2 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - LSLUSLLSLUSL No Alvo, com Mínima Variação

3 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Short Term x Long Term Dados de Long Term são melhores mas são de mais difícil obtenção Usualmente se obtém dados de Short Term e faz-se a estimação de métricas Long Term

4 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Análise de Capabilidade % de defeitos ST or LT % ST% LT, PPM ou DMPO Z ST Z LT Z shift = Z ST - Z LT Métricas ST Métricas LT Z LT ~Z ST +1.5 Cp/CpkPp/Ppk

5 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - ( Dados mensuráveis, representados por um número Real ) -Tempo -Temperatura -Pressão -Dimensões -Etc. Capabilidade para dados de Variáveis

6 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Ex.: Os Limites de Especificação de um item de um certo produto são: Inferior: 24 Superior:50 Os dados em cada linha constituem uma amostra de 5 observações do processo de produção de tal item. Existem assim, 20 amostras de 5 observações. Tal Processo é capaz? CapabNormal.mtw Dados em Subgrupo

7 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Os dados são normalmente distribuídos

8 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI -

9 Tolerância LSLUSL Cp Variação do Processo

10 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Valores Médios FONTE: MONTGOMERY, D.C. Introduction to statistical quality control. 3 ed. New York, John Wiley, Fatores de correção (Ver Breyfogle) Estimativa do Desvio por R bar e S bar

11 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - LSL USL m 3s3s 3s3s m - LSLUSL - m s Cpk=1.5 é similar ao nível 6 Sigma mas tem o incoveniente de considerar somente variações de Causas Comuns (ST). Cpk é um cálculo válido apenas quando o Processo está sob controle. É também um cálculo para subgrupos. Cpk

12 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Tolerância LSLUSL Aqui são consideradas todas as observações como pertencentes a um único subgrupo! Pp

13 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - LSL USL  3s  - LSLUSL -  Ppk=1.5 corresponde ao nível 6 Sigma e considera variações de Causas Comuns (ST) e Especiais (LT). Ppk

14 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Ex.: O Tempo de Manutenção de um serviço tem uma especificação máxima de 6h. Faça um estudo de capabilidade? CapabNonNormal.mtw Subgrupo =1 TempoMan

15 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Os dados não são normalmente distribuídos

16 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI -

17 ( Dados contáveis, números inteiros) -Número de erros -Número de defeitos -Número de itens faltantes -Etc. Capabilidade para dados de Atributos

18 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Uma certa empresa tem os seguintes macroprocessos e deseja definir um Indicador de Desempenho para o seu processo de Aquisição (descrito abaixo). Utilize o Nível Sigma como indicador e represente o estado atual. Ver SigmaAtrib.xls Marketing e Vendas Aquisição Produção Projeto e Desenvolv. Cliente Apoio Técnico Cliente Exemplo

19 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - O nível de qualidade da maioria dos processos está em torno de 4 enquanto os processos de ‘Classe Mundial’ estão em torno de 6 Nível Sigma

20 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - DPMO

21 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Unidade (U) O número de peças, subconjuntos, conjuntos ou sistemas inspecionados ou testados. Quadrados: 4 unidades Oportunidade (OP) Uma característica que você inspeciona ou testa. Círculos: 5 oportunidades por unidade Defeito (D) Qualquer coisa que resulte em insatisfação do cliente. Qualquer coisa que resulte em não conformidade. Círculos pretos: 9 defeitos Cálculos

22 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Defeitos por Unidade DPU = D/U 9/4 = 2,25 Total de Oportunidades TOP = U*OP 4*5 = 20 Defeitos por Oportunidade (Probabilidade de Defeito) DPO = D/TOP 9/20 = 0,45 Defeitos por Milhão de Oportunidades DPMO = DPO* ,45* = Cálculos

23 Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - Z = Capacidade Sigma ,4 Z Z DPMO Z =0, ,37-2,221. ln(DPMO) Cálculos Zshift=1.5


Carregar ppt "Análise de Capabilidade - Pedro Paulo Balestrassi - UNIFEI - www.pedro.unifei.edu.br LSL USL Baixa Capacidade do Processo LSL USL Probabilidade Muito Alta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google