A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa Chuva Ácida Camada de Ozônio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa Chuva Ácida Camada de Ozônio."— Transcrição da apresentação:

1 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa Chuva Ácida Camada de Ozônio

2 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa A cobertura de nuvens da Terra reflete cerca de um quarto da radiação proveniente do Sol, devolvendo-a ao espaço, de maneira que esta radiação não participa do aquecimento do nosso planeta. Parte da radiação recebida é refletida por moléculas de gás da atmosfera e parte por materiais da superfície da Terra. Superfícies líquidas, rochas, solo, vegetais e especialmente neve e gelo refletem a energia solar. As nuvens, a atmosfera e os materiais da superfície terrestre refletem, em conjunto, praticamente 34% da radiação solar. Os 47% restantes da insolação são absorvidos ao nível da superfície da Terra. Assim, a maior parte da insolação que não é refletida e perdida para o espaço é usada no aquecimento das áreas sólidas e líquidas da Terra. Já que a Terra está em equilíbrio radiante, toda a energia absorvida é devolvida ao espaço na mesma proporção. Se assim não fosse, a Terra não poderia manter uma temperatura aproximadamente constante.

3 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa O comprimento de onda das radiações depende da temperatura do corpo que emite energia. O Sol apresenta um brilho branco incandescente e a sua energia localizada na parte visível do espectro, é denominada radiação de ondas curtas. A Terra e a atmosfera se aquecem absorvendo radiações de ondas curtas, porém a energia que recebem não é suficiente para ficarem muito quentes. Em conseqüência disso, irradiam energia em temperaturas muito inferior à do Sol e essa radiação é emitida em ondas longas, na faixa infravermelha do espectro. A radiação da Terra e sua atmosfera é sentida muito mais como calor do que vista como luz. Você já deve ter sentido o calor irradiado pelo calçamento, pelo solo e por outras superfícies, nas épocas quentes do ano.

4 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa A radiação solar que chega ao solo é absorvida e, em seguida, re-emitida na forma de radiação infravermelha. Essa radiação perderia-se no espaço se não fosse pela presença dos gases de estufa: vapor d'água, dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e ozônio. Alguns dos gases de estufa absorvem e reemitem de volta a radiação infravermelha (o calor) para superfície da Terra. O efeito estufa refere-se ao processo físico pelo qual a presença desses gases atmosféricos faz com que a Terra mantenha uma temperatura de equilíbrio maior do que teria caso estes gases estivessem ausentes. Se não fosse pelo efeito estufa, a vida como a conhecemos nunca teria surgido na Terra; teria sido demasiadamente frio. Estima-se entre -32 ºC a -23 ºC a temperatura do planeta se estes gases não existissem.

5 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa O ritmo acelerado de industrialização e poluição aumentou enormemente a quantidade dos gases responsáveis pelo efeito estufa e afetou o equilíbrio ecológico. Se a quantidade desses gases aumentar muito, a radiação infravermelha retida pela atmosfera será maior, aumentando a temperatura do planeta. É um aquecimento de grandes proporções que tememos. Ele poderá provocar o degelo das calotas polares, elevando o nível dos mares e inundando regiões mais baixas. Mais secas podem ocorrer e mais desertos podem ser criados.

6 QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa É difícil prever a escala e os efeitos do aquecimento global provocado pelo efeito estufa, e há debates e estudos científicos ainda em andamento. Alguns cientistas afirmam que nos próximos 50 anos poderá haver um aumento de aproximadamente 2ºC na temperatura média do planeta.

7 QUÍMICA AMBIENTAL Chuva Ácida A precipitação ácida, ou chuva ácida, é talvez a mais incisiva forma de destruição ambiental. Ela causa estragos imensos em lagos, florestas e na vida selvagem, assim como em estruturas construídas pelo homem. A chuva ácida torna os lagos ácidos, matando as populações de peixes e outras vidas aquáticas. Ela desfaz a base da cadeia alimentar fazendo com que as populações de pássaros decresçam - o suprimento de comida dos pássaros é destruído quando a chuva ácida mata os insetos, plantas e outras vidas selvagens aquáticas. Ela também infiltra metais tóxicos pesados no solo, lagos, riachos e fornecimentos públicos de água e estraga estátuas e prédios públicos. A chuva ácida pode até ser responsável por alguns problemas de saúde.

8 QUÍMICA AMBIENTAL Chuva Ácida O dióxido de enxofre e os óxidos nítricos são poluentes do ar. Quando eles se misturam com a umidade na atmosfera para formar os ácidos, a chuva ácida acontece. Ventos fortes transportam o ácido, e a chuva ácida cai, tanto na forma de precipitação como na forma de partículas secas. A chuva ácida pode cair até quilômetros de distância da fonte original da poluição. As chaminés e os automóveis do centro industrial do meio-oeste causam chuva ácida que prejudica o leste dos Estados Unidos e o noroeste do Canadá. Grande parte da chuva ácida que cai na Escandinávia vem de origens européias do oeste, do Reino Unido em particular. As áreas que recebem a chuva ácida não são igualmente afetadas por ela. A capacidade de uma região de neutralizar os ácidos, determina o tamanho do prejuízo em potencial. O solo alcalino neutraliza o ácido. Portanto, as áreas com solos altamente alcalinos - como o meio-oeste - são menos prejudicadas do que aquelas áreas onde o solo é neutro ou ácido, como o leste da América do Norte.

9 QUÍMICA AMBIENTAL Chuva Ácida Algumas medidas provisórias foram testadas para resolver o problema. Um exemplo é a adição de cal nos lagos poluídos para tentar neutralizar o ácido contido neles. Porém, tais medidas não funcionaram. A solução real é cortar drasticamente os poluentes que causam a chuva ácida. Isto significa interromper o uso de combustíveis fósseis como o carvão, especialmente o carvão com alto teor de enxofre e reduzir drasticamente as emissões dos automóveis.

10 QUÍMICA AMBIENTAL Camada de Ozônio O ozônio (O3) é produzido pela ação da luz ultravioleta proveniente do Sol sobre o oxigênio (O2) do ar. A camada de ozônio é uma porção da estratosfera situada a cerca de 22 km do nível do solo. Esta camada protege a Terra dos efeitos nocivos da radiação solar ultravioleta, que provoca câncer de pele, cataratas, prejudica as plantas e mata o plâncton dos oceanos. O ozônio esta constantemente sendo produzido e destruído dentro desta camada: o ozônio é formado quando a radiação ultravioleta do Sol interage com as moléculas de oxigênio (O2). A luz ultravioleta divide o oxigênio em dois átomos separados (O). Estes átomos livres recombinam com as moléculas de oxigênio para formar o ozônio ( O + O2 = O3 ). A molécula resultante absorve novamente a radiação ultravioleta e reinicia o processo. Dessa forma a radiação ultravioleta não chega na superfície da Terra.

11 QUÍMICA AMBIENTAL Camada de Ozônio Foi demonstrado que estas reações são afetadas pela presença de certos gases, principalmente dos clorofluorcarbonos (CFCs). Estes gases vêm dos sprays aerosóis, resfriadores para geladeira, ar condicionado e industrias químicas que produzem espuma plástica. Os CFCs produzem "buracos" na camada de ozônio.

12 QUÍMICA AMBIENTAL Camada de Ozônio A conscientização internacional sobre o surgimento de um "buraco" na camada de ozônio sobre a Antártida, na década de 80, levou a um movimento pela proibição de produtos baseados nos CFCs.


Carregar ppt "QUÍMICA AMBIENTAL Efeito Estufa Chuva Ácida Camada de Ozônio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google