A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Endovascular versus surgical treatment in patitents with carotid stenosis in the Carotid and Vertebral Artery Transluminal Angioplasty Study (CAVATAS):

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Endovascular versus surgical treatment in patitents with carotid stenosis in the Carotid and Vertebral Artery Transluminal Angioplasty Study (CAVATAS):"— Transcrição da apresentação:

1 Endovascular versus surgical treatment in patitents with carotid stenosis in the Carotid and Vertebral Artery Transluminal Angioplasty Study (CAVATAS): a randomised trial Prof Martin M. Brown, Dep Clinical Neurology, Inst. of Neurology, University College London, Quen Square, London WC1N 3BG, UK

2

3

4 Introdução: -20% AVC e IVC são devidos a lesões carotideas -Lesão grave de carótida evolui em 2 anos à AVC -ECTS e NASCET o risco de AVC se reduz muito com a cirurgia de carótida -Cirurgia de carótida é tratamento standart, apesar das desvantagens(incisão,lesão nervos, anestesia, etc) -Cirurgia endovascular seria uma boa alternativa -Para melhor elucidar o tema foi idealizado CAVATAS -Estudo multicentrico randomizado para avaliar os riscos e benefícios do tratamento endovascular comparado ao tratamento cirurgico tradicional

5 Métodos: 22 centros na Europa,Australia e Canada, desde 1992 trataram 505 pacientes com lesão estenosante de carótida,realizadas por cirurgiões vasculares com experiência, e por radiologistas especializados, que foram analizados por um comite superior. Pacientes: Todos com estenose de carótida comum,bifurcação ou carótida interna, que necessitavam de tratamento e eram passíveis de ambos os procedimentos Os centros usaram seus próprios critérios e protocolos para estabelecer a presença da estenose de carótida

6 Duplex Angiografia Digital Angiografia por Ress.Magnética(MRA) Tomoangiografia(CTA) Os resultados dos exames eram analizados por uma central para medições da estenose, por um só inves- tigador, pelo método: 100.(1-A/C) A- diâmetro residual da luz na estenose C- diâmetro carótida comum livre de estenose Acham que este método é melhor que os usados no ECST e NASCET.

7 Critério de exclusão: -IM recente -Diabetes grave -Ins. Renal -Hipertensão não controlada -DPOC não controlada -Estenose carótida não acessível -Espondilose cervical grave -AVC com perda funcional -Angiografia- Trombose Carótida Estenose perto do Crânio Estenose incapaz de tratamento endo vascular(Tortuosidade,morfol, placa,etc)

8 Tratamento cirurgico foi realizado pelo método usado de rotina do centro (shunt, patches, heparina) Angioplastia com balão até 1994, e uso de stent, se neces- sário à partir de 1994 (Wallsten, Strecker, Palmaz) AAS 150 mg/dia ou outro anti agregante 24 hs antes e Heparina sistemica na ocasião do procedimento até 24 hs após, a não ser se fosse contraindicada. Atropina na angioplastia na hora da insuflação Antiagregante plaquetário no seguimento.

9 Seguimento 1 mês – 6 mêses – 12 mêses – anualmente Duplex após um ano: Estenose pequena <50% média 50-69% grave 70-99% oclusão 100% Resultados enviados para a Central de Analise

10

11

12

13

14

15

16

17

18 -4 pacientes endarterectomia bilateral (7-17 ms) -5 pacientes cir.endovascular bilateral (0-48 ms) -Cirurgia usou anestesia geral 229 (93%) -Patches e shunts 155(635) 157(64%) -Anestesia local todos com trat. Endovascular -4 pacientes tiveram AVC por insucesso imediato da angioplastia -Stent em 55 (26%) 53% Wallstent 34% Palmaz 13% Strecker

19

20

21 Discussaõ: Os achados mostram não haver diferença entre procedimento cirurgico e endovascular, nos riscos maiores (AVC e morte) Maior morbidade na cirurgia aberta, apesar da incidência de AVC e mortes serem diferentes do ECST e NASCET. ?


Carregar ppt "Endovascular versus surgical treatment in patitents with carotid stenosis in the Carotid and Vertebral Artery Transluminal Angioplasty Study (CAVATAS):"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google