A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BRUNO PINHEIRO – 09/0142608 LAÍS ROMERO – 09/0138490 RAFAELA DA ROCHA – 09/14827 MARCIO COUTO – 10/01345 SLIDES Logística empresarial – Unidade 3 – Grupo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BRUNO PINHEIRO – 09/0142608 LAÍS ROMERO – 09/0138490 RAFAELA DA ROCHA – 09/14827 MARCIO COUTO – 10/01345 SLIDES Logística empresarial – Unidade 3 – Grupo."— Transcrição da apresentação:

1 BRUNO PINHEIRO – 09/ LAÍS ROMERO – 09/ RAFAELA DA ROCHA – 09/14827 MARCIO COUTO – 10/01345 SLIDES Logística empresarial – Unidade 3 – Grupo 19N

2 Cadeia de Logística Cadeia de logística - ESTRUTURA A cadeia de logística se divide em três blocos: Logística de Suprimento Envolve a relação empresa - fornecedor. Estratégia de direcionamento de recursos por fornecedores e empresas para a redução de custos e desenvolvimento de novos produtos. Logística de Produção A estratégia de produção é baseada na demanda. São criados tamanhos mínimos de lotes de produção, quase criando produção por encomenda. Logística de Distribuição Envolve a relação empresa - cliente. Estratégia de redução de custos de distribuição e atendimento às necessidades reais dos clientes. Sincronismo entre demanda, fabricação, distribuição e transportes.

3 Cadeia de Logística Cadeia de logística - INTEGRAÇÃO Ocorre em três níveis: Nível um: transações. Nível dois: processos. Nível três: estratégias. DESAFIOS DA MUDANÇA POR MEIO DA CADEIA Dentre outras, pode-se citar: Alinhar diversos objetivos de negócios; Destruir a relutância em partilhar informações; Reconhecer a necessidade de cooperação. Solução: Busca de uma visão comum.

4 Logística de Suprimento REQUISITOS ESSENCIAIS Na busca de atingir o potencial das oportunidades em suprimentos, as empresas devem: Na área de sistemas e processos: Codificar de materiais e fornecedores, utilizar sistemas de informação integrados, ter processos integrados com os dos fornecedores e usar modelos de custos baseados na metodologia ABC. Na área organizacional: Avaliar e classificar fornecedores, Analisar contratos, manter controladoria de compras. Na área de gestão de pessoas: Dar incentivos motivacionais, dar treinamento contínuo, manter espírito de equipe, prezar o alto nível educacional.  Com os requisitos preenchidos a empresa desloca-se de um enfoque tradicional em direção ao estágio de excelência.

5 Logística de Suprimento ARMADILHAS POTENCIAIS Na busca do estágio de excelência, a empresa deve evitar: Solução única; Enxugamento de fornecedores como objetivo-fim; Viés de seleção; Negociação ganha-perde; Estratégias solo. FALÁCIA SOBRE A LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO Boa parte das empresas costuma ignorar o impacto da prática estratégica da logística de suprimentos. Não verificam, por exemplo, que esta pode melhorar a qualidade dos materiais recebidos, reduzir o tempo de recebimento e auxiliar fortemente no planejamento da produção. Erram, novamente, quando acham que a logística é obrigação do vendedor (neste caso, o fornecedor).

6 Logística de Suprimento INTEGRAÇÃO COM O FORNECEDOR O objetivo é alcançar o modelo multifuncional de interfaces de integração, pois assim se reduz custo, o foco será a qualidade e o processo será menos burocrático. Quando se fala em integração com o fornecedor, pode-se citar a parceria e a certificação. ESTRATÉGIAS DE SUPRIMENTO Têm como objetivos: a integração com fornecedores, efetividade organizacional, fornecimento mundial, gerenciamento da cadeia de suprimentos e benchmark das melhores práticas. A análise do impacto das estratégias permite estabelecer prioridades. A determinação das estratégias é feita por meio de: I. Avaliação II. Análise III. Implantação

7 Divisão do trabalho; Marcio Couto e Rafaela da Rocha: Slides e organização Texto Bruno Pinheiro e Laís Romero: Perguntas e respostas.


Carregar ppt "BRUNO PINHEIRO – 09/0142608 LAÍS ROMERO – 09/0138490 RAFAELA DA ROCHA – 09/14827 MARCIO COUTO – 10/01345 SLIDES Logística empresarial – Unidade 3 – Grupo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google