A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cálice de prata poema de dalila balekjian. quebre-se sobre mim luz prateada e banhe a minha saudade, pois na beira dessa água de lágrimas derramadas mergulho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cálice de prata poema de dalila balekjian. quebre-se sobre mim luz prateada e banhe a minha saudade, pois na beira dessa água de lágrimas derramadas mergulho."— Transcrição da apresentação:

1 Cálice de prata poema de dalila balekjian

2 quebre-se sobre mim luz prateada e banhe a minha saudade, pois na beira dessa água de lágrimas derramadas mergulho todo dia.

3 solitária e tão nostálgica eu lhe revivo nos reflexos desse lago sem outro anseio além do meu louco sonho de lhe amar nesses pálidos lumes.

4 Qual num cálice, esse alvo licor de fel, sorvo gota por gota no enfeitiçar tão doce desses raios de plangente luar.

5 Preciso bebê-lo até o fim e embriagar-me com o seu brilho até que sejam eliminadas toda a minha tristeza e sede, ó brancas e etéreas flamas !...

6 não reste vestígio de qualquer recordação, nenhuma partícula de vida por nós compartilhada seja por mim esquecida

7 Sabe lá emergiria nascente do meu dorido coração, ou sairia desse alo distante e envolto em pratas de luares viria me alumiar também !..

8 Poema e execução de dalila balekjian Imagens animadas da Internet Música Fin / Amelie Pouland


Carregar ppt "Cálice de prata poema de dalila balekjian. quebre-se sobre mim luz prateada e banhe a minha saudade, pois na beira dessa água de lágrimas derramadas mergulho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google