A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONSUMO O que te leva a comprar determinado produto? Qual a sensação que você tem ao comprar determinado produto? Você apenas compra o que necessita?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONSUMO O que te leva a comprar determinado produto? Qual a sensação que você tem ao comprar determinado produto? Você apenas compra o que necessita?"— Transcrição da apresentação:

1

2 CONSUMO

3 O que te leva a comprar determinado produto? Qual a sensação que você tem ao comprar determinado produto? Você apenas compra o que necessita? Você é consumista?

4 “A dificuldade de aquisição, o sacrifício oferecido em troca, é o único elemento constitutivo do valor, de que a escassez é tão somente a manifestação externa, sua objetivação sob a forma de quantidade.” Georg Simmel

5 O consumo é uma das características mais marcantes da sociedade. Há muitos autores que definem como consumista o período que teve início nas primeiras décadas do século XX e se estende até hoje, considerando a crescente importância que se atribuiu à posse de bens materiais e ao poder das coisas como meios de felicidade e prestígio.

6 Para Marx, a produção é também consumo, pois, ao produzir, o indivíduo consome matérias-primas e outros meios de produção, como as máquinas, que se desgastam. Além disso, gastamos energia no ato de produção. Essas formas de consumo recebem o nome de consumo produtivo.

7

8

9

10

11 A teoria marxista indica outro elemento muito importante para que se compreenda o que é consumo: o fetichismo da mercadoria. Trata-se de uma qualidade que é atribuída ao produto e que parece ter origem em suas características individuais, e não materiais.

12

13

14

15

16 (ENEM) Algumas transformações que antecederam a Revolução Francesa podem ser exemplificadas pela mudança de significado da palavra “restaurante”. Desde o final da Idade Média, a palavra restaurant designava caldos ricos, com carne de aves e de boi, legumes, raízes e ervas. Em 1765 surgiu, em Paris, um local onde se vendiam esses caldos, usados para restaurar as forças dos trabalhadores. Nos anos que precederam a Revolução, em 1789, multiplicaram-se diversos restaurateurs, que serviam pratos requintados, descritos em páginas emolduradas e servidos não mais em mesas coletivas e mal cuidadas, mas individuais e com toalhas limpas. Com a Revolução, cozinheiros da corte e da nobreza perderam seus patrões, refugiados no exterior ou guilhotinados, e abriram seus restaurantes por conta própria. Apenas em 1835, o Dicionário da Academia Francesa oficializou a utilização da palavra restaurante com o sentido atual. A mudança do significado da palavra restaurante ilustra (A) a ascensão das classes populares aos mesmos padrões de vida da burguesia e da nobreza. (B) a apropriação e a transformação, pela burguesia, de hábitos populares e dos valores da nobreza. (C) a incorporação e a transformação, pela nobreza, dos ideais e da visão de mundo da burguesia. (D) a consolidação das práticas coletivas e dos ideais revolucionários, cujas origens remontam à Idade Média. (E) a institucionalização, pela nobreza, de práticas coletivas e de uma visão de mundo igualitária.

17 TESTE: Você é consumista? Comprar ou não comprar, eis a questão? Muitos jovens consumidores quando provam uma roupa bacana ou se deparam com aquele souvenir que, há meses, estão sonhando e desejando acabam esquecendo de se fazer esta pergunta e cedem à fraqueza e ao prazer momentâneo da compra por impulso. Tudo bem, este é um comportamento perdoável, afinal de contas, que mortal nunca caiu em tentação e fez uma comprinha sem pensar em suas conseqüências? No entanto, fique atento! O grande problema é deixar que este pequeno deslize se torne um hábito e leve suas finanças para além da linha vermelha.Responda ao teste abaixo e descubra se você tem tendência a manter um comportamento consumista. Assinale com que freqüência as situações abaixo acontecem com você. Ao final, some 4 pontos para cada resposta "sempre", 3 para "freqüentemente", 2 para "raramente" e 1 para "nunca".

18 1. Ao sair para fazer compras, você retorna com presentes adicionais para outras pessoas? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 2. Você costuma fazer compras para se sentir melhor quando está deprimido, com raiva ou com medo? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

19 3. Você diria que comprar está entre suas diversões? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 4. Você compra coisas que nunca usa? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

20 5. Você pensa excessivamente em quanto gastou nas suas compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 6. Você se sente culpado após uma sessão de compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

21 7. Ao sair para suas compras, você faz (e cumpre) uma lista do que vai comprar? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 8. Ir ao shopping é uma alternativa de lazer para você? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

22 9. Você esconde das outras pessoas o que comprou ou quanto custou? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 10. Você se percebe buscando desculpas para dar aos outros sobre suas compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

23 11. Você sente, ao mesmo tempo, euforia e ansiedade quando faz compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

24 12. As pessoas costumam chamar você de "pão-duro"? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 13. Você sente desconforto quando alguém com quem você está compra mais do que você? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

25 14. Fazer compras para você é algo como um ato proibido e desejado? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 15. Você compra alguns itens no cartão que não compraria em dinheiro? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

26 16. Quando sai sem seu cartão de crédito, você se sente perdido? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 17. Seus hábitos de compra têm colocado você em apuros? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

27 18. Fazer compras para você é algo como uma aventura? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 19. Você gasta muito tempo fazendo contas e equilibrando seus gastos? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

28 20. Quando pensa em tirar férias e viajar, você procura um lugar onde haja boas lojas e boas compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 21. Você atinge o limite de seu cartão de crédito ou utiliza boa parte de seu cheque especial? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

29 22. Você recebe mala direta de diversos tipos de lojas, produtos, liquidações? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 23. Os vendedores costumam conhecer você pelo nome? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

30 24. Você costuma esquecer que comprou um produto e comprá-lo de novo? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca 25. Você fica entediado fazendo compras? Sempre Freqüentemente Raramente Nunca

31 25 a 35: Ou você é pão-duro ou muito controlado. Muitas vezes, deixa de comprar mesmo aquilo que está precisando porque não se sente bem gastando dinheiro em qualquer situação. O radicalismo nunca é saudável. Analise se está valendo a pena passar certas privações para economizar mais dinheiro no fim do mês.

32 36 a 50: Você mantém o consumo sob controle Um consumidor como você encontra-se no ponto de equilíbrio: gasta com aquilo que precisa e, na maioria das vezes, consegue perceber com antecedência quando uma compra vai ser feita por puro impulso.

33 De 51 a 61 pontos: Olho vivo: você já demonstra sinais de consumismo Provavelmente, você já se assustou ao ver no armário uma roupa que nem se lembrava de ter comprado. O impulso passa quase despercebido, mas os seus efeitos podem começar a lhe trazer problemas financeiros. Está na hora de começar a pensar duas vezes antes de cada compra.

34 62 a 73 pontos: Cuidado: você é claramente um consumidor compulsivo Pare e pense: quantas vezes este ano você já entrou em um shopping e saiu com duas vezes mais compras do que tinha planejado? Refletir melhor antes de entrar na loja pode não ser suficiente. Procure estabelecer um teto de gastos mensais ? e não o ultrapasse nem sob tortura.

35 74 a 84 pontos: Você pode representar uma ameaça para suas finanças O seu consumismo está próximo de trazer (ou já trouxe) um saldo vermelho para sua conta bancária. Cheque especial e cartão de crédito são instrumentos usados sem controle no seu dia-a-dia. Se for preciso, elimine-os de vista, e saia para as compras só com o dinheiro necessário para os gastos planejados.

36 85 a 100 pontos: Procure um psicólogo para conversar sobre o problema O descontrole nas compras não é só efeito do bombardeio publicitário em nosso cotidiano. Você pode estar tentando suprir carências afetivas ou resolver outros problemas psicológicos por meio das compras e isso provavelmente não está funcionando.


Carregar ppt "CONSUMO O que te leva a comprar determinado produto? Qual a sensação que você tem ao comprar determinado produto? Você apenas compra o que necessita?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google