A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução a Requisitos Ceça Moraes

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução a Requisitos Ceça Moraes"— Transcrição da apresentação:

1 Introdução a Requisitos Ceça Moraes

2 6/18/2014Ceça Moraes2 Conteúdo Introdução Engenharia de requisitos –Visão geral –Etapas Documento de caso de uso

3 6/18/2014Ceça Moraes3 Introdução Geralmente os projetos de software são entregues com atraso, custo acima do estimado e não atendem as necessidades do usuário. A maioria por falha nos requisitos de sistema Como abstrair e documentar a necessidade de um usuário para que todos tenham o mesmo entendimento do problema?

4 6/18/2014Ceça Moraes4 Introdução A detecção precoce de erros faz valer a pena

5 6/18/2014Ceça Moraes5 Introdução Triângulo crítico da engenharia de software:

6 6/18/2014Ceça Moraes6 Engenharia de Requisitos Visão Geral

7 6/18/2014Ceça Moraes7 Engenharia de Requisitos Visão Geral

8 6/18/2014Ceça Moraes8 Engenharia de Requisitos Atividades

9 6/18/2014Ceça Moraes9 Engenharia de Requisitos A Engenharia de Requisitos busca resolver esses impasses através de um conjunto de técnicas de levantamento, análise e documentação de requisitos.

10 6/18/2014Ceça Moraes10 Engenharia de Requisitos Um engenheiro de software deve convencer clientes e usuários de que: –Boas especificações de requisitos são indispensáveis; –Elas não representam custo supérfluos, mas investimentos necessários; –É fundamental a participação dos usuários; –Um boa especificação custa tempo e dinheiro; –A ausência de uma boa especificação custa muito mais tempo e dinheiro

11 6/18/2014Ceça Moraes11 Conceitos Engenharia de Requisitos: Disciplina da engenharia de software responsável por levantar, detalhar, documentar e validar os requisitos de um produto.

12 6/18/2014Ceça Moraes12 Conceitos Stakeholders –Qualquer pessoa afetada de alguma forma pelo sistema

13 6/18/2014Ceça Moraes13 Conceitos Requisito: –Uma condição ou capacidade que um sistema ou componente de sistema deve ter para satisfazer um contrato, padrão, especificação, ou outro documento de formalidade –Descrição das necessidades ou desejos para um produto

14 6/18/2014Ceça Moraes14 Conceitos Requisito: –Define as funções que o sistema deve realizar e as restrições sobre as quais vai operar –Objetivos ou restrições estabelecidas por clientes e usuários que definem as diversas propriedades do sistema

15 Tipos de Requisitos de Software Requisitos funcionais Definem as funcionalidades do software Operações que clientes e usuários querem, ou precisam, que sejam realizadas pelo sistema Exemplo: –Possibilitar consulta de Saldo e Extrato em Caixas Eletrônicos e pela Internet –Permitir impressão de cheques em Caixas Eletrônicos –Permitir solicitação de entrega de talão cheques pela Internet 15

16 Tipos de Requisitos de Software Requisitos não funcionais Atuam na limitação da solução Conhecidos como limitações (no sistema e/ou processo de desenvolvimento) ou requisitos de qualidade Dizem respeito a: aspectos de desempenho, interfaces com o usuário, confiabilidade, segurança, manutenibilidade, portabilidade, padrões,

17 6/18/2014Ceça Moraes17 Requisitos Exemplos Sistema de Gestão de uma Biblioteca –O sistema deve manter registros de todos os materiais da biblioteca, incluindo livros, jornais, revistas, vídeo, audio, relatórios, CDs e DVDs. (RF) –O sistema deve permitir os usuário pesquisarem qualquer item por título, autor ou ISBN. (RF) –O sistema deve providenciar uma interface Web (RNF) –O sistema deve suportar pelo menos 20 transações por segundo (RNF) –As principais funcionalidades do sistema, disponíveis para o público, devem poder ser apresentadas em menos de 15 minutos (RNF)

18 Requisitos Não Funcionais – Exemplos 18/6/201418

19 6/18/2014Ceça Moraes19 Processo da Engenharia de Requisitos O processo de engenharia de requisitos pode ser descrito em 5 passos distintos: –Elicitação de Requisitos; –Análise de Requisitos; –Especificação de Requisitos; –Validação de Requisitos; –Gerenciamento de Requisitos. Esses passos variam muito e dependem do domínio da aplicação, das pessoas envolvidas e da organização.

20 Elicitação de Requisitos Consiste em: Descobrir Explicitar Obter o máximo de informações para o entendimento do objeto em questão Refere-se ao processo de extração de informação sobre a(s) funcionalidade(s) requisitada(s) e outras propriedades do sistema É o primeiro estágio na construção da solução e entendimento do problema (correto e completo!!) que o software deve resolver 20

21 Técnicas de Elicitação de Requisitos Utilizadas para extrair informações Área delicada: nem sempre o usuário consegue exprimir suas necessidades, tarefas, etc. As técnicas são complementares entre si Entrevistas, reuniões, brainstorm, leitura de documentos, questionários, protótipos O objetivo maior é extrair informação, seja uma ou outra técnica sendo utilizada 21

22 6/18/2014Ceça Moraes22 Levantamento de Requisitos

23 23 Especificação dos Requisitos Descrever em detalhes os requisitos do sistema Exemplo: –O cliente que não está em débito pode alugar até 5 filmes na locadora Uma especificação pode ser um documento escrito, um modelo gráfico, um modelo matemático formal, uma coleção de cenários, um protótipo, ou qualquer combinação entre eles.

24 Fatores de Falhas nos Projetos 18/6/ Objetivos não estavam claros Objetivos não estavam claros I Ignorar um grupo de clientes O Omitir um grupo de requisitos P Permitir inconsistências entre grupos de requisitos A A ceitar um requisito ambíguo e inconsistente Requisitos e especificações incompletos Requisitos e especificações incompletos Requisitos e especificações instáveis (mudanças) Requisitos e especificações instáveis (mudanças) A A ceitar requisito inadequado, incorreto, indefinido, ou impreciso

25 Importância da boa especificação Não importa quão bem projetado ou codificado está um programa, se ele for mal analisado e especificado desapontará o usuário e trará aborrecimentos ao desenvolvedor

26 6/18/2014Ceça Moraes26 Validação de Requisitos Garantir que todos os requisitos do sistema foram estruturados de maneira não ambígua, sem inconsistências e erros. Garantir que os produtos de trabalho (ou artefatos) estão em conformidade com os padrões estabelecidos para o processo, para o projeto e para o produto Podemos usar um check list para examinar as especificações dos requisitos

27 Documento Requisitos

28 6/18/2014Ceça Moraes28 Documento Requisitos Documento formal usado para registrar/comunicar os requisitos dos/aos stakeholders Descreve: –Serviços e funções que o sistema deve ter –As restrições nas quais o sistema deve funcionar –Requisitos funcionais e/ou Casos de Uso –Requisitos não funcionais –Definições de outros sistemas, com o qual o sistema deverá comunicar e/ou integrar-se

29 6/18/2014Ceça Moraes29 Documento Requisitos Descreve (continuação): –Informação sobre o domínio de aplicação do sistema –Restrições sobre o(s) processo(s) usado para desenvolver o sistema –Descrição das plataformas computacionais (hardware, redes,...) Deve incluir uma introdução com uma visão geral do sistema, as necessidades de negócio que serão atendidas.

30 6/18/2014Ceça Moraes30 Use Cases Um caso de uso é uma seqüência de ações realizada por um sistema que produz um resultado de valor observável para determinado ator/usuário Realização do requisito

31 6/18/2014Ceça Moraes31 Exemplo: Banking Ator: Cliente –Efetuar login –Alterar senha –Consultar saldo –Consultar extrato –Consultar fatura de cartão de crédito –Pagar fatura de cartão de credito –Realizar transferência –Realizar doc –Verificar talões de cheques –Desbloquear talões de cheques –Solicitar talões de cheques


Carregar ppt "Introdução a Requisitos Ceça Moraes"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google