A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Doença Renal Crônica no Brasil Jocemir R. Lugon Sociedade Brasileira de Nefrologia Presidente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Doença Renal Crônica no Brasil Jocemir R. Lugon Sociedade Brasileira de Nefrologia Presidente."— Transcrição da apresentação:

1 Doença Renal Crônica no Brasil Jocemir R. Lugon Sociedade Brasileira de Nefrologia Presidente

2 8,511,965 Km² 5º. país do mundo (tamanho) 26 Estados + Capital População: ~ 184 milhões 8o. PIB do mundo: US1.8 trilhões em 2007 US$10,223 per capita Taxa de crescimento: 5.5% / ano

3 DRC - Problemas 1. A freqüência da DRCt, que demanda diálise ou Tx vem aumentando de forma assustadora e impondo um substancial ônus sócio-econômico a todas as nações 2. A DRC é um importante fator de risco CV

4 DRCt no Brasil Política Acesso universal à diálise Estrutura e funcionamento das unidades regulada pela ANVISA (RDC 154 – Jul 2004 / Agost 2006) –Máquinas de proporção com controlador de UF –Tratamento da água por osmose reversa Preço atual da sessão de HD no Brasil –~R$ 143,00 (~US$60) – medicações não incluídas Investimento maciço em Transplante renal nas últimas décadas

5 Doença Renal Crônica Estágios EstágioDescriçãoFG (ml/min) 1 Lesão renal com FG normal ou > 90 2 Lesão renal com discreta FG moderada da FG acentuada da FG Falência funcional renal< 15 KDOQI (2000).

6 Dados Gerais Dados Gerais Censo SBN Total de Unidades Renais Cadastradas na SBN e ativas: (47,8%) Total de Respostas ao Formulário: 327 (47,8%) 310 (45,3%) Total de Unidades que declararam oferecer Programa Crônico Ambulatorial de Diálise: 310 (45,3%) Total de Pacientes nas 310 unidades que responderam: (IBGE) População Brasileira em Março/2008: (IBGE)

7 N de Unidades e Pacientes por Região N de Unidades e Pacientes por Região Censo SBN 2008 RegiãoPopulação Unidades que responderam / total Total de Pacientes Sul / 150 (47,3%) Sudeste / 332 (47,9%) Centro Oeste / 63 (38,1%) Nordeste / 121 (42,1%) Norte / 18 (27,8%) 972 Total / / 684 (45,3%)41.614

8 Pacientes em Diálise no Brasil , em 310 unidades) Censo SBN 2008 Pacientes em Diálise no Brasil (N = , em 310 unidades) Censo SBN 2008 Sul15,4% (N = 6.394) Sudeste 57,4 % (N = ) Centro-oeste5,8% (N = 2.420) Centro-oeste5,8% Nordeste19,1% (N = 7.948) Norte2,3% (N = 972) Norte2,3% SBN – Março, 2008

9 Censo SBN 2008 Total de Pacientes em Tratamento Dialítico por Ano Censo SBN 2008 * Estimado ** SBN – Março, 2008

10 467 pmp Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise no Brasil por Região Censo SBN 2008 Prevalência Estimada de Pacientes em Diálise no Brasil por Região Censo SBN 2008 Sul Sudeste Centro-oeste Nordeste Norte TOTAL SBN – Março, 2008

11 Prevalência de Pacientes em Diálise no Brasil 1994 a 2008 Censo SBN 2008 Prevalência (pmp) DataSUS/SBN * Estimado **

12 Censo SBN 2008 Número de Unidades de Diálise no Brasil Censo SBN 2008 SBN – Março, 2008

13 Prevalência ajustada e aumento percentual anual (Diálise + Tx) -EUA Brasil

14 Gasto anual com DRCt no Brasil (R$) Diálise, Tx, medicações etc Fonte: MS Número atualizado para 2007: >2 bilhões of reais (1 bilhão de dólares)

15 Medicare vs. non-Medicare Custo da DRCt Brasil

16 Prevalência de DRCt (Diálise + Tx, pmp), 2005 Brasil USRDS Excerpts. Am J Kidney Dis 52 (suppl 1), 2008

17 Número de Pacientes Conforme a Fonte Pagadora Número de Pacientes Conforme a Fonte Pagadora de Diálise Censo SBN 2008 SUS87,2% Outros Convênios: 12,7% (5.291 / ) Outros Convênios: 12,7% (5.291 / ) SBN – Março, 2008

18 Pacientes em Diálise no Brasil Fonte Pagadora - SBN Jan 2006/2007 SBN - Jan. 2007

19 Unidades de Diálise Tipos

20 N (%) Pacientes Conforme o Tipo de Diálise N (%) Pacientes Conforme o Tipo de Diálise Censo SBN 2008 Hemodiálise89,4% (N = ) DPA4,9% (N = 1.885) (N = 1.885) TOTAL (N = ) CAPD5,3% (N = 1.982) (N = 1.982) SBN – Março, 2008 DPI0,4% (N = 96) (N = 96)

21 149 pmp Taxa de Incidência Anual Estimada de Pacientes em Diálise no Brasil por Região Censo SBN 2008 N N N N N N Sul Sudeste Centro-oeste Nordeste Norte TOTAL SBN – Março, 2008

22 1,6% 18,4% 43,7% 36,3% Distribuição de Pacientes em Diálise Conforme a Faixa Etária (N = ) Censo SBN 2008 % % < SBN – Março, 2008

23 Percentual de Pacientes com Sorologia Positiva para Hepatite B, C e HIV por Ano Censo SBN 2008 SBN – Março, 2008

24 Pacientes em Diálise em Fila de Espera para Tx Renal no Brasil (16815 / 39499) Censo SBN ,6% SBN – Março, 2008

25 Distribuição Percentual de Pacientes em Diálise por Sexo (N = ) Censo SBN %Masculino57%Masculino 43%Feminino43%Feminino SBN – Março, 2008

26 Distribuição Percentual de Pacientes em Diálise por Cor de Pele (N = ) Censo SBN ,6%Brancos50,6%Brancos 16,4%Negros16,4%Negros 30,5%Pardos30,5%Pardos 2,5%Outras2,5%Outras SBN – Março, 2008

27 % de Pacientes em Diálise que Receberam Tx Renal Prévio (N = / ) Censo SBN ,4% Tx prévio 6,4% SBN – Março, 2008

28 Número Total de Pacientes Hospitalizados (1349 / 39888) e por Problemas com Acesso Vascular (256 / 34585) Censo SBN ,4% 1% SBN – Março, 2008

29 % de Pacientes com Exames em Não Conformidade com Índices Recomendados Censo SBN ,7 33,6 14,2 25,9 % % Hb<11 P>5,5 Alb<3,5 PTH>300 KTV<1,2 24,0 SBN – Março, 2008

30 % de Pacientes com Exames em Não Conformidade com Índices Recomendados por Região Censo SBN 2008 SBN – Março, 2008

31 % de Uso de Medicações Selecionadas Censo SBN % 53,5% 26,2% 3,5% % % Epo Fe_ev VitD_oral VitD_ev SevelamerEstatina 30,2% 10,7% SBN – Março, 2008

32 % de Uso de Medicações Selecionadas por Região Censo SBN 2008 SBN – Março, 2008

33 Co-morbidades em Pacientes em Diálise Censo SBN ,4% 8,2% 3,7% 5,2% % % ICC ICor AVC DVperif NeoInfec 1,8% 3,9% SBN – Março, 2008

34 Diagnóstico de Base dos Pacientes em Diálise Censo SBN ,7% 35,8% 15,7% 23,2% % % DM HAS GN Outras / Indef. SBN – Março, 2008

35 Número de Óbitos e Taxa de Mortalidade Anual de Pacientes em Diálise (N = 6180/40639) Censo SBN ,2% SBN – Março, 2008

36 Taxa de mortalidade anual bruta Em Jan 2006: 13% Em Jan 2007: 14% Em mar 2008: 15%

37 Distribuição Percentual de Causa de Óbito (N = 515) Censo SBN ,9% 9,9% 26% 21,2% % % CV CerebroV Infec Outras Desconhecida 6% SBN – Março, 2008

38 DRC no Brasil Estimativas

39 Characteristics of the NHANES population Table 1.b NHANES 1988–1994 & 1999–2004 patients, age 20 & older; data adjusted by age and to the 2000 U.S. census population. USRDS Excerpts. Am J Kidney Dis 52 (suppl 1), 2008

40 DRC no Brasil Estimativas Taxa de Prevalência nos EUA (2004) Brasil (?) FG < 60 ml/min8,4%15 x 10 6 albuminúria 9,8%18 x 10 6 Um ou outro15,5%29 x 10 6

41 DRC no Brasil Resumo Grande No. de pts em diálise Mortalidade anual bruta ao redor de 15% Prevalência ajustada de DRCt (diálise + Tx) pmp (620) está baixa mesmo comparando com Uruguai (750) e Chile (800) em O crescimento médio dos dois últimos retornou ao crescimento histórico

42 O que pode melhorar Aumento e desconcentração do número de unidades Aumento e descentralização da oferta de transplantes Definição da estratégia de financiamento da atenção ao tratamento conservador Aumento do orçamento do Ministério da Saúde

43 Gasto com Saúde no Brasil 2005 % do gasto em Saúde Bilhões de reais % do PIB (1,86 trilhões de reais) R$/capita/ano Público45,368,83,7R$ 382,00 Saúde suplementar 23,836,22,0R$ 905,00 Famílias – do bolso 30,846,82,5? Total100151,88,2-

44 Agradecimentos da SBN a todas as unidades que contribuíram enviando seus dados para o Censo 2007

45 Censo SBN 2008 Agradecimentos Aos responsáveis pelos centros que enviaram informações, aos Membros da secretaria da SBN e ao Comitê da SBN para o Censo: Ricardo Sesso, Antonio Alberto Lopes, Fernando Saldanha Thomé, José Luis Bevilacqua, João Egidio Romão Junior e Jocemir Lugon Agradecimentos Aos responsáveis pelos centros que enviaram informações, aos Membros da secretaria da SBN e ao Comitê da SBN para o Censo: Ricardo Sesso, Antonio Alberto Lopes, Fernando Saldanha Thomé, José Luis Bevilacqua, João Egidio Romão Junior e Jocemir Lugon

46 Os Centros Renais no Brasil Os Centros Renais no Brasil Censo SBN 2008 O Censo SBN depende do de todos. O Censo SBN depende do comprometimento e da participação de todos. Obrigado à todos que contribuíram com o Censo 2008 !

47 FIM


Carregar ppt "Doença Renal Crônica no Brasil Jocemir R. Lugon Sociedade Brasileira de Nefrologia Presidente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google