A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso Básico de Fisiologia de Vôo. OBJETIVO Adequação Técnica dos Médicos Credenciados pelo DAC para Proceder as Inspeções de Saúde nos Elementos da Aviação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso Básico de Fisiologia de Vôo. OBJETIVO Adequação Técnica dos Médicos Credenciados pelo DAC para Proceder as Inspeções de Saúde nos Elementos da Aviação."— Transcrição da apresentação:

1 Curso Básico de Fisiologia de Vôo

2 OBJETIVO Adequação Técnica dos Médicos Credenciados pelo DAC para Proceder as Inspeções de Saúde nos Elementos da Aviação Civil

3 CONTEÚDO CURRICULAR Atmosfera Fisiologia respiratória Hipóxia Disbarismo Cabines pressurizadas e despressurização Acelerações e aerocinetose Visão e ilusão visual Orientação e desorientação espacial Ruídos e vibrações Ritmo circadiano e sobrecarga autoprovocada

4 CONTEÚDO CURRICULAR Atmosfera Fisiologia respiratória Hipóxia Disbarismo Cabines pressurizadas e despressurização Acelerações e aerocinetose Visão e ilusão visual Orientação e desorientação espacial Ruídos e vibrações Ritmo circadiano e sobrecarga autoprovocada

5 Aula 1 Atmosfera

6 A ATMOSFERA TERRESTRE Composição da Atmosfera Divisão Clássica da Atmosfera Camadas Principais e Intermediárias Leis dos Gases Pressão Atmosférica Atmosfera Padrão Internacional Relação entre Pressão Atmosférica e Altitude Temperatura e Umidade Comportamento da Temperatura e do Ozônio Divisão Fisiológica da Atmosfera 1º Equivalente Espacial 2º Equivalente Espacial Conceitos de Strughold Composição da Atmosfera Divisão Clássica da Atmosfera Camadas Principais e Intermediárias Leis dos Gases Pressão Atmosférica Atmosfera Padrão Internacional Relação entre Pressão Atmosférica e Altitude Temperatura e Umidade Comportamento da Temperatura e do Ozônio Divisão Fisiológica da Atmosfera 1º Equivalente Espacial 2º Equivalente Espacial Conceitos de Strughold

7 Nitrogênio (N 2 ) 78,08% Oxigênio (O 2 ) 20,09% Dióxido de carbono (CO 2 ) 0,003% Gases Inertes (Argônio, Neônio, Hélio, Kriptônio) 1,00% Ozônio (O 3 ) máx: 10 ppm Vapor dágua (H 2 O) só na troposfera COMPOSIÇÃO DA ATMOSFERA GASESPARTICIPAÇÃO

8 DIVISÃO CLÁSSICA DA ATMOSFERA

9 ATMOSFERA Camadas Principais e Intermediárias Mesopausa Estratopausa Tropopausa

10 LEI DOS GASES P 1 V 1 = P 2 V 2 O volume de um gás é inversamente proporcional à sua pressão (temperatura constante). P = pressão V = volume Lei de Boyle Enunciado da Lei: Aerodilatação (disbarismo) Significado Fisiológico:

11 LEI DOS GASES P T = P 1 + P P n A pressão total de uma mistura de gases é igual à soma das pressões parciais de cada gás. P = pressão Lei de Dalton Enunciado da Lei: Hipóxia Significado Fisiológico:

12 LEI DOS GASES P 1. A 1 = P 2. A 1 A quantidade de um gás dissolvido em uma solução é diretamente proporcional à pressão parcial desse gás na solução. P = pressão A = quantidade Lei de Henry Enunciado da Lei: Doença da descompressão (Disbarismo) Significado Fisiológico:

13 LEI DOS GASES P 1. T 2 = P 2. T 1 A pressão de um gás é diretamente proporcional à sua temperatura (volume constante) P =pressão T =temperatura absoluta Lei de Charles Enunciado da Lei: Armazenamento de oxigênio Significado Fisiológico:

14 LEI DOS GASES Um gás difundirá-se do local de maior concentração (ou pressão parcial) para outro de menor concentração. Lei da Difusão dos Gases Enunciado da Lei: Transferência dos gases no corpo (O 2 e CO 2 ) Significado Fisiológico:

15 Transferência dos gases no corpo (O 2 e CO 2 ) Difusão dos Gases LEI DOS GASES Aerodilatação - Disbarismo Boyle P 1 V 1 = P 2 V 2 Hipóxia Dalton P T = P 1 + P P n Doença da Descompressão - Disbarismo Henry P 1. A 1 = P 2. A 1 Armazenamento de oxigênio Charles P 1. T 2 = P 2. T 1

16 PRESSÃO ATMOSFÉRICA Atmosfera padrão internacional 15°C ar seco 1,03 Kg/cm 2 14,7psi (Evangelista Torricelli 1643) LEI DE NEWTON

17 DIVISÃO FISIOLÓGICA DA ATMOSFERA ALTITUDE PÉS METROS PRESSÃO mmHg PSI , , , , , , ,17 + 9, ,69 + 7, ,23 + 5, ,78 + 3, ,34 + 1, ,92 - 0, ,51 - 2, ,11 - 4, ,35 - 8, , , , , , , , , , , , , ,68 TEMPERATURA(ºC)

18 RELAÇÃO ENTRE PRESSÃO ATMOSFÉRICA E ALTITUDE

19 TEMPERATURA NA ESTRATOSFERA - 56º C TEMPERATURA NA TROPOSFERA VARIA ALTITUDE LATITUDE TOPOGRAFIA INSOLAÇÃO UMIDADE VARIA TEMPERATURA PRESSÃO ATMOSFÉRICA ATÉ 12Km 6% m ACIMA 12Km AUSÊNCIA DE VAPOR DAGUA 1º C 100M AR SECO 200M SATURADO VAPOR D'ÁGUA TEMPERATURA E UMIDADE

20 COMPORTAMENTO DA TEMPERATURA E DO OZÔNIO

21 DIVISÃO FISIOLÓGICA DA ATMOSFERA Zona Fisiológica Indiferente P atm = 601 mmHg O corpo humano está ± adaptado. O corpo humano está ± adaptado. Apenas problemas fisiológicos menores podem ocorrer, como dificuldade de equalização no ouvido médio. Apenas problemas fisiológicos menores podem ocorrer, como dificuldade de equalização no ouvido médio. do nível do mar até m (6.500 pés)

22 DIVISÃO FISIOLÓGICA DA ATMOSFERA Zona Fisiológica Deficiente P atm = 429 mmHg Representa, junto com a zona precedente, o local onde é realizada a maior parte dos vôos não pressurizados. Representa, junto com a zona precedente, o local onde é realizada a maior parte dos vôos não pressurizados. As reservas cardíacas e respiratória são solicitadas e provêem alguma proteção contra a hipóxia As reservas cardíacas e respiratória são solicitadas e provêem alguma proteção contra a hipóxia de m (6.500 pés) até m ( pés) Freqüência cardíaca Freqüência cardíaca Raciocínio Raciocínio Pressão arterial Pressão arterial Volume respiratório minuto Volume respiratório minuto

23 DIVISÃO FISIOLÓGICA DA ATMOSFERA Zonas das Compensações Fisiológicas Parciais P atm = 321 mmHg A deficiência de oxigênio torna-se um problema crescente à medida que subimos. A deficiência de oxigênio torna-se um problema crescente à medida que subimos. O organismo não consegue compensar a deficiência de oxigênio e os sinais e sintomas da hipóxia instalam- se. O organismo não consegue compensar a deficiência de oxigênio e os sinais e sintomas da hipóxia instalam- se. de m ( pés) até m ( pés) Gases no trato digestivo e em outros locais do corpo podem acarretar problemas. Gases no trato digestivo e em outros locais do corpo podem acarretar problemas.

24 DIVISÃO FISIOLÓGICA DA ATMOSFERA Zonas de Impossibilidade de Compensação Fisiológica P atm = < 350 mmHg A vida está em perigo ! A vida está em perigo ! Há necessidade de oxigênio suplementar para permitir a manutenção das funções vitais. Há necessidade de oxigênio suplementar para permitir a manutenção das funções vitais. acima de m ( pés) A hipóxia incapacitante instala-se em pouco tempo e a morte ocorre alguns minutos depois. A hipóxia incapacitante instala-se em pouco tempo e a morte ocorre alguns minutos depois.

25 PRIMEIRO EQUIVALENTE ESPACIAL 15 km pés - PA = 87 mmHg 1º EQUIVALENTE ESPACIAL = NÍVEL DE ANÓXIA DA ATMOSFERA

26 2º EQUIVALENTE ESPACIAL = LINHA DE ARMSTRONG SEGUNDO EQUIVALENTE ESPACIAL 19 km pés - PA = 47 mmHg TEMPERATURA DE VAPORIZAÇÃO DA ÁGUA Nível do Mar 100ºC Panela de Pressão 120ºC Altitude PA = 47 mm Hg - 37ºC METABOLISMO Temperatura normal do corpo humano = 37ºC

27 STRUGHOLDSTRUGHOLD Espaço fisiológico No tocante à capacidade do corpo humano em suportar a pressão atmosférica sobre sua superfície Espaço fisiológico No tocante às trocas gasosas pés pés

28


Carregar ppt "Curso Básico de Fisiologia de Vôo. OBJETIVO Adequação Técnica dos Médicos Credenciados pelo DAC para Proceder as Inspeções de Saúde nos Elementos da Aviação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google