A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XXXVII PENTECOSTES CATEQUIZAR CATEQUESE CATEQUISTA CATEQUIZANDO CATEQUIZADO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XXXVII PENTECOSTES CATEQUIZAR CATEQUESE CATEQUISTA CATEQUIZANDO CATEQUIZADO."— Transcrição da apresentação:

1 PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XXXVII PENTECOSTES CATEQUIZAR CATEQUESE CATEQUISTA CATEQUIZANDO CATEQUIZADO

2 TERMOS CONCEITUAIS CATEQUIZAR –Ação de tornar alguém - ou grupos - consciente da presença do Criador e seus atributos no mundo CATEQUESE – Processo de conscientização de alguém - ou grupos - sobre a presença do Criador e seus atributos no mundo CATEQUISTA – Agente do processo de conscientização de alguém - ou grupos - sobre a presença do Criador e seus atributos no mundo CATEQUIZANDO – Alguém - ou grupos - no qual se realiza o processo de conscientização sobre a presença do Criador e seus atributos no mundo CATEQUIZADO – Alguém - ou grupos - consciente de ser criatura, imagem e semelhança do Criador, com missão de continuar a obra de Jesus Cristo no mundo para a salvação eterna dos homens. CONFORME AS BOAS NOVAS PROCLAMADAS POR JESUS CRISTO

3 Este comentário abrange crianças de idade escolar tenra a adolescência, fase em que absorvem e gravam na memória tudo o que gravita em torno de si. O foco da abordagem está na pedagogia catequética diante da onda tsumânica do secularismo que avança sobre a Igreja.

4 A performance religiosa nesta faixa etária depende da assimilação do contexto em que as crianças estão inseridas. O Bem e o Mal não são bem definidos intelectualmente a não ser pela sensibilidade, em especial a dor.

5 É comum observar-se no templo, crianças, jovens, até mesmo adultos, movimentando-se sem o mínimo comportamento respeitoso pelo ambiente. Assim utilizado, este ambiente torna-se um centro de profanação do ideário de Casa de Deus, pois tudo o que ostenta passa a ter um caráter vulgar. Por que isto acontece?

6 As aulas (encontros) de catequese devem ser ministradas no próprio templo ou em ambiente afim. Este ambiente é fundamental para a formação religiosa, pois conforma na mente da criança a imagem do Deus vivo, além de mostrar a Igreja amorosa e responsável pelo bem-estar espiritual dos membros.

7 Isto não acontece quando as aulas (encontros) de catequese se passam em ambientes profanos, colégios ou em lugares onde a presença da Igreja é débil ou ausente. O ambiente carece das nuanças religiosas apesar da didática dos catequistas em tentar supri-las.

8 No caso específico de realizadas em colégios, as aulas (encontros) para os catequizandos são uma extensão do currículo escolar transbordante de racionalismos, mas sem quentura espiritual. A assimilação deste expediente educacional, principalmente pelas as crianças, é a de que a responsabilidade pela sua formação religiosa é do Estado.

9 Neste contexto secularizante, a Igreja apenas aparece como parceira, quando deve ser a Mestra absoluta, pois é quem conhece os meandros da espiritualidade. A característica dos cristãos “formados” neste processo educacional é a fé titubeante e racionalizante, indiferente às verdades divinas.

10 A catequese no ambiente eclesial forma verdadeiramente um cristão fervoroso, devoto, participativo, respeitador, porque está em contato permanente com as condutas, gestos, sinais e costumes da igreja e da própria família. Enfatiza a unidade na figura paternal do sacerdote ou catequista dentro dos princípios do amor a Deus, ao próximo e a si mesmo.

11 O primeiro ambiente, além do conhecimento doutrinário, desenvolve na alma das crianças o respeito e o afeto pelo sagrado e litúrgico, porque absorvidos e assimilados “in loco”: templo, luz vermelha indicando o Deus vivo no sacrário, sacramentos e sacramentais, altar do Sacrifício, consagração, transubstanciação, silêncio meditativo, eco sonoro, imagens, água benta, ajoelhamento, benzeção, sinal da cruz... No segundo ambiente é o secularismo que se desenvolve através da razão segundo a burocracia colegial. Enquanto no primeiro ambiente as imagens preponderantes são de Jesus Cristo, Virgem Maria, santos e anjos, o segundo impõe as imagens do presidente da República, governador do Estado, prefeito do Município, político benfeitor, diretor da escola. Hoje, verdade nua e crua, para a grande maioria de batizados católicos “formados” neste processo, um homem influente é mais poderoso do que Jesus Cristo!... Eliezer de Oliveira Martins Obs: O autor é diácono da Arquidiocese de Santa Maria de Belém do Grão Pará, Amazônia do Brasil. Esses fatos são uma adaptação dos narrados em link FONTE DE VIDA, Em Águas Profundas. Musical: Only A Memory, Yanni


Carregar ppt "PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XXXVII PENTECOSTES CATEQUIZAR CATEQUESE CATEQUISTA CATEQUIZANDO CATEQUIZADO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google