A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antonio Manoel Abreu Sardenberg

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antonio Manoel Abreu Sardenberg"— Transcrição da apresentação:

1 Antonio Manoel Abreu Sardenberg
Busca Antonio Manoel Abreu Sardenberg

2 Traço na tábua a trilha da traça.
Tiro da tira um tanto de nada. Fito na foto a fita que enfeita, O filme perfeito De um conto de fada.

3 O rato roendo a roupa do rei. Vejo ao relento a força da lei,
Fico atento focando no trono, O rato roendo a roupa do rei. Vejo ao relento a força da lei, Perco a esperança, o sonho, o sono!

4 Sinto na alma um quê de saudade,
Choro sozinho o sonho perdido, Vejo o passado morto e partido. De mim sinto pena, dó, piedade!

5 Sinto o horizonte mais longe que tudo.
Lanço o laço em busca do nada. Sinto o horizonte mais longe que tudo. Perco o caminho, o rumo, a estrada, Caio na poça de um poço bem fundo.

6 Conto o tempo em cada segundo. Procuro na bússola a reta, o norte,
Busco na fé a força do forte. Conto o tempo em cada segundo. Procuro na bússola a reta, o norte, Acho você: meu mundo, meu tudo!

7 Busca AMASardenberg Arte Rita Bello


Carregar ppt "Antonio Manoel Abreu Sardenberg"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google