A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFESSOR: EDUARDO ELIAS DE OLIVEIRA SOBRINHO

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFESSOR: EDUARDO ELIAS DE OLIVEIRA SOBRINHO"— Transcrição da apresentação:

1 PROFESSOR: EDUARDO ELIAS DE OLIVEIRA SOBRINHO

2  PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA DAS COPAS DO MUNDO, O CONTINENTE AFRICANO TEM UM PAÍS QUE SEDIARÁ A COPA – ÁFRICA DO SUL.  A COPA DO MUNDO É MAIS DO QUE UM EVENTO ESPORTIVO, SUA REALIZAÇÃO E SEUS PARTICIPANTES SÃO INSERIDOS NO MUNDO GLOBALIZADO, DO QUAL NÃO DEIXA DE SER RETRATO – PAULO ZOCCHI.

3

4  No continente africano as tensões e os conflitos marcam o passado e o presente de diversos de seus países.  Desde o século XV, a África é subjugada pelos europeus.  Por quase quatro séculos, Portugal, Espanha e Inglaterra levaram para o continente americano mão de obra escrava capturada na África.  Estima-se que cerca de 12,5 milhões africanos tenham desembarcado à força no continente americano. Só no Brasil foram 4 ou 5 milhões de africanos.

5  No final do séc. XIX as potências europeias iniciaram uma corrida imperialista para controlar o continente, em busca de novas fontes de matérias-primas e de mercados para seus produtos manufaturados – era o auge da II Revolução Industrial.  A Conferência de Berlim (1884 e 1885) definiu a partilha do continente entre as principais potências europeias, criando fronteiras artificiais, sem levar em conta os territórios e as etnias nativas.  As consequências foram devastadoras, a divisão atendia aos interesses das potências europeias, que desprezavam a diversidade cultural.

6

7  Em termos geográficos e humanos, o continente africano apresenta duas grandes sub-regiões: 1. África Setentrional (África do Norte) também conhecida como África Branca; 2. África Subsaariana (África Sahel) também conhecida como África Negra;  O limite natural entre ambas é o deserto do Saara.

8

9  Os seis países da África Setentrional possuem características físicas e humanas semelhantes às nações do Oriente Médio, com clima desértico, população majoritariamente árabe, com língua e religião islâmica.  O Marrocos, Argélia e Tunísia é conhecida como Magreb – poente.  Os outros três países da África Setentrional são Líbia, Egito e Saara Ocidental*.

10

11  Reúne 47 países ao sul do deserto do Saara e possui população predominantemente negra, com hábitos, idiomas e religião distintos dos encontrados no norte da África.  O Sahel Africano é a área de transição entre a África Setentrional e a Subsaariana, abrange 12 países africanos, em um corredor que corta o continente de leste a oeste – Mauritânia, Senegal, Mali, Burkina Fasso, Níger, Nigéria, Chade, Sudão, Eritréia, Etiópia, Djibuti e Somália.

12  A África com 1 bilhão de habitantes possui vários grupos étnicos, mesmo dentro das duas grandes regiões, a diversidade da população é grande.  Na África Setentrional, predomina os grupos mediterrâneos brancos – caucasóide e semita.  Ao sul do Saara, a população negra compreende vários povos – os pigmeus nas selvas equatoriais, os coisans nos desertos, sudaneses das savanas e os bantos na África central entre outros.

13  Do ponto de vista religioso, o islamismo (norte) tem o maior número de seguidores no continente (45%) da população.  O cristianismo (sul) é praticada por cerca de 35% da população.  A África ainda conta com muitos adeptos entre inúmeras religiões nativas da população.

14  A variedade linguística também espalha a heterogeneidade africana. Entre as mais de 2 mil línguas faladas na África, estão os dialetos locais de raiz africana, que convivem com os idiomas introduzidos pelos colonizadores europeus.

15  A situação de pobreza no continente africano implica sérias consequências para a saúde da população. Até mesmo doenças erradicadas há muito tempo em países desenvolvidos ainda persistem na África. É o caso da malária.  A maior tragédia na saúde pública africana continua sendo a epidemia de AIDS, iniciada a cerca de duas décadas, hoje a África Subsaariana abriga mais de dois terços dos soros positivos do planeta, os jovens são os maiores infectados.

16

17  Há séculos explorados pelas potências mundiais, a África é o continente menos desenvolvido do planeta, apesar de possuir grandes riquezas minerais e energéticas.  Na África estão 75% do cobalto, dois terços dos diamantes, mais da metade do ouro e um terço do urânio de todo o planeta. Estima-se que possam ser extraídos do continente africano 125 bilhões de barris de petróleo – 10% das reservas mundiais.

18  Apesar da exploração mineral ter criado pólos de desenvolvimento no continente, de modo geral a economia africana continua sendo essencialmente agrícola.  Com a economia pouco diversificada, os países africanos tornaram-se vulneráveis a choques e oscilações do mercado internacional (como uma queda brusca nos preços das commodities no mercado mundial, ou imprevistos ambientais.)

19  Com o crescimento da demanda mundial por petróleo e minérios nos últimos anos, ampliou-se a cobiça global pelos recursos naturais africanos.  Sem tecnologia, financiamentos e mão de obra especializada suficiente para explorar as suas riquezas, os países africanos ficam dependentes de empresas e governos estrangeiros para realizar o serviço.

20  Atualmente, cresce os olhos na África a presença da China.  Desde 2000, o comércio dos chineses com os africanos aumentou quase dez vezes.  A China adota o princípio de não ingerência nos assuntos internos das nações com as quais negocia, independentemente do país ter um presidente acusado de cometer crimes de guerra como acontece no Sudão.

21  Disputas por riquezas naturais e acesso a recursos como terra e água estão na origem dos principais conflitos no continente.  As guerras surgem no contexto de apropriação dos recursos naturais africanos, são realizados por grupos armados, governos corruptos e empresas estrangeiras.  O financiamento dos conflitos vem do lucro obtido com a venda dos minérios.

22  As tensões que se manifestam no continente são, em boa medida herança do período colonial, a dominação estrangeira se baseava no “ dividir para dominar”.  determinados povos recebiam tratamento privilegiado das potências europeias, recebiam apoio para lutar contra grupos étnicos, o que alimentou as disputas pelo poder.  As fronteiras artificiais impostas pelos colonizadores acentuam as rivalidades étnicas e religiosas já existentes.

23

24  01 – QUAIS SÃO AS DUAS REGIÕES AFRICANAS LEVANDO EM CONTA OS CRITÉRIOS SOCIOCULTURAIS? CITE AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE CADA REGIÃO.  02 – QUAL AS CAUSAS DOS PRINCIPAIS CONFLITOS ARMADOS DO CONTINENTE AFRICANO?  03 – QUAL A RELAÇÃO ENTRE A COLONIZAÇÃO EUROPEIA E AS FRONTEIRAS ARTIFICIAIS?  04 – EXPLIQUE A EXPRESSÃO “NOVO COLONIALISMO”.  05 – EXPLIQUE A EXPRESSÃO UTILIZADA PARA DESIGNAR A PARTE SUL DA ÁFRICA – SUBSAARIANA / ÁFRICA NEGRA.  06 – QUAL A INFLUÊNCIA SOCIOCULTURAL DA ÁFRICA BRANCA.

25 Prof.: Eduardo Elias de Oliveira Sobrinho


Carregar ppt "PROFESSOR: EDUARDO ELIAS DE OLIVEIRA SOBRINHO"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google