A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Para onde vai a Educação? De Jean Piaget (1971) “O papel atribuído ao condicionamento, principalmente sob a influência de Skinner, levou ao ideal de um.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Para onde vai a Educação? De Jean Piaget (1971) “O papel atribuído ao condicionamento, principalmente sob a influência de Skinner, levou ao ideal de um."— Transcrição da apresentação:

1 Para onde vai a Educação? De Jean Piaget (1971) “O papel atribuído ao condicionamento, principalmente sob a influência de Skinner, levou ao ideal de um ensino programado por meio de associações progressivas mecanicamente programadas ( as máquinas de ensinar”).

2 Construtivismo • “Atribui os começos da linguagem às estruturas construídas pela inteligência sensorial-motor preexistente, por contínuas ultrapassagens das elaborações sucessivas, o que do ponto de vista pedagógico, leva a dar toda ênfase às atividades que favoreçam a espontaneidade da criança”.

3 Considerações de Piaget • “As supostas aptidões dos “bons alunos” de dá por sua capacidade de adaptação ao tipo de ensino que lhes é fornecido”. • “ O método deve dar relevo à pesquisa espontânea da criança ou do adolescente e exigindo-se que toda verdade a ser adquirida seja reinventada pelo aluno, ou pelo menos reconstruída, e não simplesmente transmitida”.

4 Considerações de Piaget • “ Muito se pode esperar, da colaboração entre psicólogos e matemáticos para a elaboração de um ensino “moderno” e não tradicional da Matemática, e que consistiria em falar à criança na sua linguagem antes de lhe impor uma outra já pronta e por demais abstrata,e sobretudo levar a criança a reinventar aquilo de que é capaz, em vez de se limitar a ouvir e repetir”.

5 Considerações de Piaget • “Compreender é inventar, ou reconstruir através da reinvenção, e será preciso curvar-se ante tais necessidades se o que se pretende, para o futuro, é moldar indivíduos capazes de produzir ou de criar, e não apenas de repetir”. • “Para chegar à compreensão de certos fenômenos elementares, a criança necessita passar por um certo número de fases caracterizadas por ideias que adiante irá considerar erradas, mas que parecem ser necessárias para o encaminhamento às soluções finais corretas”.

6 Considerações de Piaget • “ Pode-se partir de noções clássicas para facilitar uma “assimilação” progressiva de noções que, não fosse essa progressão, correriam o risco de permanecer parcialmente incompreensíveis”. • “ O desenvolvimento da criança se dá por uma velocidade ideal, sendo o excesso de rapidez tão prejudicial quanto uma acentuada lentidão”.

7 Considerações de Piaget • “O período de 4 a 6 anos pode ser classificado de “pré- operatório” no sentido de que o indivíduo se revela inapto ainda para o manejo das operações reversíveis ( somas e subtrações, reciprocidade, etc)”. • “ A partir dos 7-8 anos, as pessoas descobrem por si mesmas operações de união e de intersecção dos conjuntos, assim como produtos cartesianos, e a partir dos anos chegam à partição dos conjuntos”. • “ O conhecimento de determinada disciplina só se constrói realmente a partir de 11 para 12 anos, e ainda é preciso a idade de anos para a sua complementação”.

8 Considerações de Piaget • “A Pesquisa em todos os domínios assume necessariamente um aspecto cada vez mais interdisciplinar”. • “ As regras positivistas vão sendo violadas, transgredidas (substituídas) quando se procura explicar os fenômenos e suas leis. Os alunos são chamados a reconstruir e, em parte, a reinventar as verdades que é preciso assimilar”.

9 Considerações de Piaget • “Problema a ser superado: a preparação dos professores. O problema social da valorização do professor.” • “ Ideal que houvesse pesquisa de grupo dirigidas não apenas por um único professor, mas por representantes de especialidades complementares, trabalhando em constante cooperação ( ex. Psicologia e Lógica)”.

10 Considerações de Piaget • “O desenvolvimento do ser humano está subordinado a dois tipos de fatores: os fatores da hereditariedade e adaptação biológica”. • “A construção da linguagem diferencia as sociedades humanas das sociedades animais”. • “A partir da transmissão social exterior (da família), ação educativa externa do ambiente escolar, que a criança aprende a sua língua”.

11 Considerações de Piaget • “Por muito tempo se acreditou que a lógica fosse inata no indivíduo e pertencesse a “natureza humana” (séculos XVII e XVIII, Descartes e Rousseau). • “Escola tradicional, estando o homem pré- formado já na criança, a educação se reduz a uma simples instrução; trata-se somente de enriquecer ou alimentar faculdades já elaboradas, e não de formá-las”.

12 Considerações de Piaget • “ A lógica se constrói, ao invés de ser inata, portanto a primeira tarefa da educação consiste em formar o raciocínio”. • “ A educação é uma condição necessária ao próprio desenvolvimento natural”. • “O fator social ou educativo constitui uma condição do desenvolvimento”.

13 Considerações de Piaget • “ Afirmar o direito da pessoa humana à educação é assumir uma responsabilidade muito mais pesada que a de assegurar a cada um a possibilidade da leitura, da escrita e do cálculo: significa, a rigor, garantir para toda criança o pleno desenvolvimento de suas funções mentais e a aquisição dos conhecimentos, bem como dos valores morais que correspondem ao exercício dessas funções, até a adaptação à vida social atual”

14 Quanto aos pais • “Há pais excelentes e menos excelentes. São os pais que constituem frequentemente o principal obstáculo à aplicação dos métodos ativos. Primeiro porque estão habituado aos métodos tradicionais”. • “Dizer que a educação visa ao pleno desenvolvimento da personalidade é afirmar que a escola deve divergir do modelo clássico, e que pode ocorrer uma síntese entre a formação de pessoa e sua inserção, como valor social,nos quadros da vida coletiva”.

15 Desenvolvimento da personalidade • “ Visar ao pleno desenvolvimento da personalidade humana e ao fortalecimento dos direitos do homem e das liberdades fundamentais consiste em formar indivíduos capazes de autonomia intelectual e moral e respeitadores dessa autonomia em outrem, em decorrência, precisamente da regra de reciprocidade que a torna legítima para eles mesmos”.

16 Fracasso escolar • “ A verdadeira causa dos fracassos da educação formal decorre do fato de se principiar pela linguagem (acompanhada de desenhos, de ações fictícias ou narradas, etc.) em vez de o fazer pela ação real e material”. • “ Os métodos chamados “ativos”, que são os únicos capazes de desenvolver a personalidade intelectual,pressupõem a intervenção de um meio coletivo ao mesmo tempo formador da personalidade moral e fonte de trocas intelectuais organizadas”.

17 Respeito mútuo • “ O respeito mútuo ainda é um composto de afeição e de medo. Ele substitui a heteronomia característica do respeito unilateral por uma autonomia necessária a seu próprio funcionamento. Os indivíduos por obrigados participam da elaboração da regra que os obriga”. • “A disciplina imposta de fora ou sufoca toda personalidade moral,ou pelo contrário, a prejudica mais do que lhe favorece a formação”.


Carregar ppt "Para onde vai a Educação? De Jean Piaget (1971) “O papel atribuído ao condicionamento, principalmente sob a influência de Skinner, levou ao ideal de um."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google