A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jonas Mendes Constante Chen Yen-Tsang Competitividade pela Inovação e Sustentabilidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jonas Mendes Constante Chen Yen-Tsang Competitividade pela Inovação e Sustentabilidade."— Transcrição da apresentação:

1 Jonas Mendes Constante Chen Yen-Tsang Competitividade pela Inovação e Sustentabilidade

2 Vídeos   ure=PlayList&p=E09F23ADF067F77C&index=28 ure=PlayList&p=E09F23ADF067F77C&index=28   e=fvst e=fvst

3 Artigos lidos  HART, S.L.; Beyond Greening: Strategies for a Sustainable World. HBR, Vol. 75, nº 1; jan-feb 1997, pp  KLEINDORFER, P.R.; SINGHAL, K.; WASSENHOVE, L.N.V.; Sustainable Operations Management. Production and Operations Management, Vol.14, nº 4, 2005, pp  LINTON, J.D.; KLASSEN, R.; JAYARAMAN, V.; Sustainable Supply Chains: An Introduction. Journal of Operations Management, Vol. 25, 2007, pp  PORTER, M.E.; LINDE, C.; Green and competitive: Ending the Stalemate. HBR, 1995

4 Beyond Greening Autor: Stuart L. Hart – HBR – JAN  O modelo de crescimento econômico atual é insustentável.  O assunto é tratado desde 1960 e sofreu ao longo das décadas ciclos de interesse. Desenvolvimento econômico versus impacto ambiental  Segundo o autor: empresas são as únicas organizações com recursos, tecnologias, abrangência global e motivações para fazer acontecer a sustentabilidade mundial.  Oportunidades de receita e crescimento no mercado da sustentabilidade.  Impacto negativo x impacto zero x impacto positivo.

5 Três economias co-existem. •1 bilhão de pessoas. •Consome 75% dos recursos. Ex. Footprint EUA. •Níveis de emissão relativamente baixos. Mercado •Devastada pela economia de mercado. •3 bilhões de pessoas. •Causam forte pressão ambiental para poder sobreviver. Subsistência •Recursos naturais renováveis e não-renováveis •Suporta as outras duas economias. •Pressão por recursos renováveis. Natureza

6 Economia da Sobrevivência  Africanos, Indianos e Chineses que vivem em zona rural.  Adultos e crianças gastam de 4-6 horas por dia procurando madeira e 4-6 horas por semana buscando e carregando água.  Maior parte do crescimento mundial para as próximas décadas (90%) previsto para estes locais.  Ciclo vicioso de escassez e pobreza.  Causam desmatamentos, erosões do solo, inundações.  Migração para cidades. Na China 120 milhões andam de cidade em cidade sem terra e emprego. No mundo 500 milhões.

7 A custa de quem? Os fornecedores de matéria-prima = Economia de subsistência Obras como estradas, viadutos, operações em minas financiadas por bancos internacionais. Benefícios políticos para as elites destes locais. Os fornecedores de produto acabado = Economias em desenvolvimento Economias baseadas em produtos de menor valor agregado. Poluição e outros problemas ambientais Economias desenvolvidas Consumo exorbitanteBusca os recursos nos vizinhos

8 Desafios para a sustentabilidade • Emissões industriais. • Água contaminada • Saneamento básico • Super utilização de recursos renováveis. • Super uso de água para irrigação • Migração urbana • Falta de trabalhadores qualificados • Desigualdade social • Queima de madeira e esterco. • Falta de saneamento • Destruição do ecossistema em razão do desenvolvimento • Desmatamento • Perda de solo • Inundações • Crescimento populacional ALTO • Baixo status da mulher • Desorganização Economias Desenvolvidas Economias emergentes Economia de subsistência • Gases com efeito estufa • Gases tóxicos • Escassez de materiais • Reuso e reciclagem insuficiente • Desemprego urbano e principalmente nas classes minoritárias Poluição EsgotamentoPobreza

9 EB= Impacto do Homem no Ambiente  EB = P x C x T onde: EB C onsumo P oluição T ecnologia

10 O que precisamos? 1. Prevenção da poluição 2. Design de produtos e ciclo de vida 3. Tecnologias Limpas

11 RoadMap para a sustentabilidade Tecnologia Limpa Visão Sustentável Prevenção da Poluição Manejo dos produtos Amanhã Hoje Interno Externo

12 Estratégias de negócios sustentáveis Economia de mercado Economia de Subsistência Economia da Natureza Menor consumo de energia Redução da poluição Acesso ao conhecimento para regiões mais pobres Desenvolvimento de produtos e tecnologias limpas Melhorar e incentivar os negócios baseados em comunidades Reabastecimento de recursos esgotados Assegura o uso sustentável da economia da natureza

13 Sustentabilidade Meio ambiente Competitividade Produtividade COMO FUGIR DO PARADIGMA E DA MENTALIDADE ESTATICA??? Visão tradicional

14 O que fazer com esta pizza??

15 Nova visão 1. Problema = oportunidade 2. Poluição = ineficiencia 3. Onde estão o ouro escondidos na cadeia e processo?

16 Regulamentação Macro ambiente Recursos Operação Inovação • Focar no resultado e nao na tecnologia • Regular o mais possivel do consumidor final com praticidade e encorajar o upstream a encontra soluções inovadoras • Encorajar a industria a participar de criação de padrões. • Desnvolver habilidade e capacidade tecnica nos reguladores • Harmonizar e convergir a regulamentação com áreas associadas  visão holística

17 • Como se manifesta a inovação?? -Inovacão de processo -Inovação de produto • Regulamentação boa x ruim Analogia  Diversos exemplos na F1 Impacto da regulamentação no comportamento  como gestores conseguem perceber oportunidades nesta mudança de paradigma? E como gestores conseguem competir de forma a evitar denigrir o ambiente? Regulamentação Desenvolvimento de processos e maquinários proprietários Aprendizagem externa Desempenho operacional

18 Qual o caminho para isso?

19 E a nossa área? Como evoluiu? Triple bottom line (3BL)  Profit, People, Planet Novas praticas operacionais, processos  green product, lean and green operations, closed loop supply chain management

20 Mapeamento de oportunidades

21 Oportunidades 1. Produco e processo verde 2. G.O verde e exuto 3. Remanufatura e logística fechada

22 COMPUTADORES nos EUA 600 milhões de computadores vendidos em 2005, 150 milhões descartados  O aumento do consumo com a velocidade de inovações tem aumentado em muito os descartes dos consumidores finais. NOVOS PRODUTOS nos EUA em 1970, em 1994 RECICLAGEM no BRASIL 194mil toneladas de Garrafas PET recicladas, 139mil toneladas de latas de alumínio recicladas AUTOMÓVEIS nos EUA Frota de 190 milhões, 10 milhões descartados PRODUÇÃO de PLÁSTICO nos EUA 6 milhões de toneladas em 1960, 120 milhões de toneladas em 2000 LOGÍSTICA REVERSA nos EUA USD 862bi de custos logístico, USD 35bi de logística reversa em 1997 FONTE: Sites e referências diversas da Internet

23  Consideramos que a Logística Reversa tem 3 principais motivadores. •É o que vem à cabeça quando falamos de Logística Reversa; •Cada vez mais as empresas são legalmente responsáveis por todo o ciclo de vida de seus produtos; •Os consumidores esperam que as empresas reduzam os impactos das atividades produtivas no meio-ambiente; •Pode aumentar os custos das empresas (pode não ser economicamente viável). Motivador Externo RESPEITO ao MEIO-AMBIENTE •Consumidores valorizam as empresas que possuem boas políticas de retorno de produtos. Esta é uma vantagem percebida onde os fornecedores ou varejistas assumem os riscos pela existência de produtos danificados. •É algo que sempre existiu mas atualmente é reforçado pela legislação de defesa dos direitos do consumidor. •Grande onda da Logística Reversa, quando as empresas percebem que muito do que é descartado pelo consumidor pode retornar ao processo produtivo; •Só é feita se o retorno do descarte ao processo produtivo é mais econômico do que comprar novos insumos. Por isso, trazem consideráveis retornos para as empresas.


Carregar ppt "Jonas Mendes Constante Chen Yen-Tsang Competitividade pela Inovação e Sustentabilidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google