A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Crescendo Sem Drogas: Guia de prevenção para Pais e Educadores Com base em Growing up drug-free -A parent's guide to prevention, da Paternship For Drug.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Crescendo Sem Drogas: Guia de prevenção para Pais e Educadores Com base em Growing up drug-free -A parent's guide to prevention, da Paternship For Drug."— Transcrição da apresentação:

1 Crescendo Sem Drogas: Guia de prevenção para Pais e Educadores Com base em Growing up drug-free -A parent's guide to prevention, da Paternship For Drug -Free America e Associação Parceria contra as Drogas. Adaptação e apresentação: Isolda Reis Alves da Costa-2000

2 *“Maconha, não tem problema, é usada como remédio, porque é uma planta e totalmente natural!” *"Drogas, todo mundo usa, pelo menos experimenta ". *A legalização vai diminuir o consumo de drogas... É possível que seu filho já tenha ouvido enganos como esses :

3 Então, saiba que como pai ou mãe você deve estar preparado para enfrentar problema de drogas com seus filhos, amigos ou familiares.

4 E por falar em drogas... *A popularidade das drogas entre crianças de 10 a 12 anos é cada vez maior. *A exposição da criança ao perigo também.

5 *A dependência pode destruir relações familiares, e de amizade. *Quatro em cada dez crianças já experimentaram maconha, diz pesquisa da Associação Parceria.

6 Meu filho é bem pequeno, portanto não existe perigo ainda. Será mesmo?

7 O alarme, porém, toca quando as drogas já estão dentro de sua casa!!!

8 Os hábitos começam cedo: Seu filho de 2 a 5 anos * Explicar que precisam de alimentos saudáveis. * Brincar e compartilhar horas com os filhos. * Ensinar a ser justo. (Compartilhar brinquedos)

9 * Ao brincar, ensinar a encarar frustrações e pequenos problemas. (Auto- controle) * Escolher o que vestir sempre. (Capacidade de tomar decisões)

10 * Mostrar substâncias venenosas encontradas em casa. (Produtos de limpeza, cola, descolorantes, etc) * Desenvolver relacionamento de confiança entre os pais e os filhos.

11 Crianças de 5 a 8 anos * Interessam-se pelo mundo externo à família e à casa. * Momento de falar sobre álcool, cigarro e drogas. * Fale sobre as conseqüências. * Aponte alguém conhecido que tenha vício e mostre como conduz sua vida.

12 Crianças entre 7 e 8 anos precisam saber: * Diferença entre alimentos, venenos, remédios e drogas ilegais. Evitar produtos desconhecidos. * Perigo do álcool. Jamais mandar a criança buscar cerveja na geladeira; não a associe a momentos de relax. * Nem adultos ou crianças devem beber, pois a saúde é seriamente comprometida.

13 Oriente seu filho de forma clara * Antes de tudo, dê seu exemplo. Ensine princípios religiosos desde a infância. * A criança aprende mais por modelo a ser imitado do que por palavras.

14 * Crianças que tem sentido na vida, noção de onde vieram e para onde vão, no sentido de formação religiosa e de confiança em Deus, são menos suscetíveis ao uso de drogas na adolescência.

15 Crianças de 9 a 11 anos * Manter posição firme e permitir a participação da criança em conversas mais complexas sobre drogas. * Aproveitar eventos traumáticos (acidentes de carro) para mencionar a questão das drogas. * Amiguinhos podem oferecer drogas. Posição fortalecida por parte da criança é fundamental.

16 Crianças de 9 a 11 anos: O que saber antes de entrar para o Ensino Médio * Efeitos do álcool, cigarro e drogas e coma por overdose. * Conseqüências a longo prazo- perda do controle sobre sua vida, danos à família e sociedade.

17 * Treine frases como: “Isso faz mal”, “Minha mãe me mata se eu beber cerveja”. * Discuta como propagandas, cinema, TV, internet, vídeos, dão a idéia de que as drogas são divertidas.

18 * Conheça os amigos de seus filhos. * Pesquisas mostram que alunos do Ensino Médio gostariam que seus pais falassem mais sobre drogas.

19 * Embora sejam vistos como agressivos, hostis e rebeldes, precisam de apoio familiar, envolvimento e orientação. * Tendência a experimentar álcool, cigarro e drogas pela primeira vez. Adolescentes de 12 a 14 anos

20 * Os pais podem não perceber o quanto o adolescente está rodeado de drogas. * Estudos feitos pela Parceria mostram que 9 em cada 10 adolescentes dizem que a maconha pode ser encontrada em qualquer lugar.

21 * A possibilidade de um adolescente usar drogas é muito maior do que eles acreditam. * Apesar dos adolescentes não admitirem, os pais moldam profundamente sua posição sobre drogas. * Mostre como drogas afetam a imagem: mau hálito, mau cheiro nas roupas e “pagam mico” quando bêbados.

22 Discuta conseqüências a longo prazo das drogas * Maconha: Prejuízo das habilidade sociais e emocionais geralmente adquiridas na adolescência. * Comprometimento das funções cerebrais e da aprendizagem; perdas no aproveitamento escolar.

23 * Cigarro: Risco de câncer nos pulmões e garganta, enfisema e etc.

24 * Bebidas Alcoólicas: perdas no aproveitamen to escolar, acidentes de carro, danos ao fígado, vício, coma alcoólico e morte.

25 Jovens de 15 a 17 anos * Nessa idade o jovem já se deparou com a droga e tomou sua decisão de aceitar ou negar. * Pais podem mencionar sobre efeitos fatais da mistura.

26 * Falar sobre danos do consumo do álcool, cigarro e outras drogas. * Na gravidez, prejudica o feto. * Qualquer um pode se tornar usuário crônico ou viciado e sofrer conseqüências graves.

27 Socorro! Meu filho com drogas! O que fazer, se você acha que seu filho está usando drogas?

28 Como saber se meu filho usa drogas? Atenção para um ou mais destes indicadores: (as drogas podem estar no centro de seus problemas)

29 Meninos ou meninas: * Retraídos, cansados, deprimidos, descuidados com a aparência e hostilidade para com os pais. * Deterioração das relações familiares.

30 * Notas caíram e presença às aulas é irregular. * Olhos avermelhados, nariz escorrendo mesmo sem resfriado. * Novo grupo de amigos.

31 * O dinheiro em casa some. * Presença de pequenos tubos, papel de seda para enrolar cigarro, colírio, isqueiros ou embalagens de bebidas.

32 Se qualquer destes indicadores aparecer, então é hora de... * Procurar um membro de sua família para ajuda e falar abertamente, mas sem acusação. * Esperar até o dia seguinte se não estiver sóbrio.

33 * Se não quiser conversar, procure orientador da escola, psicólogo ou centro de treinamento. * Procure lembrar de um fato social ou emocional na vida de seu filho que pode ter ocasionado o uso de drogas.

34 * Mostre amor, mas seja firme, nas medidas de violação das regras da casa. * Mostre que o ama mesmo que não goste do que está fazendo. * Muitos pais negam que seus filhos usam drogas.

35 Lembre-se de que: * Raiva, ressentimento, culpa e sensação de fracasso são reações comuns entre os pais, mas é importante não se culpar pelo que está acontecendo.

36 * O uso de drogas acontece em qualquer classe social, em lares felizes e infelizes. * O importante é agir com rapidez para que seu filho fique bom logo.

37 * Ninguém acha que vai se viciar. * Todas as drogas têm efeito direto e profundo no cérebro. Fatores que levam à dependência:

38 * O uso prolongado de álcool, maconha, cocaína, heroína, anfetamina podem provocar danos irreversíveis no cérebro. * Crianças que bebem e fumam estão mais sujeitas ao uso da maconha e desta para outras drogas.

39 Fatores Genéticos, Sociais e Ambientais para a dependência * Filhos de alcoólatras tem mais propensão às drogas. Caçadores de emoções, querem estar sempre “altos”.

40 * Crianças que se auto medicam por problemas psicológicos e crianças pobres com pouca possibilidade de sucesso. * Crianças com bloqueio de aprendizagem e de se relacionar com outras crianças.

41 Por mais divertida que pareça, a droga destrói na pessoa mais responsável do mundo, seus sonhos, seus relacionamentos, sua família e seu trabalho.

42 Tratamento Ideal * Procurar a ajuda de médicos, psicólogos e orientadores da escola de seu filho. * Lembre-se de que a escola tem o dever também de trabalhar na prevenção, de forma contínua desde o ensino infantil até o ensino médio, da mesma forma que a família.

43 * Não se desespere se a primeira tentativa não funcionar. A dependência é um estado crônico e reincidente.


Carregar ppt "Crescendo Sem Drogas: Guia de prevenção para Pais e Educadores Com base em Growing up drug-free -A parent's guide to prevention, da Paternship For Drug."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google