A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Laércio de Sousa Saraiva Luis Mesquita de Sousa Filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Laércio de Sousa Saraiva Luis Mesquita de Sousa Filho."— Transcrição da apresentação:

1 Laércio de Sousa Saraiva Luis Mesquita de Sousa Filho

2 Como é o mosquito da dengue? •É escuro e rajado de branco. •É menor que um pernilongo comum. •Pica durante o dia. •Se desenvolve em água parada e limpa.

3 Histórico da Dengue  O Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue.  Foi introduzido na América do Sul através de barcos (navios negreiros) provenientes da África.

4 O que é Dengue?  Causada por um vírus (DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN- 4).  O dengue clássico se inicia de maneira súbita e podem ocorrer febre alta (5 dias e melhora dos sintomas em 10 dias), dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas costas. Às vezes aparecem manchas vermelhas no corpo.

5 Distribuição da Dengue no Mundo Fonte: Ministério da Saúde

6 Dengue no Brasil  O Aedes aegypti foi erradicado duas vezes no país, em 1955 e 1973 e foi reintroduzido nas décadas de 70 e 80.

7 O que é Dengue Hemorrágico?  Dengue hemorrágico é uma forma grave de dengue. No início os sintomas são iguais ao dengue clássico, mas após o 5º dia da doença alguns pacientes começam a apresentar sangramento e choque. Os sangramentos ocorrem em vários órgãos. Este tipo de dengue pode levar a pessoa à morte.

8 Contra – indicado a auto-medicação • (AAS) Ácido Acetil Salicílico - Plaquetopenia • Dipirona – Hipotensão Arterial

9 Como Combater a Dengue?  Pessoas com febril no período de sete dias durante uma epidemia ou por casos suspeitos de dengue, cuja evolução não é possível predizer, devem procurar tratamento médico.  A hidratação oral (com água, soro caseiro, água de coco), ou venosa, independente da fase da doença, fundamental sendo indicada abundância em todos os casos.

10  Evitar água parada.  Manter totalmente fechadas cisternas, caixas d'água e reservatórios.  Guardar pneus, latas e garrafas emborcados e em locais protegidos das chuvas.  Limpar periodicamente, calhas de telhados, marquises e rebaixos de banheiros e cozinhas, não permitindo o acúmulo de água.  Jogar quinzenalmente desinfetante nos ralos externos das residências.

11  Encher com areia ou pó de pedra poços desativados ou depressões de terreno.  Manter fossas sépticas em perfeito estado de conservação e funcionamento.  Não despejar lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos, mantendo-os desobstruídos.  Medidas preventivas para o Controle de Mosquitos.  Não cultivar plantas aquáticas.  Colocar peixes barrigudinhos em charcos, lagoa ou água que não possa ser drenada.

12 Mosquitérica  A mosquitérica é um projeto baseado em uma mosquitoeira, um invento criado e patenteado pelos pesquisadores Antonio Gonçalves Pereira e Hermano Cezar Jango

13 Construido uma Mosquitérica 1 - Retire a tampa da garrafa e remova o anel do lacre sem quebrá-lo. Este será usado como componente da armadilha.

14  2 - Corte a garrafa mais ou menos na altura onde ela começa a afinar para formar a boca.

15  3 - Lixe a parte interna do funil de cima para baixo até que ela fique áspera e fosca.

16  4 – Coloque o pedaço de tule sobre a boca do funil.

17  5 - Coloque os grãos de alpiste, arroz ou um pouco de ração para gato dentro do copo.

18  6 - Vede com a fita isolante o funil e o recipiente.

19  7 - Preencha com água metade do funil. Verifique o nível diariamente, repondo a água que evapora.


Carregar ppt "Laércio de Sousa Saraiva Luis Mesquita de Sousa Filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google