A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

© Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro 2003 www.elotouch.com 1 Chave do Sucesso de uma Aplicação de Quiosques.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "© Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro 2003 www.elotouch.com 1 Chave do Sucesso de uma Aplicação de Quiosques."— Transcrição da apresentação:

1

2 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Chave do Sucesso de uma Aplicação de Quiosques

3 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Quiosques: Sucesso de Aplicação •Examinar o modelo comercial que será utilizado •A chave está no Software ­Interagir e compreender o usuário ­Projetar a aplicação e a interface com o usuário. •Entender e identificar as opções de tecnologia ­Dispositivo de entrada ­CRT o LCD? •Desenho do gabinete •Identifique um Grupo de Teste •Colocar em produção / Lançamento O simples uso de uma touchscreen nos quiosques não garantem o sucesso da aplicação.

4 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Não Basta Ter uma Boa Idéia ! As aplicações com quiosques são muito rigorosas. Considere as seguintes situações: ­Tentar criar uma solução vencedora, que satisfaça o proprietário do local, a divulgação do produto e o usuário. ­Obteve-se resultados lucrativos na fase de teste, garantindo assim que o projeto seja implementado? ­A aplicação já havia sido tentada no passado? Observe os sucessos e fracassos desses projetos similares. ­Quantas pessoas realmente serão beneficiadas? Quantas o usarão mais de uma vez? ­Garanta que os quioques serão colocados em lugares estratégicos. ­Um excelente Software é essencial. ­Escolha e adote tecnologias e hardware confiáveis. ­Aplique o projeto inicial com um parceiro experiente.

5 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Entendendo o Usuário •Completamente destreinado. ­A aplicação deve ser simples e prática para o usuário. •O uso do quiosque é opcional. ­Deve atrair a atenção do usuário. ­Deve manter a atenção do usuário. ­Nunca deve frustar o usuário. ­Deve oferecer respostas rápidas às consultas. •O usuário se afastará por menor que seja a razão. •O usuário deverá ficar satisfeito ou então nunca mais irá repetir às operações no quiosque.

6 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Conselhos à respeito do Software Softwares de excelente qualidade são fundamentais para o sucesso

7 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Faça uma Aplicação Intuitiva •Defina áreas de toque obvias. •Limite as opções. •Guie o usuário o máximo possível. •Use botões grandes e simples de navegação na tela, como Inicio, Voltar, Avançar. •Esses pontos diminuem a frustração dos usuário que levam a falta de interesse e vandalismo.

8 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Eliminando o Aspecto Tipo Windows •Sem barra de títulos, etc. •Não deve haver indício de qualquer sistema operacional ativo. •Os usuários não devem considerar que o quiosque é um computador.

9 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Utilize uma Interface Simples do Tipo “Aponte-e-Clic” •Botões grandes. •Sem duplo-clique. •Sem menus expansivos que funcionam em “cascata”. •Sem deslocamento da imagem ou barra de rolagem. •Sem itens arrastáveis. Não use seu WEB Site como um quiosque !

10 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Fundos de Tela com Textura e Brilhantes •Fundo das telas com cores claras ­Evite a cor negra pois provoca reflexos •Evite cores sólidas ­Utilize fundos de tela texturizados e com tons médios de cores para disfarçar os reflexos e marcas de impressões digitais ­Isto mantém os olhos focados na imagem e não nos reflexos.

11 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Desabilite o Cursor do Mouse •O usuário deverá se concentrar em toda a tela e não no indicado pelo cursor. •Direto X Indireto - O usuário não deverá considerar a tela como um mouse. •Não é necessário cursor se o touchscreen não oscile.

12 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Respostas Imediatas •De uma resposta imediata tão rápido quanto ao toque do usuário. ­Os touchscreen não tem uma resposta do toque - os usuários devem saber se o ponto foi tocado ou deverá tocar na tela novamente. •Auto relevo visual. ­Utilize botões com efeito 3D ao pressionar. •Efeitos sonoros. ( Clique no exemplo ) :

13 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Divertidas •Coloque botões 3D com propriedades de parecerem apertados. •Utilize sons alegres ao serem tocados. Dinâmico •Previna-se de frustrações. •Você quer que o usuários utilize-o novamente, certo? Faça Aplicações Divertidas e Dinâmicas Clique para alguns exemplos

14 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Limite a Quantidade de Texto •Uma grande quantidade do texto raramente é lida. •Pode causar o afastamento de clientes.

15 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro •As narrações podem falar ao cliente como navegar pela aplicação. ­O Cérebro pode processar simultaneamente o áudio e o vídeo para melhor entendimento da mensagem. ­As placas de sons são de baixo custo e de fácil instalação. ­Use um locutor profissional. ­Versões multi-línguas são ideais. Considere a Digitalização de Narrações

16 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Escolhendo o Hardware

17 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Mouse, Teclado, Trackball ou Touch? •Mouse ­É barato, porém requer espaço físico, são roubados facilmente e não são todas as pessoas que podem usar. •Teclado ­Rápida inserção de dados, porém ficam intimidados quando são utilizados junto a um touchscreen. “Os teclados imediatamente atemorizam a uma porcentagem de usuários que tem medo de trabalhar com computadores” •Trackball ­Baratos, requer um espaço físico menor, porém não são intuitivos, são menos familiares para os usuários. •Touch “Os monitores com Touch são preferidos por 80% dos usuários dos Estados Unidos que utilizam quiosques.” Frost & Sullivan

18 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro CRT ou LCD ? Tamanho e Peso •Os LCD’s de 15” necessitam de somente 40% do espaço físico de um CRT de 17” com com a mesma área visual. •Os LCD’s podem ser montados em paredes e painéis. •LCD’s menores podem ser montados em quiosques menores. •O peso dos monitores LCD’s são menores que os CRT’s com importantes reduções de custos com transportes.

19 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro CRT ou LCD ? Qualidade de Imagem •Os monitores LCD tem menor resolução de imagem que um monitor CRT. ­CRT é a escolha ideal para aplicações de alta qualidade de imagem e resolução. ­As diferenças na tonalidades de cores dos LCD’s podem ser notadas por alguns usuários. ­Full Motion Vídeo / Vídeo Completo -- nem todos os LCD’s disponíveis no mercados satisfazem esta condição. •O ângulo de visão de um CRT é bem maior que um LCD o que pode atrair mais usuários. •Os LCD’s tem o dobro do brilho que os CRT’s.

20 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro CRT ou LCD ? Custo •Um monitor LCD de 15” custa entre 1.5 e 2.0 vezes mais que um monitor CRT de 17” que são equivalentes em área útil visível. •Touchscreens para telas planas são mais baratos, porém os monitores LCD são mais caros.

21 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro •Os tubos CRT e BackLight LCD eventualmente se desgastam e devem ser substituídos. ­A diferença entre os monitores de escritório para os quiosques é que eles operam em 24 x 7. ­A vida útil normal de um monitor CRT (a médio brilho) é de a horas (416 a 833 dias). ­A vida útil normal de uma lâmpada fluorescente de um backLight LCD é de a horas. •Os maiores fatores que contribuem para o envelhecimento do CRT é o desgaste do fósforo da tela e dos catodos. ­Perda de brilho ­Perda do balanceamento ideal de cores ­Perda de foco •A manutenção do backLight do LCD é mais fácil que trocar o tubo do CRT. Vida Útil do Tubo CRT x Vida Útil do BackLight LCD

22 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro LCD e as Aplicações Touch Outras Vantagens em Relação ao CRT •Menor Consumo. ­Aproximadamente 1/3 da potência em comparação ao CRT. ­Normalmente funciona com +12 VDC. ­Menor emissão de calor, melhor resfriamento e refrigeração em gabinetes de quiosques, além de montagem mais fácil. •Não sofre influência de campo magnético ­Neutraliza o seu magnetismo na carcaça metálica dos quiosques, (com os CRT) é um problema sério. ­Ventiladores e auto falantes podem gerar problemas ao CRT ­Campos magnéticos podem ser encontrados em diversos ambientes públicos e industriais. ­Para qualquer aplicação em que haja movimento do monitor é favorável o uso do LCD. ­LCD’s podem ser enviados para qualquer parte do Mundo sem problemas com o tamanho do equipamento. ­As configurações do LCD são perfeitas e permanentes.

23 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro •A diferença em relação ao CRT, é que o software de aplicação deve ser feito especificamente para corrigir a resolução do LCD e parecer melhor. ­No contrário, a imagem aparece esticada, fazendo que alguns pixels apareçam duplicados. •“A Resolução Nativa” se determina pela medida do painel, por exemplo: ­10.4” = 640x480 ­12.1” = 800x600 ­15.1” = 1024x768 ­17”, 18” = 1280x1024 •O tamanho dos pontos (dot pitch) são medianamente constantes (cerca de 0.3mm) em todo o painel (Display) Resolução Nativa dos LCD’s

24 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Aguarde por Defeitos nos Pixels dos LCD •Os LCD costumam sair de fábrica com pequenos defeitos de pixels. •Os clientes devem entender esta desvantagem. Exemplo, Especificações de um display de 15": ­Pontos sempre acesos : Máximo 7, espaçados no mínimo de 5 mm entre eles. Até 3 pares de pontos OK. ­Pontos sempre apagados : máximo 11, não mais que 2 pontos em círculos de 20 mm. Até 6 pares de 2 pontos OK.

25 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Tipos e Formas de Gabinetes •Desenhos e cores dos gabinetes devem coincidir com: ­Cores da Companhia. ­Imagem. ­Decoração. •As carcaças dos quiosques não devem apresentar marcas ou impressão digitais. ­Teste de inspeção final. •Tem que ter ventilação adequada. ­Evite entradas de ar próxima ao chão. ­Saída do ar quente sempre por cima do quiosque. •Melhorar os ângulos de visão. ­Minimizar as diferenças referentes à altura de usuários. ­Tomar cuidados com luzes na altura da cabeça.

26 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Gabinetes x Desktops Gabinetes Completos, Vantagens •Operação não assistida em proporção de 24 / 7 •Proteção contra vandalismo •Aceita vários periféricos •Reforçam a identidade mediante os gráficos e desenhos •Uso externo Modelos de Mesa, Vantagens •Móveis e versáteis •1/4 - 1/2 menos espaço físico de apoio •1/4 - 1/2 mais baratos •Podem ser incorporadas em instalações comerciais •Disponibilidade imediata

27 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Critério Para Eleger o Tipo do Quiosque •Funcionalidade •Preço •Espaço •Mobilidade •Segurança •Periféricos •Utiliza Dinheiro •“Identificação” •Produção / atualização •Gastos produção. vs. Valor de venda Computador Flexível Computador todo em um ou combo Touch DVD Preço médio $7,5kiMac ou DVD: ~$1,8k Até 0,9m 2 0,2m 2 ou menos Localização fixaMóveis e flexíveis Não assistido, uso 24/7 Uso observado durante o período de utilização MuitosLimitados No gabinete Normalmente feito no próprio software Podem ser atualizados com poucas alterações Modelos de vida curta Venda de baixo valor Produção de alto custo Venda de alto valor. Produção de baixo custo Gabinete CompletoDe Mesa Normalmente requer o gabinete completo

28 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Locais de Exposição e Aplicações Externas Anti-Vandalismo e Resistência ao Clima Necessidade de quiosques bem projetados. •Monitores necessitam de baixa incidência de luz solar. •Touchscreens blindadas (Secure Touch). •Gabinetes metálicos / moldados. ­Evite madeiras em áreas tropicais inclusive aplicações internas •Selagem a prova de água e sujeira. •Usar sistemas de travas robustas (multi-punto). •Proteção de impressoras e leitores ópticos. •Proteção e calhas internas para escoamento de água. •Controle de umidade e refrigeração. •Considerações ­Valores de Temperatura: >60ºC ­Temperatura interna típica 10-20º > ambiente ­Isolação térmica para < 0ºC (32º F)

29 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Termos de Conformidade / Certificação Agora, na maioria dos países existem importantes exigências com relação à normas. •EMI/RFI (Interferência Electromagnética /Interferência de Radiofreqüência ) ­Requer cuidados com o roteamento de cablos (mesmo que os componentes forem aprovados separadamente). ­Os LCD’s podem causar maior influência de RFI e menor referente à EMI. •Segurança elétrica ­Devem cumprir normas de instalações elétricas (cabos). •Segurança contra incêndio ­Devem cumprir normas de brigada de incêndios.

30 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Considerações com Impressoras O maior problema em quiosques são as impressoras. •Usar impressoras robustas para os quioques /não usar impressoras de boletos delicadas. •A velocidade é importante. ­Meta: Entrega < 2 segundos •Impressoras térmicas tem o melhor custo / benefício. •As impressões devem ser pequenas (estreita) para que possa caber no bolso. •O mecanismo deve guardar as impressões erradas e só emitir ao usuário as impressões corretas.

31 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Instalação e Lançamento

32 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Teste os Quiosques Antes do Lançamento A administração do projeto pode cancelar o projeto se não forem obtidos sucessos nos testes. Faça certo desde o começo: •Teste o software internamente com grupos focados. ­Utilize pessoas das ruas, que não conheçam o produto. ­Se elas se complicarem no uso, altere o software. ­Use novas pessoas de testes a cada nova mudança. •Teste em campo reduzido e reservado (2 locais) ­Entrevistar os empregados e usuários. ­Observe se as pessoas são atraídas pelo quiosque. ­Variáveis de medição: ­Número de usuários ­Número de utilizações por dia. ­Tempo médio de uso ­Verifique a última tela após o abandono pelo usuário.

33 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Locais de Instalação do Quiosque •Não colocá-los no fundo das lojas. •Direcione os pedestres aos quioesques. •O público não deve sentir-se intimidado pelo quiosque. ­Mantenha o público entretido. ­Tornar a utilização e os trabalhos mais fáceis e consequentemente será recomendado o seu uso. ­Se os usuários não gostarem, não terá sucesso na aplicação. •Repetições de áudio devem ser atrativos e não maçantes. ­O público desabilitará imediatamente.

34 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Mantenha em Funcionamento •Os quiosques fora de serviço são os maiores problemas das indústrias. ­Especifique componentes e periféricos confiáveis. ­Monitore o funcionamento dos quiosques pela rede. ­Sensores de falta de papel, quedas de energia, vandalismo e travamento. •Manutenção Preventiva. ­Mantenha-os limpos ­A impressora funciona? ­Tenha um funcionário treinado para ser responsável. •Fácil reposição de consumíveis e componentes. ­Minimize o tempo que esteja fora de operação ­Minimize a quantidade de reposição e abastecimento.

35 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Progresso •Mantenha o conteúdo e o quisoque atualizados ou então sua utilização diminuirá. •Melhore o software – mais simples, rápido e melhor. ­Selecione as telas mais visitadas e façam que elas sejam mais fáceis de serem encontradas. ­Selecione as telas que mais causam o abandono do usuário e procure melhorá-las •Realize inspeções regulares e entrevistas com o público. •Retire as unidades que realmente não são usadas.

36 © Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro Elo Quiosques Partners Nossos Clientes e Parceiros Mundiais.


Carregar ppt "© Copyright 2003, Elo TouchSystems, Inc. All rights reserved. Janeiro 2003 www.elotouch.com 1 Chave do Sucesso de uma Aplicação de Quiosques."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google