A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cartão da Criança Naiara, Natali,paulo Cesar,Michele Rocha,Mauricio Azeredo Rio de Janeiro, 25 de Outubro de 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cartão da Criança Naiara, Natali,paulo Cesar,Michele Rocha,Mauricio Azeredo Rio de Janeiro, 25 de Outubro de 2007."— Transcrição da apresentação:

1 Cartão da Criança Naiara, Natali,paulo Cesar,Michele Rocha,Mauricio Azeredo Rio de Janeiro, 25 de Outubro de 2007.

2

3 1. A primeira dose da vacina contra Hepatite B deve ser administrada na maternidade, nas primeiras 12 horas de vida do recém nascido. O esquema básico se constitui de 03 (três) doses, com intervalos de 30 dias da primeira para a segunda dose e 180 dias da primeira para a terceira dose. 1. A primeira dose da vacina contra Hepatite B deve ser administrada na maternidade, nas primeiras 12 horas de vida do recém nascido. O esquema básico se constitui de 03 (três) doses, com intervalos de 30 dias da primeira para a segunda dose e 180 dias da primeira para a terceira dose. 2. O esquema de vacinação atual é feito aos 2, 4 e 6 meses de idade com a vacina Tetravalente e dois reforços com a Tríplice Bacteriana (DTP). O primeiro reforço aos 15 meses e o segundo, entre 4 e 6 anos. 2. O esquema de vacinação atual é feito aos 2, 4 e 6 meses de idade com a vacina Tetravalente e dois reforços com a Tríplice Bacteriana (DTP). O primeiro reforço aos 15 meses e o segundo, entre 4 e 6 anos. 3. A vacina contra Febre Amarela está indicada para crianças a partir dos 09 meses de idade, que residam ou que irão viajar para área endêmica (estados: AP, TO, MA, MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC E RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos estados BA, ES e MG). Se viajar para áreas de risco, vacinar contra Febre Amarela 10 (dez) dias antes da viagem. 4. Em alguns estados, esta dose não foi implantada. Aguardando conclusão de estudos referentes a efetividade da dose de reforço..

4 A importância do cartão O cartão da criança foi feito para acompanhar o desenvolvimento e a saúde da criança até 5 anos. O desenvolvimento da criança é o processo de mudança que acontece com ela desde sua concepção. Acompanhando o desenvolvimento, podemos avaliar, cuidar e promover a saúde da criança. Existe um cartão para as meninas e outro para os menino, pois o desenvolvimento físico é diferente.

5 O cartão da criança vai ser usado pelos pais e profissionais que atendem a criança. Deve ser apresentado em cada consulta e na visita do agente comunitário de saúde (ACS). Também existe o cartão sombra, que é uma cópia do cartão da criança que fica com ACS.

6 No cartão, anota-se: 1. Dados de identificação e nascimento da criança; 2. Indicadores do desenvolvimento da criança: peso e atividade; 3. Doenças da criança; 4. Vacinas da criança.

7 Anotamos da seguinte maneira: 1. Identificação da criança e da família; 2. Onde mora; 3. Condições de nascimento; 4. Apgar (nota da criança nos primeiros 5 minutos de vida); 5. Perímetro cefálico (geralmente entre 32 e 36 cm);

8 No cartão da criança, observamos também o crescimento dela, e para isso medimos seu peso, um indicador que mostra se a criança está tendo problemas progressos ou problemas do seu desenvolvimento. O crescimento é acompanhado através do gráfico peso-idade, No cartão da criança, observamos também o crescimento dela, e para isso medimos seu peso, um indicador que mostra se a criança está tendo problemas progressos ou problemas do seu desenvolvimento. O crescimento é acompanhado através do gráfico peso-idade, onde a linha horizontal mostra a idade em meses, de 0 à 60 meses (5 anos) e a linha vertical mostra seu peso em quilos, iniciando em 2 kg e aumentando de 1 em 1.

9 Para controlar o peso da criança e anotar no cartão de vacina, é necessário que a balança esteja bem regulada; se a criança tiver menos de 2 anos, deixe-a sem roupa, e se tiver mais, deixe- a de calcinha ou cueca ou uma roupa bem leve. Lembrando que, anotamos o dia, mês e ano que a criança nasceu em baixo do 0, de forma abreviada na parte inferior do gráfico. Marque um ponto na junção da idade com o peso correspondente.

10 No gráfico existem variações da curva de peso da criança;  BOM: se for uma linha subindo, que significa que o peso está aumentando sempre.  GRANDE PERIGO: se for uma linha descendo, que significa que o peso está diminuindo. (Neste caso a criança precisa de mais serviços de saúde e receber mais visitas do agente comunitário de saúde.

11 “ Desenvolver-se é crescer, aprender e fazer coisas novas, diferentes. Cada criança tem um jeito próprio de se desenvolver ’’.

12 FIM!!!


Carregar ppt "Cartão da Criança Naiara, Natali,paulo Cesar,Michele Rocha,Mauricio Azeredo Rio de Janeiro, 25 de Outubro de 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google