A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCETB)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCETB)"— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCETB)

2

3  P rograma contempla e padroniza técnicas de diagnóstico disponíveis no país que garantem sensibilidade e especificidade de diagnóstico  O programa procura integrar e corresponsabilizar médicos veterinários do serviço de defesa oficial e da iniciativa privada em colaboração com o serviço de inspeção. PNCEBT - pontos positivos  P rograma contempla a capacitação de médicos veterinários da iniciativa privada e do serviço oficial  P rograma prevê a possibilidade de introduzir novos testes de diagnóstico e vacinas

4  Educação sanitária PNCEBT - pontos críticos  Sistema de identificação animal  Falta de estímulo por parte da cadeia da carne e leite  Falta de fundos de indenização  Falta de responsabilidade profissional e ética por parte de alguns médicos veterinários  Habilitação de médicos veterinários  Custo dos cursos e equipamentos  Destino dos animais reagentes

5 PNCETB  2001 – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). •Objetivos Específicos do Programa •  Reduzir a prevalência e a incidência de novos focos de brucelose e de tuberculose; •  Criar um número significativo de propriedades certificadas como livres ou monitoradas para brucelose e tuberculose.

6 PNCETB •Estratégias: •  Conjunto de medidas sanitárias compulsórias •  Ações de adesão voluntária

7 PNCETB •Medidas compulsórias: •  Vacinação de bezerras contra a brucelose**** •  Controle do trânsito de animais destinados à reprodução. •Ações de adesão voluntária •  Certificação de propriedades livres e de propriedades monitoradas.

8 PNCETB •PROGRAMA: •  Governo Federal •  Governos Estaduais •  Setor produtivo e suas comunidades •  Setor industrial e os consumidores

9 PNCETB •QUALIDADE TÉCNICA DAS AÇÕES •  Capacitar médicos veterinários e laboratórios, tanto oficiais como privados; •  Padronizar os métodos de diagnóstico utilizados; •  Permitir as ações de fiscalização e monitoramento que cabem ao serviço oficial de defesa sanitária animal; e •  Melhorar a integração desse serviço de defesa sanitária com o serviço oficial de inspeção de produtos de origem animal.

10 PNCETB •PROPOSTAS TÉCNICAS •Vacinação contra brucelose •  Realizada sob a responsabilidade de médicos veterinários cadastrados no serviço oficial de defesa sanitária animal de seu Estado de atuação. •  Dezembro de 2010 – 80% da população de fêmeas adultas tenham sido vacinadas entre 3 e 8 meses de idade. (prevalência  - erradicação).

11 PNCETB •Certificação de propriedades Livres de Brucelose e Tuberculose •  Princípios técnicos estabelecidos pela Organização Mundial de saúde Animal (creditados e aceitos internacionalmente). •  Saneamento das propriedades: testar todos os animais e sacrificar os reagentes positivos. •  Testes repetidos até a obtenção de três testes sem um único animal reagente. •  Propriedades certificadas: repetir teste anualmente •  Exigência de dois testes negativos para o ingresso de animais na propriedade certificada, se eles não forem provenientes de outra propriedade livre.

12 PNCETB •  Testes de diagnóstico para brucelose: fêmeas de idade igual ou superior a 24 meses, desde que vacinadas entre 3 e 8 meses; em machos e fêmeas não vacinadas, realizam-se a partir dos 8 meses de idade. •  Testes de diagnóstico para tuberculose: animais com idade igual ou superior a 6 semanas. •Certificações de propriedades livres ou monitoradas serão desenvolvidas por Médicos veterinários privados habilitados, depois de aprovados em curso de treinamento reconhecido pelo MAPA. •O serviço de defesa sanitária animal deverá monitorar e fiscalizar essas atividades.

13 PNCETB •Certificação de Propriedades Monitoradas para Brucelose e Tuberculose •  Testes diagnósticos: amostragem •  Testes de diagnóstico para brucelose: fêmeas de idade igual ou superior a 24 meses, desde que vacinadas entre 3 e 8 meses e em machos reprodutores; •  O certificado de propriedade monitorada para brucelose e tuberculose será atribuído exclusivamente a fazendas de gado de corte;

14 PNCETB Controle do Trânsito de Animais Destinados á Reprodução e Normas Sanitária para a Participação em Exposições, Feiras, Leilões e em outras Aglomerações de Animais. •  Trânsito interestadual de animais destinados à reprodução; •  Animais que participam de exposições (teste de diagnóstico ou ser proveniente de propriedade livre). •  A emissão de Guia de Trânsito Animal (GTA) será condicionada à comprovação da vacinação das fêmeas da propriedade contra brucelose, qlq que seja a finalidade do trânsito animal.

15 PNCETB •Habilitação e Capacitação de Médicos Veterinários •Diagnóstico e apoio laboratorial •Brucelose: •Teste do antígeno acidificado tamponado; •Teste do 2- mercaptoetanol; •Teste de fixação de complemento •Teste do anel em leite

16 PNCETB •Tuberculose •Teste cervical simples •Teste da prega ano-caudal; •Teste cervical comparativo.

17 PNCETB •ETAPAS DE SANEAMENTO – BRUCELOSE AAT ou 2ME Ou FC AAT ou 2ME Ou FC AAT ou 2ME Ou FC dias dias LIVRE Acompanhamento oficial da coleta de sangue e teste realizado em Laboratório oficial. RESULTADOS NEGATIVO EM 100% DOS ANIMAIS

18 PNCETB •ETAPAS DE SANEAMENTO – TUBERCULOSE TCS OU TCC TCS OU TCC TCS OU TCC dias dias LIVRE Acompanhamento oficial da coleta de sangue e teste realizado em Laboratório oficial. RESULTADOS NEGATIVO EM 100% DOS ANIMAIS


Carregar ppt "PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCETB)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google