A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Promoção compartilhada entre Poder Público e Sociedade Civil: Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Promoção compartilhada entre Poder Público e Sociedade Civil: Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural."— Transcrição da apresentação:

1

2 Promoção compartilhada entre Poder Público e Sociedade Civil: Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável – Condraf Responsabilidade Institucional

3 2ª Conferência Nacional: passo adiante na concretização do Desenvolvimento Rural Sustentável como componente fundamental do projeto de desenvolvimento nacional Tem como antecedente a 1ª CNDRSS que afirmou uma nova visão do Desenvolvimento Rural Sustentável para o Brasil, contribuindo para a formulação da Política de Desenvolvimento do Brasil Rural (PDBR) Histórico e perspectivas

4 Construir um Plano Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, com metas de curto, médio e longo prazo Objetivos da 2ª CNDRSS Objetivo Geral Objetivos Articulados Construir Planos Territoriais, Municipais e Estaduais de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário

5 Documentos de Orientação da 2ª. CNDRSS 1. Documento de Referência: base para os debates do desenvolvimento rural com sustentabilidade, inclusão, diversidade, igualdade e solidariedade. 2. Regimento Interno: normatiza o processo das conferências. 3. Manual de Orientações: documento com instruções e procedimentos metodológicos para a realização das conferências. 4. Roteiro Orientador: instrumento de apoio aos debates para formulação das proposições.

6 Inovações da 2ª CNDRSS  Adota um Documento de Referência, ao invés de documento-base, que estimulará o debate sobre o desenvolvimento rural sustentável e solidário nas conferências e não sofrerá alterações no processo.  Os Territórios são a base para a construção das proposições.  A centralidade dos debates para a construção das proposições é o desenvolvimento do “local” em que se realiza cada conferência.  Busca resultados efetivos com a elaboração de planos de desenvolvimento rural sustentável e solidário nos diversos níveis.  Utiliza um Roteiro Orientador para os debates e formulação das proposições.  Paridade de Gênero.  Cota mínima de 20% de jovens.

7 DOCUMENTO DE REFERÊNCIA I. CONTEXTO NACIONAL - AVANÇOS  Valorização do rural, com reconhecimento da importância da agricultura familiar na produção de alimentos e na geração de emprego e renda  Exigência de sustentabilidade nas atividades agrícolas e não agrícolas relativas às suas dimensões ambientais, territoriais e culturais  Ampliação do consumo de produtos da agricultura familiar e de alimentos sustentáveis, para o qual contribuíram os programas de compras públicas ou institucionais

8 CONTEXTO NACIONAL - AVANÇOS (cont.) Políticas e programas de fortalecimento da agricultura e produção familiar: Pronaf, Plano Safra, Programa Brasil Quilombola, Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural, Programa de Aquisição de Alimentos, Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Programa Mais Alimentos. Outros Programas: Plano Brasil Sem Miséria, Luz para Todos, Minha Casa Minha Vida, Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2). Marco legal: Lei /06 – Lei da Agricultura Familia r.

9 CONTEXTO NACIONAL – DESAFIOS  Permanência do padrão de concentração da terra, ao qual se somam atualmente investimentos estrangeiros  Impactos do modelo de produção do agronegócio, orientado para a produção e exportação de commodities agrícolas com utilização de agroquímicos em larga escala, com resultados nocivos ao meio ambiente e à saúde dos trabalhadores  Persistência de desigualdades de gênero, raça, etnia, de geração e orientação sexual no campo.

10 II. CONTEXTO INTERNACIONAL - DESAFIOS  Crise financeira nos países centrais influenciando na produção e aumento dos preços alimentos no mercado internacional e nacional  Incerteza em relação às demandas do mercado internacional de produtos industriais e especulação no sistema de preços de produtos alimentares  Imposição de políticas recessivas, provocando desemprego, crise social, política e incerteza sobre o futuro

11 Abrangência, Etapas e Cronograma A 2ª CNDRSS é representativa de 1/3 da população brasileira, abrangendo os municípios com até 50 mil habitantes e/ou densidade de até de 80 habitantes por km² (89% dos municípios brasileiros) III Etapa: Conferência Nacional II Etapa: Conferências Estaduais e Distrital I Etapa: Conferências Territoriais, Setoriais, Temáticas e Livres Outubro/2013 Julho e Agosto/2013 Maio a Julho de 2013 IV Etapa: Elaboração PNDRSS Novembro e Dezembro/2013

12 Eixos Temáticos 1. Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e Agroecologia 2. Reforma Agrária e Democratização do Acesso à Terra e aos Recursos Naturais. 3. Abordagem Territorial como Estratégia de Desenvolvimento Rural e Promoção da Qualidade de Vida. 4. Gestão e Participação Social. 5. Autonomia das Mulheres Rurais. 6. Autonomia e Emancipação da Juventude Rural. Etnodesenvolvimento 7. Promoção do Etnodesenvolvimento

13 Eixos Temáticos 1.Desenvolvimento Socioeconômico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e Agroecologia: Temas para o debate: Produção sustentável de base familiar, acesso a alimentos suficientes e de qualidade (segurança alimentar), articulação e acesso a políticas e programas dirigidos ao desenvolvimento rural nas áreas de saúde, educação, segurança, saneamento, habitação, lazer Formulação de Proposições relacionadas aos temas para debate e aos demais temas que constam do Roteiro Orientador

14 Eixos Temáticos 2. Reforma Agrária e Democratização do Acesso à Terra e aos Recursos Naturais Temas para o debate: acesso à terra, qualificação dos atuais assentamentos de reforma agrária, regularização fundiária e governança fundiária Formulação de Proposições relacionadas aos temas para debate e aos demais temas que constam do Roteiro Orientador

15 Eixos Temáticos 3. Abordagem Territorial como Estratégia de Desenvolvimento Rural e Promoção da Qualidade de Vida Temas para o debate: gestão social, marco legal e financiamento da política territorial Formulação de proposições relacionadas aos temas para debate e aos demais temas que constam do Roteiro Orientador

16 Eixos Temáticos 4. Gestão e participação social Temas para o debate: participação social dos diversos segmentos da sociedade nos espaços de gestão e controle social das políticas e programas públicos de desenvolvimento Formulação de Proposições relacionadas aos temas para debate e aos demais temas que constam do Roteiro Orientador

17 Eixos Temáticos 5. Autonomia das Mulheres Rurais Temas para o debate: Efetivação da cidadania, garantia dos direitos econômicos e socialização dos trabalhos domésticos e dos cuidados, participação das mulheres nas instâncias de gestão e controle social das políticas públicas Formulação de Proposições relacionadas aos temas para debate, em diálogo com os quatro eixos gerais e com os demais temas do Roteiro Orientador

18 Eixos Temáticos 6. Autonomia e Emancipação da Juventude Rural Temas para o debate: visibilidade da juventude rural como uma categoria social, sucessão rural, participação da juventude nas instâncias de gestão e controle social das políticas públicas, acesso à cultura, lazer e esporte Formulação de Proposições relacionadas aos temas para debate, em diálogo com os quatro eixos gerais e com os demais temas do Roteiro Orientador

19 Eixos Temáticos 7. Promoção do etnodesenvolvimento Temas para o debate: reconhecimento pelo Estado dos territórios tradicionais, adequação das políticas e instrumentos de desenvolvimento às especificidades culturais dos povos e comunidades tradicionais, participação nos espaços de gestão e controle social das políticas públicas Formulação de proposições relacionadas aos temas para debate, em diálogo com os quatro eixos gerais e com os demais temas do Roteiro Orientador

20 Necessidade de registro das deliberações da Conferência Territorial (ver modelos) Contendo: a) local, data, perfil e nº de participantes, outras informações b) Proposições registradas nas planilhas para o desenvolvimento e as que serão encaminhadas para a conferências estadual

21 Hotsite –

22


Carregar ppt "Promoção compartilhada entre Poder Público e Sociedade Civil: Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA e Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google