A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Modelos de Referência OSI e TCP/IP. Modelo de referência OSI  A ISO reconheceu a necessidade das redes trabalharem juntas e se comunicarem.  Por este.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Modelos de Referência OSI e TCP/IP. Modelo de referência OSI  A ISO reconheceu a necessidade das redes trabalharem juntas e se comunicarem.  Por este."— Transcrição da apresentação:

1 Modelos de Referência OSI e TCP/IP

2 Modelo de referência OSI  A ISO reconheceu a necessidade das redes trabalharem juntas e se comunicarem.  Por este motivo, a ISO lançou em 1984, o modelo de referência OSI.  O Modelo de referência OSI é o modelo fundamental para comunicações em rede. ISO: International Standards Organization OSI: Open Systems Interconnection

3 Modelo OSI Rede ARede B HOST AHOST B Roteador Físico Enlace Rede Transporte Sessão Apresentação Aplicação

4 Encapsulamento de Dados

5 Nomes para dados em cada camada do modelo OSI Pacote Dados Segmento Quadro ou Frame Fluxo de Bits

6 Comparação entre os modelos TCP/IP e OSI Acesso a rede Internet Transporte Aplicação

7 Modelo TCP/IP – “Internet” Transmission Control Protocol/Internet Protocol

8 TCP/IP - Camada de aplicação •Os protocolos de mais alto nível incluem os detalhes da camada de apresentação e de sessão. •trata de protocolos de alto nível, questões de representação, codificação e controle de diálogo. •O TCP/IP combina todas as questões relacionadas a aplicações em uma camada.

9 TCP/IP - Camada de Transporte •Qualidade de serviços de confiabilidade, controle de fluxo e correção de erros. •Transmission Control Protocol (TCP), fornece formas excelentes e flexíveis de se desenvolver comunicações de rede confiáveis com baixa taxa de erros e bom fluxo, é um protocolo orientado para conexões. Ele mantém um diálogo entre a origem e o destino enquanto empacota informações da camada de aplicação em unidades chamadas segmentos.

10 TCP/IP - Camada de Transporte •Orientado para conexões não significa que exista um circuito entre os computadores que se comunicam (o que poderia ser comutação de circuitos). Significa que segmentos da camada 4 trafegam entre dois hosts para confirmar que a conexão existe logicamente durante um certo período. Isso é conhecido como comutação de pacotes.

11 TCP/IP - Camada de Internet ou Inter-rede •Sua finalidade é enviar pacotes da origem de qualquer rede na internetwork e fazê-los chegar ao destino, independentemente do caminho e das redes que tomem para chegar lá. •O protocolo específico que governa essa camada é chamado Internet protocol (IP). A determinação do melhor caminho e a comutação de pacotes acontecem nessa camada. Igual ao sistema postal (não sabe como a carta vai chegar ao seu destino).

12 TCP/IP - Camada de acesso à rede •O significado do nome dessa camada é muito amplo e um pouco confuso. •É também chamada de camada host-rede. É a camada que se relaciona a tudo aquilo que um pacote IP necessita para realmente estabelecer um link físico e depois estabelecer outro link físico. Isso inclui detalhes de tecnologia de LAN e WAN e todos os detalhes nas camadas física e de enlace do OSI.

13 Gráfico do Protocolo: TCP/IP Acesso a Rede Internet Transporte FTP HTTP SMTP TCP IP (ICMP, ARP, RARP) Internet Sua rede local Outras redes (LANs e WANs) Aplicação Acesso a Rede Internet Transporte FTP HTTP SMTP TCP IP (ICMP, ARP, RARP) Internet Sua rede local Outras redes (LANs e WANs) Aplicação Acesso a Rede Internet Transporte FTP HTTP SMTP TCP IP (ICMP, ARP, RARP) Internet Sua rede local Outras redes (LANs e WANs) Aplicação

14 Semelhanças – TCP/IP e OSI •Ambos têm camadas •Ambos têm camadas de aplicação, embora incluam serviços muito diferentes •Ambos têm camadas de transporte e de rede comparáveis •A tecnologia de comutação de pacotes (e não comutação de circuitos) é presumida por ambos •Os profissionais de rede precisam conhecer ambos

15 Diferenças – TCP/IP e OSI O TCP/IP combina os aspectos das camadas de apresentação e de sessão dentro da sua camada de aplicação •O TCP/IP combina as camadas física e de enlace do OSI em uma camada •O TCP/IP parece ser mais simples por ter menos camadas •Os protocolos TCP/IP são os padrões em torno dos quais a Internet se desenvolveu, portanto o modelo TCP/IP ganha credibilidade apenas por causa dos seus protocolos. Ao contrário, geralmente as redes não são desenvolvidas de acordo com o protocolo OSI, embora o modelo OSI seja usado como um guia.

16 Endereçamento IP

17  A implementação da característica do endereço lógico universal foi possível a partir da associação de endereços lógicos para as interfaces dos hosts e roteadores

18  Para implementar este endereço foi utilizado um número de 32 bits.  2 32 equipamentos ( ).  Esse endereço é representado por meio de 4 números decimais, cada um associado a 8 bits do endereço (byte).  Representação Decimal Pontuada.

19  Número de 32 bits Bits Representado em notação decimal pontuada

20 Modos de Endereçamento IP  Endereçamento IP normal (ou unicasting)  Nesse caso o endereço IP é subdividido em dois campos:  Um usado para endereçar a rede física (NETID ou endereço de rede)  Outro usado para endereçar um equipamento (host ou roteador) dentro dela (HOSTID ou endereço de host)

21  Endereçamento IP em multicasting:  Esse endereço tem como função a criação de grupos de computadores em redes distintas, que compartilham um mesmo endereço IP.

22 Endereçamento IP Normal  A subdivisão do endereço em dois campos é feita de forma a simplificar a localização de um equipamento em uma ‘internet’ complexa.  Localiza-se inicialmente a rede à qual está conectado o equipamento (NETID), então localiza-se equipamento dentro dela (HOSTID).  O modo de endereçamento normal é portanto hierárquico.

23  Exemplo  Rua Paraná, 2092  Rua Paraná-NETID  HOSTID

24 Classes de endereçamento IP  O protocolo IP define cinco classes de endereçamento.  A diferença entre as classes está relacionada aos primeiros bits da palavra que define o endereço.  As máquinas conectadas à INTERNET vão possuir endereços correspondentes a uma das três primeiras classes de endereçamento (Classes A, B ou C).

25 Classe A  Esta classe, identificada pelo primeiro bit (colocado a 0), possui um campo NETID composto de 7 bits (se desconsideramos o bit colocado a 0).  Isto significa que podem existir, no máximo, 128 redes de classe A, sendo que cada rede pode endereçar até 2 24 ou ``hosts''.  Esta classe é adotada para redes compostas de grandes quantidades de estações.

26 Classe B  Os dois primeiros bits dos endereços da classe B são ``1'' e ``0'', respectivamente.  Neste formato de endereços, o NetID é composto de 14 bits ( redes de classe B) e o HostID é composto de 16 bits ( estações/rede). Esta classe é reservada para redes consideradas de porte médio.

27 Classe C  Os endereços de classe C são caracterizados pela fixação dos três primeiros bits a ``1'', ``1'' e ``0'', respectivamente.  O campo NetID é composto de 21 bits ( de redes classe C) enquanto o host ID é composto de apenas 8 bits, o que define um número máximo de 254 estações na rede.  É a classe orientada para as redes consideradas pequenas.

28  São consideradas 254 estações e não 256, porque dois endereços (host ID = e host ID = são utilizados para operações de broadcasting).  Pode­se notar que o número máximo de estações para as classes A e B também foram determinados para não levar em conta estes dois valores do campo host ID.

29 Quadro Resumo Classes IP ClasseEndereçosPrivadosMáscaraRedesMáquinas A a a milhões B a a C a a milhões254 D a E a Observação: IP’s que começam com 127 não podem ser usados para endereçar computadores, pois são usados com endereço de loopback(endereço da própria máquina).

30 Classe A  Redes válidas  a  Hosts válidos  a  Número de redes  2 7 – 2  Número de hosts/redes 

31 Classe B  Redes válidas  a  Hosts válidos  a  Número de redes  2 14  Número de hosts/redes 

32 Classe C  Redes válidas  a  Hosts válidos  a  Número de redes  2 21  Número de hosts/redes 

33 Classe D  Não se aplica o endereçamento hierárquico.  Endereços variando na faixa de a , totalizando 238 possíveis grupos de multicasting.

34 Fim deste conteúdo


Carregar ppt "Modelos de Referência OSI e TCP/IP. Modelo de referência OSI  A ISO reconheceu a necessidade das redes trabalharem juntas e se comunicarem.  Por este."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google