A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O comportamento é uma manifestação do maneirismo e é inteiramente capturado pelos critérios incidentais da arena pública.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O comportamento é uma manifestação do maneirismo e é inteiramente capturado pelos critérios incidentais da arena pública."— Transcrição da apresentação:

1 O comportamento é uma manifestação do maneirismo e é inteiramente capturado pelos critérios incidentais da arena pública.

2 Seu significado exaure-se em sua aparência perante os outros. Sua recompensa está no próprio reconhecimento como adequado, correto, justo. Seu sujeito não é uma individualidade consistente, mas uma criatura fluída, pronta para desempenhar papéis convenientes.

3 Cultura - sistemas simbólicos como a arte, o mito, a linguagem etc., - em sua qualidade de instrumento de comunicação e conhecimento, responsável pela forma nodal de consenso, qual seja o acordo quanto ao significado dos signos e quanto ao significado do mundo.

4 De outro lado tende-se a considerar a cultura e os sistemas simbólicos em geral como um instrumento de poder, isto é, de legitimação da ordem vigente.

5 A limitação mais grave da primeira tendência reside no fato de privilegiar a cultura como estrutura estruturada em lugar de enxergá-la enquanto estrutura estruturante, relegando, portanto, as funções econômicas e políticas dos sistemas simbólicos e enfatizando a análise interna dos bens e mensagens de natureza simbólica.

6 É porque enquanto uma estrutura estruturada ela reproduz sob forma transfigurada e, portanto, irreconhecível, a estrutura das relações sócio econômicas prevalecentes que, enquanto uma estrutura estruturante (como uma problemática), a cultura produz uma representação de mundo social imediatamente ajustada à estrutura das relações sócio econômicas que, doravante, passam a ser percebidas como naturais e destarte, passam a contribuir para a conservação simbólica das relações de força vigentes. Assim como não existem puras relações de força, também não há relações de sentido que não estejam referidas e determinadas por um sistema de dominação.

7 Há “ leis segundo as quais as estruturas tendem a se reproduzir produzindo os agentes dotados do sistema de disposições capaz de engendrar as práticas adaptadas às estruturas e contribuindo, por essa via, para reproduzir tais estruturas.” Bourdieu

8 A nenhum grupo é dada a possibilidade de enxergar o caráter arbitrário de ordem social sob pena de ultrapassar os limites e as oposições significantes que delimitam sua operação; a única exceção é o desviante.

9 O fenômeno cultural depende do sistema de relações históricas e sociais nos quais se insere.

10 Assim, o traço distintivo da economia arcaica seria o estado de indiferenciação entre o trabalho produtivo e o trabalho improdutivo, entre o trabalho rentável e não rentável, pois ela só conhece a oposição entre o que comete uma falta por não cumprir o seu dever social e o trabalhador que leva a cabo sua função própria, socialmente definida, qualquer que possa ser o produto do seu esforço.

11 O trabalho teórico não é outra coisa senão a experiência de um mundo social sobre o qual pode-se agir de maneira quase mágica, por signos – palavras, dinheiro – quer dizer pela mediação do trabalho de outro.

12 No curso de um processo complexo de divisão do trabalho, chega-se à separação final entre mercado material e mercado simbólico, entre trabalho material e trabalho simbólico.

13 Agentes especialmente treinados, dotados de competência estrita, e cujo trabalho está voltado para a produção de bens cujo caráter próprio consiste, em última análise em naturalizar, eternizar, consagrar e legitimar a ordem vigente.

14 A ordem vigente deve ser entendida como um sistema de relações objetivas, fundado na produção de bens econômicos e simbólicos, cuja distribuição desigual resulta do passivo de lutas entre grupos e classes.

15 “o narcisista é o próprio não eu, seu ego enfraquecido e autocentrado consulta o ideal do homem eleito pela Pedagogia e pela Psicologia, no mundo externo para poder valorizar-se. Mas o mundo não lhe importa, a não ser para satisfazer seus desejos e preencher o vazio de um eu não constituído...

16 a ideologia da racionalidade tecnológica, representante de um todo totalitário, constrói os espelhos para o narcisista se mirar. No reino dos monopólios não há mais a necessidade de um ego independente e livre, pois a administração cuida da racionalidade da vida.” Crochik, pp. 153


Carregar ppt "O comportamento é uma manifestação do maneirismo e é inteiramente capturado pelos critérios incidentais da arena pública."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google