A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bibliografia, obras e pensamentos.  René Descartes foi o fundador da filosofia moderna, o pai da matemática moderna, e foi considerado um dos pensadores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bibliografia, obras e pensamentos.  René Descartes foi o fundador da filosofia moderna, o pai da matemática moderna, e foi considerado um dos pensadores."— Transcrição da apresentação:

1 Bibliografia, obras e pensamentos

2  René Descartes foi o fundador da filosofia moderna, o pai da matemática moderna, e foi considerado um dos pensadores mais influentes da história humana.  Nasceu em La Haye, a cerca de 300 quilômetros de Paris. Seu pai, Joachim Descartes, advogado e juiz, possuía terras e o título de escudeiro, além de ser conselheiro no Parlamento de Rennes, na Bretanha.  Com um ano de idade, Descartes perdeu a mãe, Jeanne Brochard, no seu terceiro parto, e foi criado pela avó. Seu pai se casou novamente e chamava o filho de "pequeno filósofo". Mais tarde, aborreceu-se com ele quando não quis exercer o direito, curso que concluiu na universidade de Poitiers em Em 1618, Descartes foi para a Holanda e se alistou no exército de Maurício de Nassau. A escola militar era, para ele, uma complementação da sua educação. Nessa época fez amizade com o duque filósofo, doutor e físico Isaac Beeckman, e a ele dedicou o "Compendium Musicae", um pequeno tratado sobre música. Em 1619, viajou para a Dinamarca, Polônia e Alemanha, onde, segundo a tradição, no dia 10 de novembro, teve uma visão em sonho de um novo sistema matemático e científico. Três anos depois retornou a França e passou os anos seguintes em Paris e em outras partes da Europa.

3  Em 1628, Descartes, incentivado pelo cardeal De Bérulle, escreveu "Regras para a Direção do Espírito". Buscando tranqüilidade, partiu para os Países Baixos, onde viveu até Em 1629 começou a trabalhar em "Tratado do Mundo", uma obra de física. Mas em 1633, quando Galileu foi condenado pela igreja católica, Descartes não quis publicá-lo. Em 1635 nasceu sua filha ilegítima, Francine, que morreria em Em 1637, publicou anonimamente "Discurso sobre o Método para Bem Conduzir a Razão a Buscar a Verdade Através da Ciência". Os três apêndices desta obra foram "A Dióptrica" (um trabalho sobre ótica), "Os Meteoros" (sobre meteorologia), e "A Geometria" (onde introduz o sistema de coordenadas que ficaria conhecido como "cartesianas", em sua homenagem). Seu nome e suas teorias se tornaram conhecidos nos círculos ilustrados e sua afirmação "Penso, logo existo" (Cogito, ergo sum)tornou-se popular. Em 1641, surgiu sua obra mais conhecida: as "Meditações Sobre a Filosofia Primeira", com os primeiros seis conjuntos de "Objeções e Respostas". Os autores das objeções foram Johan de Kater; Mersene; Thomas Hobbes; Arnauld e Gassendi. A segunda edição das Meditações incluía uma sétima objeção, feita pelo jesuíta Pierre Bourdin.. Em 1643, a filosofia cartesiana foi condenada pela Universidade de Utrecht (Holanda) e, acusado de ateísmo, Descartes obteve a proteção do Príncipe de Orange. No ano seguinte, lançou "Princípios de Filosofia", um livro em grande parte dedicado à física, o qual ofereceu à princesa Elizabete da Boêmia, com quem mantinha correspondência. Uma cópia manuscrita do "Tratado das Paixões" foi enviada para a rainha Cristina da Suécia, através do embaixador francês. Frente a insistentes convites, Descartes foi para Estocolmo em 1649, com o objetivo de instruir a rainha de 23 anos em matemática e filosofia.O horário da aula era às cinco horas da manhã. No clima rigoroso, sua saúde deteriorou. Em fevereiro de 1650, ele contraiu pneumonia e, dez dias depois, morreu.

4  Descartes possuía interesses intelectuais muito diversificados. Queria ser antes um cientista do que um filósofo, porém notabilizou-se pelas obras filosóficas. Escreveu sobre vários assuntos científicos, da anatomia e fisiologia animal e humana até questões de astronomia, como o movimento dos astros, e de física, como a natureza da luz. Contudo por detrás de tudo isto estava sua grande habilidade em matemática. Isso se verifica pelo método que propôs – a mathesis universalis – o qual propõe a utilização da estrutura axiomática da geometria para se encontrar a verdade em todos os assuntos. Suas principais obras foram: 1. Discurso do Método (1637). 2. Meditações Metafísicas (1641). 3. Do Homem (publicado postumamente em 1662). 4. Tratado do Mundo (publicado postumamente em 1664).  5. Regras para a direção do espírito (1628)  6. O Mundo ou Tratado da Luz ( )

5  O episódio do sonho. Na noite de 10 para 11 de novembro de 1619, aos 23 anos, em Neuberg, na Alemanha, teve seus famosos sonhos, em que descobriu sua missão em vida: desenvolver os fundamentos de uma “ciência admirável”, que unificasse os conhecimentos humanos. Foram três sonhos, em escala crescente de lucidez. No primeiro estava diante do colégio onde estudara, soprava um vento muito forte, porém só ele conseguia manter a postura reta. No segundo sonho estava em seu quarto e passou a ver raios dentro do recinto, questionando-se se não estava alucinando. No terceiro e último estava novamente em seu dormitório, porém sentado à escrivaninha, com um livro aberto à sua frente. Um homem apareceu e lhe mostrou uma página escrito: “o que devo fazer na vida?”. Em seguida mostrou outra página contendo: “sim e não”. Curioso que duas décadas depois, nas Meditações, no primeiro capítulo, o sonho exerce um papel importante; Descartes o utiliza como argumento para provar que os sentidos não são confiáveis.

6  O pensamento de Descartes é revolucionário para uma sociedade feudalista em que ele nasceu, onde a influência da Igreja ainda era muito forte e quando ainda não existia uma tradição de "produção de conhecimento". Aristóteles tinha deixado um legado intelectual que o clero se encarregava de disseminar. Foi um dos precursores do movimento, considerado o pai do racionalismo, e defendeu a tese de que a dúvida era o primeiro passo para se chegar ao conhecimento. Descartes viveu numa época marcada pelas guerras religiosas entre Protestantes e Católicos na Europa - a Guerras dos trinta Anos. Viajou muito e viu que sociedades diferentes têm crenças diferentes, mesmo contraditórias. Aquilo que numa região é tido por verdadeiro, é considerado ridículo, disparatado e falso em outros lugares. Descartes viu que os "costumes", a história de um povo, sua tradição "cultural" influenciam a forma como as pessoas pensam naquilo em que acreditam.


Carregar ppt "Bibliografia, obras e pensamentos.  René Descartes foi o fundador da filosofia moderna, o pai da matemática moderna, e foi considerado um dos pensadores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google