A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 82 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 82 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos."— Transcrição da apresentação:

1 Aula 82 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos

2 Links (Ligações)  Existem dois tipos de links em Linux:  Hard links (Ligações rígidas ??);  Symbolic links (Ligações simbólicas);

3 Hard links  Relação entre um nome de uma directoria ou ficheiro e o seu número de inode;  Um inode pode ter qualquer número de hard links a fazer-lhe referência;  Um ficheiro (inode) continua a existir até que desapareçam todos os hard links que o referenciem;  As links. e.. são hard links para directorias, criadas pelo SO.

4 Hard links - Limitações  Não é possível, ao utilizador, criar hard links para directorias;  Não é possível criar hard links para ficheiros que se encontrem em sistemas de ficheiros diferentes (e.g. partições diferentes).

5 Hard links - Criação $ touch fich1 $ ln fich1 fichlink $ ls –i fich1 fichlink 1324 fich11324 fichlink  Note-se que ambos os nomes têm o mesmo número de inode.

6 Symbolic links  Tipo especial de ficheiro que se refere a um outro ficheiro pelo nome em vez de pelo número de inode directamente;  Permite que se façam links para ficheiros e directorias, mesmo que estes se encontrem em sistemas de ficheiros diferentes;  Também são conhecidas por symlinks.

7 Symlinks – Limitações  Se o ficheiro para o qual a symlink faz referência for apagado, a symlink fica partida (broken);  É necessária uma atenção maior na criação da link ao definir o destino da mesma.

8 Symlinks - Criação $ pwd /home/antónio $ ln –s /usr/fich1 fichLink $ ls –l fichLink lrwxr-xr-x 1 antonio antonio :19 fichLink -> /usr/fich1  Se se fizer a verificação, poder-se-á notar que o link e o seu destino têm números de inode diferentes;

9 Symlinks – Atenção!  Exemplo: $ pwd /home/antónio/documentos $ ln –s pessoais/ personal $ ls –l drwxr-xr-x 1 antonio antónio :19 pessoais/ lrwxr-xr-x 1 antonio antonio :19 personal -> pessoais/  Links para caminhos relativos poderão não funcionar se movidos. No exemplo acima, se o link for movido para qualquer outra directoria, não vai funcionar;  Se o nome de destino for alterado, o link não vai funcionar.

10 Apagar!  rm fich1  Elimina o ficheiro com o nome fich1;  rm –i fich1  Pergunta antes de apagar;  rmdir dir1  Elimina a directoria com o nome dir1 se esta estiver vazia;  rm –r dir1  Elimina a directoria com o nome dir1 junto com TODO o seu conteúdo. Normalmente usa-se também o parâmetro f para que a shell não faça “perguntas”.  rm –rf é um comando extremamente poderoso e perigoso!!!

11 Ajudas  Existem muitos outros parâmetros para os comandos abordados;  O SO Linux está equipado com um sistema de documentação muito completo;  Exemplos:  Man pages (páginas de manual);  GNU info pages;  /usr/share/doc;  The Linux Documentation Project (www.tldp.org);www.tldp.org ……

12 Man pages  As “man pages” são a forma tradicional de documentação no Linux/Unix;  Utilização: $ man nSecção nome  Onde nSecção se refere ao número da secção e nome se refere ao comando ou ficheiro de configuração sobre o qual desejamos obter ajuda.  Se nSecção não for especificado, será apresentada a primeira secção (e.g. man ls);

13 Man pages (2)  Para se descobrir as várias secções onde certo tópico aparece, utiliza- se o comando whatis;  O comando whatis permite também ver uma descrição bastante curta do objectivo de um determinado comando;  whatis nome  Apresenta as várias secções existentes para o tópico referido por nome;  Exemplo: $ whatis time time (1) - run programs and summarize system resource usage time (2) - get time in seconds  Agora para aceder á página (secção) do manual da função da linguagem C time(): $ man 2 time

14 Man Pages – Secções  1 – Programas de utilizador;  2 – Chamadas ao sistema;  3 – Funções de livrarias;  4 – Ficheiros especias;  5 – Formatos de ficheiros;  6 – Jogos;  7 – Diversos..

15 GNU Info  Sucessor das man pages que permite a utilização de hipertexto;  info nome  Apresenta as informações disponíveis sobre o tópico nome;  Para aprender a trabalhar com as info pages: $ info info


Carregar ppt "Aula 82 – TEC 11ºF Sistema Operativo de Rede Prof. António dos Anjos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google