A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Controles no caco externo

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Controles no caco externo"— Transcrição da apresentação:

1 Controles no caco externo
Marcos Gibim – Verallia/CETEV 22º Encontro Técnico da ABIVIDRO Glassman South America – 2014 12 e 13 de Março 2014

2 Controles no caco externo
SITUAÇÃO ANTERIOR Controles no caco externo A Verallia, empresa fabricante de embalagens de vidro do Grupo Saint-Gobain, oferece soluções inovadoras, personalizadas e sustentáveis de embalagens de vidro para a indústria de alimentos e bebidas. No Brasil Possui fábricas em Porto Ferreira (SP), Campo Bom (RS) e São Paulo e um Centro de Criação para o desenvolvimento de novos produtos. No Mundo Possui presença industrial em 14 países e presença comercial em 47 países, além de seis centros de pesquisa e inovação. Marcos Gibim – Verallia/CETEV 22º Encontro Técnico da ABIVIDRO Glassman South America – 2014 12 e 13 de Março 2014 Variação de Na2O na análise química do vidro com utilização de caco = 40%. Necessidade de maior estabilidade química no vidro em razão de mudanças no processo de conformação e aumento na velocidade das máquinas IS.

3 CONTROLE NO RECEBIMENTO
No descarregamento de cada caminhão é coletada uma amostra de 60 kg de caco. Em uma mesa de separação os contaminantes são separados em 4 grupos - pedras e materiais cerâmicos, metais não ferrosos, metais ferrosos e material orgânico. Cada grupo de contaminante é quantificado e se estiver fora da especificação o caco é rejeitado, recarregado e devolvido ao fornecedor. CONTROLE NO RECEBIMENTO

4 CONTROLE NO RECEBIMENTO EXEMPLO DO MANEJO DO CACO
No descarregamento de cada caminhão é coletada uma amostra de 60 kg de caco. Em uma mesa de separação os contaminantes são separados em 4 grupos - pedras e materiais cerâmicos, metais não ferrosos, metais ferrosos e material orgânico. Cada grupo de contaminante é quantificado e se estiver fora da especificação o caco é rejeitado, recarregado e devolvido ao fornecedor. EXEMPLO DO MANEJO DO CACO CONTROLE NO RECEBIMENTO Esta fábrica dispõe de 17 baias para caco sendo: 3 baias para caco próprio 3 baias para caco laminado 2 baias para caco vidraça 2 baias para caco âmbar externo 2 baias para caco misto *durante a montagem desta baia é feita a movimentação do lote com pá carregadeira. 3 baias para a formação do blend. 2 baias reservas

5 EXEMPLO DO MANEJO DO CACO
A baia é dividida em 4 partes: - Frente - Meio-frente - Meio-fundo - Fundo De cada parte são coletadas 3 alíquotas, que misturadas formam uma amostra. Envio das amostras ao CETEV para preparo e análise. Os resultados das 4 análises são avaliados e liberados para utilização. EXEMPLO DO MANEJO DO CACO Esta fábrica dispõe de 17 baias para caco sendo: 3 baias para caco próprio 3 baias para caco laminado 2 baias para caco vidraça 2 baias para caco âmbar externo 2 baias para caco misto *durante a montagem desta baia é feita a movimentação do lote com pá carregadeira. 3 baias para a formação do blend. 2 baias reservas AMOSTRAGEM PARA ANÁLISE QUÍMICA

6 SITUAÇÃO ATUAL Variação de Na2O na análise química do vidro com utilização de caco = 80%

7 AVALIAÇÃO DO PLANO DE POSTAGEM
SITUAÇÃO ANTERIOR SITUAÇÃO ATUAL AVALIAÇÃO DO PLANO DE POSTAGEM Utilização de 40% de caco – para um valor médio de 13,4% de Na2O – desvio padrão = 0,19% SITUAÇÃO ATUAL Variação de Na2O na análise química do vidro com utilização de caco = 80% Utilização de 80% de caco – para um valor médio de 13,8% de Na2O – desvio padrão = 0,07%

8 OBRIGADO PELA SUA PARTICIPAÇÃO
SITUAÇÃO ANTERIOR AVALIAÇÃO DO PLANO DE POSTAGEM Utilização de 40% de caco – para um valor médio de 13,4% de Na2O – desvio padrão = 0,19% OBRIGADO PELA SUA PARTICIPAÇÃO SITUAÇÃO ATUAL Utilização de 80% de caco – para um valor médio de 13,8% de Na2O – desvio padrão = 0,07%


Carregar ppt "Controles no caco externo"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google