A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia de Planejamento de Currículos Por Competências..Cursos Técnicos.. GOVERNO FEDERAL - BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia de Planejamento de Currículos Por Competências..Cursos Técnicos.. GOVERNO FEDERAL - BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia de Planejamento de Currículos Por Competências..Cursos Técnicos.. GOVERNO FEDERAL - BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA - SEMTEC COORDENAÇÃO GERAL DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - CGEP Maio

2 Metodologia de Planejamento de Currículos por Competências - Cursos Técnicos Introdução • Esta é uma proposta de metodologia para planejamento e desenvolvimento de currículos por competências, construída com o objetivo de apoiar as escolas da rede federal de educação tecnológica, na concepção dos novos cursos técnicos à luz da Resolução CNE/CEB 04/99. •Compõe-se de três etapas, as quais antecedem a elaboração do Plano de Curso exigido pela referida Resolução, em seu artigo 10. O trabalho resultante das três etapas, produz os principais elementos necessários à elaboração do Plano, constituindo-se, portanto, num caminho que os educadores/planejadores poderão seguir com segurança, para promoverem a reorganização curricular requerida pelas instituições formadoras, pela sociedade, pelo mundo produtivo, pelos educandos. O foco é a formação técnica de cidadãos empreendedores, através da constituição das competências exigidas para uma atuação eficiente e eficaz no mundo produtivo. •Cada etapa é integralizada por atividades dispostas numa sequência que permite à escola organizar sua proposta curricular a partir das competências profissionais requeridas para a formação com base em estudos, pesquisas e consultas ao mundo produtivo e educacional. Para facilitar a compreensão daquilo que deve ser buscado em cada atividade, formularam-se questões elucidativas. Estas contribuem para a obtenção de respostas que forneçam subsídios às decisões que, progressivamente, são tomadas pelas equipes, no planejamento do currículo. Sua leitura portanto, é indispensável e deve ser feita simultaneamente à leitura de cada atividade. Estas questões encontram-se no Anexo

3 A Etapa I é constituída por um conjunto de atividades entendidas como pré-requisitos para a elaboração do currículo, fornecendo portanto, os inputs para o processo de planejamento. Com esta etapa obtém-se elementos para os itens 1( Justificativa), 2 ( Objetivos ) e 4 ( Perfil Profissional de Conclusão) do Plano de Curso exigido pela Resolução 4/99. A Etapa II reúne atividades para a construção da Matriz Curricular. Neste trabalho denominou-se Matriz Referencial de Resultados porque a idéia é focalizar, nesta etapa, os resultados que se deseja alcançar com o processo de formação dos educandos. A Etapa III apresenta as atividades de Organização Curricular, tendo por base a matriz construída por competências. Com os resultados dessa etapa são respondidos os itens 3 ( Requisitos de Acesso), 5 ( Organização Curricular), 6 ( Critérios de Aproveitamento), 7 ( Critérios de Avaliação), 8 ( Instalações e Equipamentos), 9 ( Pessoal Docente e Técnico) e 10 ( Certificados e Diplomas) do Plano. Concluindo o processo, a equipe reúne os elementos obtidos a partir da aplicação dessa metodologia e consolida-os em cada item do Plano de Curso. NOTA: Agradecemos aos participantes da I Oficina Pedagógica de Ensaios Curriculares realizada na EAF de Urutaí/GO, pelas contribuições na revisão e ajustes dessa Metodologia: EAF’s Ceres, Rio Verde, Santa Teresa, Colatina, Alegre, Cuiabá, Cáceres, Uberaba, Urutaí e Uned Morrinhos e Escolas Vinculadas de Pinheiral, Bom Jesus de Itabapoana e da UFRRJ. Metodologia de Planejamento de Currículos por Competências - Cursos Técnicos Introdução (Continuação)

4 Metodologia de Planejamento de Currículos Por Competências - Cursos Técnicos FLUXOGRAMA INPUTSINPUTS Legislação Atualizada: Educacional e da Profissão Bases do Projeto Pedagógico da Escola Resultados de Estudos de Demandas Estudos da Realidade Sócio- Econômica da Região I. Referenciais Curriculares Nacionais da Área Perfil Profissional de Conclusão do Técnico

5 AÇÕES Subsídios -Referenciais Curriculares Nacionais-RCN/EP -Normas Ocupacioais existentes -Análises do Setor Produtivo -Consultas a trabalhadores e empregadores -Consultas à comunidade científica e tecnológica em caráter prospectivo Identificação e Estudo do Processo Produtivo em Foco : Funções e Subfunções Identificação das Competências Requeridas para Atuação no Processo Produtivo Estudado ( por Função e Subfunção) Subsídios - RCN/EP -Análises do Setor Produtivo sob a Ótica Educacional -Exigências da Sociedade e dos indivíduos -Diretrizes Curriculares Nacionais da EP- (DCN/EP) 12 II. Construção da Matriz Referencial de Resultados

6 Verificação das Competências Gerais ( Res. 04/99) em relação às definidas na Ação 2. Complementação, se necessário Subsídios -Quadro de Competências RCN / EP -Tarefas Realizadas pelo Profissional -Consultas Complementares -Contextos de Atuação -Saberes Envolvidos Identificação das Habilidades Requeridas 34 5 Definição das Bases Tecnológicas (Saberes ) correlacionadas com as Competências e Habilidades Subsídios - Consultas a Literatura Tecnológica, científica e Mundo Produtivo -RCN / EP

7 Composição da Matriz Referencial de Resultados constante de: Funções Subfunções, Competências, Habilidades e Bases Tecnológicas Definição dos Critérios de Evidência da Constituição das Competências Subsídios -Padrões Aceitáveis de Desempenho no Mundo Produtivo -Habilidades e Competências 6 7

8 Subsídios -Criação de Comissão com representantes dos Empregadores e dos Trabalhadores da Área Validação da Matriz Referencial de Resultados pela Comissão Consultiva representativa do Setor Produtivo pertinente Promoção dos Ajustes Necessários 8 9

9 Desenho dos Módulos do Currículo considerando as Funções e Subfunções do Processo Produtivo, Conjunto de Competências Articuladas Subsídios -Matriz Referencial de Resultados -- Estrutura Ocupacional da Área Profissional na Região Definição de Terminalidades por conjunto de competências articuladas (se existir correspondência no Mundo do Trabalho) Definição dos Itinerários, Critérios de Acesso aos Módulos e ao Curso; Saídas Intermediárias e Finais;Diplomas e Certificados III. Organização Curricular AÇÕES

10 Subsídios - Processo Produtivo -Matriz Referencial de Resultados -Contexto -Discussões -Definição e Planejamento dos Projetos Integradores para Desenvolvimento dos Módulos.Formulação de Problemas Desafiadores 4 Planejamento dos Insumos Requeridos em cada Projeto Definição do Professor - Coordenador de Cada Projeto 5

11 Definição do processo de Avaliação da Aprendizagem e dos Critérios de Aproveitamento de Estudos; Instrumentos de Acompanhamento e Avaliação 67 8 Subsídios -Literatura Pedagógica e Didática Definição de Estratégias e recursos de Gestão de Aprendizagem Definição de Estágio Supervisionado, Quando Necessário Organização de Tempo, Horários,Ambientes de Aprendizagem, Espaços e Recursos Humanos 9

12 Anexos I - Perguntas que contribuem para a obtenção de respostas para as decisões II - Glossário


Carregar ppt "Metodologia de Planejamento de Currículos Por Competências..Cursos Técnicos.. GOVERNO FEDERAL - BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google