A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SAIA DA ZONA DE CONFORTO Tadashi Kadomoto Aquele que tem pena de si mesmo não é vítima. Ele se diz "coitadinho", embora seja algoz. Se numa empresa alguém.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SAIA DA ZONA DE CONFORTO Tadashi Kadomoto Aquele que tem pena de si mesmo não é vítima. Ele se diz "coitadinho", embora seja algoz. Se numa empresa alguém."— Transcrição da apresentação:

1

2 SAIA DA ZONA DE CONFORTO Tadashi Kadomoto Aquele que tem pena de si mesmo não é vítima. Ele se diz "coitadinho", embora seja algoz. Se numa empresa alguém faz papel de vítima, isso quer dizer que há outra pessoa trabalhando em dobro. O mesmo pode ocorrer em casa: todos acolhem o "coitadinho", que na verdade monopoliza a atenção e a energia dos familiares

3 Se em vez de manipular os outros essa pessoa se conscientizasse de que algo não vai bem em sua vida e enxergasse um propósito maior em tudo o que acontece no plano existencial, entraria num processo de espiritualidade e amor incondicional

4 Precisamos entender que se temos um problema é porque dentro de nós, ainda que bem escondidas, possuímos as ferramentas que nos ajudarão a resolvê-lo: a chave que abrirá as portas de um caminho melhor, o mapa que indicará a direção correta, o antídoto contra qualquer vestígio de pessimismo

5 E, além dessas ferramentas preciosas, encontraremos outros elementos imprescindíveis ao sucesso de nossa jornada: o amor e a espiritualidade. (Trecho extraído do livro NINGUÉM TROPEÇA EM MONTANHA - Ed. Gente) Música Irish Celtic Harp Greensleeves Irish Celtic Harp Greensleeves Montagem:


Carregar ppt "SAIA DA ZONA DE CONFORTO Tadashi Kadomoto Aquele que tem pena de si mesmo não é vítima. Ele se diz "coitadinho", embora seja algoz. Se numa empresa alguém."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google