A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Di Cavalcanti Emiliano Di Cavalcanti, o pintor das mulatas, nasceu em 1897, no Rio de Janeiro. Quando seu pai morreu em 1914, Di obrigou-se a trabalhar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Di Cavalcanti Emiliano Di Cavalcanti, o pintor das mulatas, nasceu em 1897, no Rio de Janeiro. Quando seu pai morreu em 1914, Di obrigou-se a trabalhar."— Transcrição da apresentação:

1 Di Cavalcanti Emiliano Di Cavalcanti, o pintor das mulatas, nasceu em 1897, no Rio de Janeiro. Quando seu pai morreu em 1914, Di obrigou-se a trabalhar e fez ilustrações para a Revista Fon-Fon. Em 1917, transferindo-se para São Paulo, seguiu fazendo ilustrações e começou a pintar. Entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 idealizou e organizou a Semana de Arte Moderna no Teatro Municipal de São Paulo. Fez sua primeira viagem à Europa em 1923, permanecendo em Paris até 1925.

2 Expôs em diversas cidades: Londres, Berlim, Bruxelas, Amsterdam e Paris. Conheceu Picasso, Léger, Matisse, Eric Satie, Jean Cocteau e outros intelectuais franceses. Retornou ao Brasil em 1926 e ingressou no Partido Comunista em Seguiu fazendo ilustrações e criou os painéis de decoração do Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, em Sofreu sua primeira prisão em Em 1936 escondeu-se na Ilha de Paquetá e foi preso novamente. Libertado por amigos, seguiu para Paris, lá permanecendo até Com a iminência da Segunda Guerra, retornou ao Brasil, fixando-se em São Paulo. Um lote de mais de quarenta obras despachadas da Europa extraviou-se. Passou a combater abertamente o abstracionismo.

3 Em 1953 recebeu a láurea de melhor pintor nacional na II Bienal de São Paulo, prêmio dividido com Alfredo Volpi foi o ano de sua participação na Bienal de Veneza e recebeu o I Prêmio da Mostra Internacional de Arte Sacra de Trieste. Em 1963 foi indicado por João Goulart para o cargo de Adido Cultural do Brasil na França. Não tomou posse devido ao golpe militar. Em 1966 seus trabalhos desaparecidos no início da década de 40 foram localizados nos porões da Embaixada Brasileira em Paris. Em 1971, o Museu de Arte Moderna de São Paulo organizou retrospectiva de sua obra. Faleceu no Rio de Janeiro em 26 de outubro de 1976.

4 O Beijo

5 Serenata

6 Samba

7 Mulatas

8 Samba

9 Feiticeiro

10 Mangue

11 Cabeça de Mulata – década de 20

12 Elegância – década de 20

13 Estudo para Painel do Teatro João Caetano – década de 20

14 Cinco Moças de Guaratinguetá

15 Família na Praia

16 A Sesta

17 Marroquinas

18 Mulheres de Pescadores – década de 30

19 Paisagem Marítima – década de 30

20 Nascimento de Vênus

21 Mulheres Protestando

22 Arlequins –

23 Domingo na Praia

24 Auto-Retrato

25 Pescadores

26 Abigail

27 Pescadores –

28 Aldeia de Pescadores

29 Cangaceiro

30 Pescadores

31 Mulata com Pássaro – década de 50

32 Folia

33 Mulheres e Pomba

34 Vaso com Flores

35 Mulheres

36 Tempestade

37 Ivette

38 Mulatas e Flor

39 Arlequins

40 Feira de Água dos Meninos

41 Casario e Barcos

42 Carnaval

43 Brasil em 4 Fases I (detalhe)

44 Brasil em 4 Fases II (detalhe)

45 Mulheres, Flores e Arara

46 Natureza Morta

47 Mulata com Gato

48 Samba

49 Três Mulatas com Flores

50 Mulata com Pássaro

51 Carnaval – década de 60

52 Três Personagens com Gato

53 Mulheres e Peixe

54 Pescadores

55 Mulata com Vestido Verde

56 A Espera - sd

57 Festa no Interior - sd

58 Mulata com Peixes - sd

59 Visite o site: formatado por: RCPereirawww.dicavalcanti.com.br


Carregar ppt "Di Cavalcanti Emiliano Di Cavalcanti, o pintor das mulatas, nasceu em 1897, no Rio de Janeiro. Quando seu pai morreu em 1914, Di obrigou-se a trabalhar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google