A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Informações Básicas para novos membros Gestão Interna 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Informações Básicas para novos membros Gestão Interna 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Informações Básicas para novos membros Gestão Interna 2012

2 Informações Básicas para novos membros Gestão Interna 2012 Bem Vindos, novos membros! Este manual foi desenvolvido com o objetivo de mostrar para vocês a importância do trabalho da DirEx para as EJs, FEJESC e BJ. Pedimos que leiam com atenção e se tiverem alguma dúvida, entrem em contato. Gestão Interna

3 Breve Histórico A FEJESC foi fundada em 1994 Em 2009 e 2010 fomos reconhecidos pela boa participação e opinião crítica do conselho na BJ Em 2008 a DirEx estruturou sua configuração atual De 2007 até 2011 o número de membros da DirEx cresceu mais de 85% A posição de Vice-Presidente foi criada apenas em 2009 Em 2007 a FEJESC pensou em se desfederar da BJ

4 Identidade Organizacional Missão “Desenvolver e Representar o Movimento Empresa Júnior catarinense, a fim de potencializá-lo como agente de formação de empreendedores capazes de transformar a sociedade.”

5 Visão “Consolidar a expansão do MEJ catarinense, primando pela excelência das suas Empresas Juniores.” Identidade Organizacional

6 Valores Valorização do Capital Humano Transparência Busca pela excelência Constância de propósitos Profissionalismo Identidade Organizacional

7 Diretoria Executiva É responsável pela administração e representação da FEJESC, de modo a assegurar a consecução de seus objetivos, observando e fazendo observar o Regimento Interno, o Estatuto Social, o Código de Ética da FEJESC e as deliberações do Conselho Administrativo.

8 Processos Críticos Podem ser considerados também os mais estratégicos, ou seja, são os processos que as Diretorias despendem maiores esforços e recursos para realizar. É papel da Gestão Interna acompanhá-los para identificar se cada diretoria está cumprindo seu papel.

9 Diretorias PresidênciaVice-Presidência Alianças Gestão Interna ComunicaçãoAdministrativo Desenvolvimento

10 Competências dos membros da DirEx Comprometimento Comunicação Empreendedorismo Foco em resultados Liderança Humildade Pró-atividade Relacionamento Interpessoal Trabalho em equipe

11 Presidência Representar a Federação Gerir a DirEx Firmar Parcerias Alianças

12 Presidência Gerentes de Alianças Alianças Presidente • Lidera a DirEx; • Representa a FEJESC, defendendo nossos interesses perante públicos internos e externos, incluindo IES, MPEs, MGEs, Patrocinadores, Federações e Ejs; • Firma parcerias estratégicas; • Controla junto com os diretores o desempenho estratégico da FEJESC. • Prospectam novas parcerias; • Gerenciam parcerias vigentes; • Analisam estrategicamente as oportunidades de cada parceria.

13 Gestão de Pessoas Acompanhamento Estratégico Vice-Presidência Gestão Interna

14 Vice-Presidência Gerentes de Gestão Gestão Interna Vice-Presidente • Coordena e Gerencia as atividades da Gestão da FEJESC; • Faz o acompanhamento tático e estratégico da DirEx; • Promove alinhamento estratégico. • Auxiliam na coleta dos indicadores de desempenho; • Aplicam, junto à Presidência, a análise estratégica das Diretorias; • Organizam capacitações à DirEx; • Promovem a seleção de novos membros.

15 Administrativo - Financeiro Expansão Estimular a criação de novas EJs e dar suporte para que federem Controle Financeiro

16 Administrativo Gerentes Diretor • Administra os recursos financeiros da Federação; •Trabalha em conjunto com o Conselho Fiscal; • Gerencia e direciona os gerentes para atender as demandas da FEJESC relacionadas à questões jurídicas; • Estuda e direciona a expansão da FEJESC. • Auxiliam na regulamentação das Ejs junto às IEs; • Auxiliam na expansão da Federação; • Promovem suporte à Ejs em processo de Federação; • Trabalham em conjunto com o contador na regularização da Federação.

17 Processos Críticos Processo de Orientação: Orientar as EJs desde seu processo de criação até sua federação, garantindo que através do cumprimento dos critérios estas possuirão uma estrutura sólida o suficiente para executar os processos necessários à continuidade e desenvolvimento desta. Além disto, esta estrutura sólida também garante que estas EJs possuam maturidade suficiente para atuar nas questões estratégicas orientadas pela FEJESC, participando como conselheiras após a Federação das EJs orientadas, o que é o objetivo final do Processo de Orientação. Planejamento e Controle Financeiro: Tem como objetivo, através da alocação dos recursos financeiros necessários à realização das atividades, garantir com que estes processos ocorram e funcionem conforme o esperado, alcançando seus objetivos e consequentemente os objetivos estratégicos da FEJESC. Processo de Federação: Processo no qual garantimos que, através do cumprimento dos critérios de Federação, as EJs possuem maturidade e desenvolvimento suficiente para realizar projetos com qualidade, desenvolver cada vez mais seus membros e participar nas decisões estratégicas da FEJESC, elevando o nome do MEJ catarinense.

18 Comunicação Gerenciar as redes sociais Colocar as EJs em evidência MEJ!

19 Comunicação Gerentes Diretor • Avalia e valida os materiais produzidos pela equipe; • Promove o vínculo de comunicação da FEJESC com o MEJ e sociedade; • Responsável pelo gerenciamento da comunicação interna da DirEx. • Divulgam notícias e materiais da FEJESC promovendo alinhamento; • Desenvolvem melhorias e atualizam o conteúdo no site; • Criam o calendário de eventos para incentivar a divulgação das EJs; • Desenvolvem releases para serem publicados.

20 Processos Críticos Atualização de Mídias: A função é ter um contato direto com os empresários juniores e stakeholders da federação, focando na disseminação e difusão de informações estratégicas para alinhamento, reconhecimento de marca e adesão de imagem perante nossos públicos. Releases: Caracterizam uma forma de tentativa de exposição de imagem, nos mesmos moldes explicados da Atualização de Mídias, focada na mídia regional. Os públicos foco dos releases são MGEs e MPEs, além de sociedade em geral.

21 Desenvolvimento Dar suporte às EJs e desenvolvê-las

22 Desenvolvimento Gerentes Diretor • Gerencia os tutores de cada EJ; • Incentiva a troca de conhecimento e informação entre as Federações; • Realiza processos de coleta de dados para a auditoria SMD das EJs; • Analisa e acompanha os resultados das EJs por meio das metas compartilhadas, promovendo alinhamento. • Coletam dados para a Certificação das Ejs; • Organizam eventos para promover capacitação e alinhamento à FEJESC; • Recepcionam as novas Ejs Federadas; • São tutores das Ejs.

23 Processos Críticos Tutor: Tem a função de ser uma ligação direta entre o Desenvolvimento e as EJ's. O tutor é um meio de campo desses dois pontos, servindo como um facilitador de comunicação entre a Federação e a EJ. Proporciona auxílio na necessidade exposta pela empresa júnior, e coleta dados necessários para que a diretoria atue no desenvolvimento e suporte da empresa. Prêmio: Evento organizado com o intuito de integrar e alinhar o MEJ Catarinense. A Comissão organizadora é dividida em Coordenadoria de Captação de Recursos, Infra-Estrutura, Programação Científica e Geral. BiC: Encontro que proporciona a troca de boas práticas entre as Empresas Juniores do Estado de acordo com as principais deficiências em gestão.

24 Meios de Comunicação Comunicação com os Empresários Juniores Facebook Twitter Blog / SITE

25 Planejamento Estratégico

26 Objetivos Estratégicos ObjetivoIndicadores

27 1 - Fomentar a abertura de EJs em novos pólos - Número de Ejs que cumprem o CNEJ - Número de pólos universitários que contém no mínimo 3 Ejs cumprindo o CNEJ Objetivos Estratégicos

28 2 - Desenvolver a Base Organizacional - Número de EJs federadas - Número de pólos universitários que contém no mínimo 3 EJs federadas Objetivos Estratégicos

29 3 - Promover a Gestão por Resultados - Número de Ejs certificadas - Faturamento proveniente de consultorias Objetivos Estratégicos

30 4 - Buscar o Reconhecimento das EJs Certificadas Índice de satisfação das EJs certificadas quanto ao reconhecimento promovido pela FEJESC Objetivos Estratégicos

31 5 - Obter o reconhecimento da marca MEJ - Porcentagem do alcance de metas de número de exposições Objetivos Estratégicos

32 6 - Regulamentar o Conceito EJ na Sociedade - Número de Instituições de Ensino Superior que regulamentam conceito de EJ - Número de órgãos de classe que regulamentam o conceito EJ Objetivos Estratégicos

33 7 - Obter legitimidade da FEJESC perante os Empresários Juniores. - Índice de importância em estar federado Objetivos Estratégicos

34 8 - Promover o alinhamento do MEJ catarinense - Índice de alinhamento estratégico das EJs - índice de alinhamento conceitual dos empresários juniores Objetivos Estratégicos

35 9 - Alcançar excelência na gestão interna da DirEx - Porcentagem de cumprimento das metas dos processos críticos Objetivos Estratégicos

36 10 - Proporcionar ambiente favorável a geração de negócios - Número de projetos externos realizados Objetivos Estratégicos

37 Brasil Júnior É a Confederação Brasileira de Empresas Juniores e compartilha com todos os empresários juniores o objetivo de tornar o MEJ um movimento reconhecido pelos diversos atores da sociedade por contribuir para o desenvolvimento do país por meio da formação de profissionais diferenciados. É o órgão nacional do Movimento Empresa Júnior, trabalhando para fomentar e dar suporte às empresas juniores em todo o Brasil e representá-las para potencializar os resultados de nossa rede. A atuação ocorre pela definição conjunta de planos e diretrizes do Movimento, como o Conceito Nacional de Empresa Júnior. As ações são desenvolvidas por sua diretoria e, em cada estado, por sua federação local.

38

39 Conselho Administrativo. Art. 3°: O Conselho Administrativo é o órgão soberano da Federação que representa as empresas juniores federadas sendo formado por dois representantes (Conselheiro e Suplente) de cada empresa júnior federada, o Presidente do Conselho e seu Suplente.

40 Funções do Conselho Conselho Administrativo deve direcionar estrategicamente a FEJESC, prezando pelo pleno cumprimento de sua missão como instituição e pelos princípios de governança e transparência que a regem. Representar a opinião da EJ perante o Conselho Acompanhar o trabalho da Diretoria Executiva Fazer o intermédio FEJESC-EJ

41


Carregar ppt "Informações Básicas para novos membros Gestão Interna 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google