A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INSTITUTO DE ESTUDOS DO MAR ALMIRANTE PAULO MOREIRA MARINHA DO BRASIL II Simpósio de Ciência,Tecnologia e Inovação da Marinha 21-23 /SET/2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INSTITUTO DE ESTUDOS DO MAR ALMIRANTE PAULO MOREIRA MARINHA DO BRASIL II Simpósio de Ciência,Tecnologia e Inovação da Marinha 21-23 /SET/2011."— Transcrição da apresentação:

1 INSTITUTO DE ESTUDOS DO MAR ALMIRANTE PAULO MOREIRA MARINHA DO BRASIL II Simpósio de Ciência,Tecnologia e Inovação da Marinha /SET/2011

2  MISSÃO  VISÃO DE FUTURO  CAPACITAÇÃO  PESSOAL  INCT  PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA  PRINCIPAIS PROJETOS  INOVAÇÃO TECNOLÓGICA  EVENTOS SUMÁRIOSUMÁRIO

3 Acústica Submarina, Oceanografia, Meteorologia, Hidrografia, Geologia e Geofísica Marinhas, Biologia ESTRATÉGIA NACIONAL DE DEFESA AMBIENTE DO SISTEMA DE ARMAS ESTRATÉGIA NACIONAL DE DEFESA AMBIENTE DO SISTEMA DE ARMAS PLANO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DA MARINHA AMBIENTE OPERACIONAL CONHECIMENTO DOS AMBIENTES MARINHOS PLANO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DA MARINHA AMBIENTE OPERACIONAL CONHECIMENTO DOS AMBIENTES MARINHOS PODER NAVAL PODER MARÍTIMO Preservação Ambiental Missão

4

5 Ser reconhecido, nacional e internacionalmente, como um centro de excelência em pesquisas relacionadas às ciências do mar, até o ano de GT IEAPM – PLANO ESTRATÉGICO VISÃO DO FUTURO

6 CAPACITAÇÃOCAPACITAÇÃO Plano de Capacitação de Pessoal – PLACAPE Acordos de Cooperação Acadêmica, Técnica e Científica Objetivo: Programas conjuntos, incluindo parcerias em bolsas de estudos, em projetos de interesses comuns e abertura de oportunidades para o corpo discente das universidades

7 Objetivo: Construir um programa de excelência, ao nível de pós-graduação, inicialmente mestrado, na área de ciências do mar, focado nos temas de Biotecnologia Marinha e Acústica Submarina com a criação de um consórcio com universidades e o IEAPM. Unir esforços em torno do grande tema Ciências do Mar, a fim de utilizar conhecimento e recursos existentes em cada instituição e criar um programa de elevado nível. Criação do Programa de Pós-Graduação

8 • Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Ciências do Mar (INCT), conforme edital MCT/CNPq/ FNDCT lançado em 14 de outubro de • Objetivo : estabelecer modelos conceituais visando a compreensão de processos oceanográficos de interação entre o oceano e a plataforma continental, em diferentes escalas espaciais e temporais; identificar e quantificar os fluxos e as trocas de propriedades entre diferentes compartimentos do sistema; abordar seus efeitos sobre a biodiversidade e a influência das mudanças globais induzidas por fatores naturais e antrópicos e seus impactos para a sociedada. • Proposta inter-institucional, com a liderança do IEAPM. • 130 pesquisadores de diversas instituições (IEAPM, UFRJ, UFF, COPPE, USP, UFSC, UNICAMP, FIOCRUZ, UNB, JBRJ, UNI-RIO, UENF, UERJ, PUC- RIO, UFFRJ, IPQM, LNCC, UFES, UFAL, UFSE, UFPR) INC T - Pro - 0ceano

9 Laboratório Nacional Embarcado II “AvPq Aspirante Moura” Comprimento máximo – 36 m Boca – 9 m Calado – 3,03 mDeslocamento – 380,6 TDW Calado – 3,03 mDeslocamento – 380,6 TDW Raio de ação – m.n.Autonomia – 10 dias Raio de ação – m.n.Autonomia – 10 dias Velocidade de cruzeiro – 9 nós Acomodações – 21 pessoas (trip/pesq ) Velocidade de cruzeiro – 9 nós Acomodações – 21 pessoas (trip/pesq ) INFRAESTRUTURAINFRAESTRUTURA

10 Oceanografia Química Laboratório do Navio análises Coleta para análises de hidrocarbonetos de Coleta de Água PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA • Análise de parâmetros físico-químicos; • Análise de contaminantes. Espectrômetro de Massa

11 Oceanografia Geológica e Geofísica SÍSMICA ACÚSTICA VAN VEEN BOX CORER • Caracterização do fundo e sub fundo marinho; • Caracterização dos parâmetros geoacústicos. PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA Granulômetro

12 Oceanografia Física Ondógrafo direcional ADCP c/ base Medições de corrente por Doppler e temperatura CTD Perfilador de condutividade temperatura e profundidade RCM-9 Medidor de corrente pontualpor pontualpor Doppler, temperatura, condutividade e pressão • Medição e Análise de dados (nível do mar, ondas, correntes e parâmetros meteorológicos) • Modelagem numérica para aprimoramento de técnicas e reconstituição de eventos meteoceanográficos. PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA Marégrafo

13 Oceanografia Biológica COLETA DE PLÂNCTON AVALIAÇÃOPESQUEIRA CENSO VISUAL ANÁLISE/ASSESSORIA • Interações de organismos marinhos e meio ambiente (impactos naturais e antropogênicos). • Taxonomia, biogeografia de espécies de importância ecológica e biotecnológica. ROV PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA LAREMAR Microscopia

14 Coleta de parâmetros oceanográficos e modelagem hidrodinâmica do oceano: campos iniciais e previsão e Modelagem acústica submarina Temperatura da superfície do mar (painel esquerdo) e sua estrutura tridimensional de temperatura construída a partir da técnica de Modelos de Feição (painel direito). Modelagem da propagação acústica com presença do evento da Ressurgência de Cabo Frio (painel esquerdo) e a respectiva eficiência de propagação (painel direito) PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA

15 Processamento de sinais acústicos Exemplo de modulação FSK utilizada no IEAPM Array vertical de hidrofones do IEAPM Fonte acústica do IEAPM Acústica Submarina PRINCIPAIS ATIVIDADES E INFRAESTRUTURA INFRAESTRUTURA

16 PRINCIPAIS PROJETOS

17 Objetivo: Desenvolvimento de um sistema de previsão do alcance sonar com um módulo ambiental (STA) e outro acústico (MODPRES) em parceria com o IPqM. SISTEMA DE PREVISÃO DO AMBIENTE ACÚSTICO PARA O PLANEJAMENTO DAS OPERAÇÕES NAVAIS (SISPRES)

18 Objetivo:Ampliar e modernizar a infra-estrutura de computação de alto desempenho e de equipamentos de medições oceanográficas, visando o desenvolvimento de pesquisa para construção de campos termohalinos para assimilação de dados em modelos numéricos. Participação: PETROBRAS, USP, UFRJ, UFBA, FURG. REMO (INFRA&PD) Rede Temática de Modelagem e Observação Oceanográfica (Módulo de Infra-estrutura e Pesquisa e Desenvolvimento

19 OBJETIVO: Intercâmbio tecnológico e aumento da sinergia e da colaboração técnica entre Brasil, União Européia e Canadá no desenvolvimento de tecnologias e monitoramento oceânico por métodos acústicos. areia fina lama areia média areia grossa 100 m 200 m 300 m 400 m 500 m OCEAN ACOUSTIC EXPLORATION (OAEX)

20 OBJETIVO:Cooperação entre Brasil e França, no campo da acústica submarina. Intercâmbio em modelos de propagação acústica, emprego de técnicas de exploração geoacústica e de tomografia acústica. COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (GTC BRASIL-FRANÇA)

21 OBJETIVO: Ampliar a capacitação técnico-científica do IEAPM para a produção de informações acústicas submarinas visando a caracterização dos níveis e fontes do ruído ambiental, a identificação dos parâmetros geoacústicos que influenciam nas perdas da propagação e a realização de experimentos acústicos na área-teste. Parceria com a UFF. Localização da área-teste SISTEMA DE PROPAGAÇÃO DA ENERGIA ACÚSTICA (PROPENERG)

22 Objetivo: Desenvolver sistemas seguros de transmissão de dados, por métodos acústicos, entre plataformas submarinas e estações de terra e entre plataformas submarinas e de superfície. Comunicações Submarinas - CSub

23 FINALIDADE/APLICAÇÃO: Sistema integrado de obtenção, processamento e apresentação de dados oceanográficos e meteorológicos, de uma área oceânica a ser empregada para atividades de Defesa, Tecnologia Submarina,Engenharia Naval e Pesquisas Científicas correlatas. Financiado pela FINEP SISTEMA DE OBTENÇÃO DE DADOS PARA A DEFESA - SIODOC

24 FINALIDADE/APLICAÇÃO: Executar os serviços de coleta de amostras de algas calcárias, análise de dados ambientais e realização de experimentos no LAREMAR. Coop. Statoil/IEAPM/FEMAR PROJETO DE ALGAS CALCÁRIAS PEREGRINO PEREGRINO

25 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

26 INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM CURSO CURSO Tintasanti-incrustantes Combate a bioincrustação

27 Grande diversidade de organismos incrustantes; Complexidade dos fatores envolvidos nos processos de Bioincrustação; Danos ao meio ambiente causados pelas tintas; e Integração de diferentes áreas de pesquisa Grande diversidade de organismos incrustantes; Complexidade dos fatores envolvidos nos processos de Bioincrustação; Danos ao meio ambiente causados pelas tintas; e Integração de diferentes áreas de pesquisa Vista aérea da Ilha de Cabo. Destaque da Praia onde está localizado o Campo de Provas. Considerações Científicas

28 TINTAS ANTI-INCRUSTANTES Desenvolvimento Tecnológico Marinha do Brasil IEAPM IEAPM Universidade Empresas

29 OBJETIVO: Extração de substâncias bioativas a partir de organismos marinhos visando a síntese dessas substâncias ou análogos para uso em tintas anti-incrustantes. Resolução IMO- MARPOL SITUAÇÃO ATUAL: Foi sintetizado e incorporado um análogo em tinta anti-incrustante e testada sua eficiência no campo ESTUDOS BIOTECNOLÓGICOS DE SUBSTÂNCIAS BIOATIVAS PROVENIENTES DE ORGANISMOS MARINHOS - BIOTEC

30 OBJETIVO: Avaliar o potencial de substâncias bioativas extraídas de algas marinhas e avaliação da biocorrosão em ambiente antártico. AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS DE INCRUSTAÇÃO ATRAVÉS DE MÚLTIPLAS HIPÓTESES DE TRABALHO NA ANTÁRTICA

31 Objetivo: Produzir a patente de um perfilador oceanográfico descartável nacional. Parceria com CBPF. Multi-perfilador Oceanográfico Descartável (MPOD)

32 PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

33 CLIENTE: Diretoria de Portos e Costas - DPC OBJETIVO: Criar, manter e registrar em banco de dados as informações sobre água de lastro obtidas no Formulário para Informações Relativas à Água Utilizada como Lastro (Anexo A, Norma da Autoridade Marítima -NORMAN-20/DPC). Obs: 1000 navios nas Águas Jurisdicionais Brasileiras PROJETO SINAL SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE ÁGUA DE LASTRO

34 FINALIDADE/APLICAÇÃO: Registrar em um banco de dados, às concentrações de radionuclídeos artificiais (Cs-137 e Sr-90), em amostras de água, sedimentos e organismos, na área marítima próxima e ao longo de todo o litoral brasileiro. PROGRAMA DE MONITORAMENTO DE RADIONUCLÍDEOS NA COSTA BRASILEIRA

35 FINALIDADE/APLICAÇÃO: Análise comparativa de óleo em amostras provenientes de derrames no mar para identificar os agentes causadores da poluição por óleo nas Águas Jurisdicionais Brasileiras O IEAPM encontra-se acreditado junto ao INMETRO, com base na Norma ABNT NBR ISO/IEC Requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração. O IEAPM encontra-se cadastrado na ANP desde Análise de Hidrocarbonetos

36 FINALIDADE/APLICAÇÃO: definir o impacto das atividades portuárias atuais e projetadas nas áreas de influência direta e indireta do empreendimento e propor medidas para atenuar os efeitos adversos e estimular aqueles benéficos nos ambientes físico, biótico e sócioeconômico. LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO PORTO DO FORNO

37 FINALIDADE/APLICAÇÃO: monitorar o impacto das atividades atuais e projetadas nas áreas de influência direta e indireta do empreendimento, referentes à biota aquática e qualidade da água. MONITORAMENTO AMBIENTAL EBN

38 SERVIÇO TECNOLÓGICO

39 Objetivo:Projetos de instalação e Comissionamento de Perfiladores de Correntes Doppler Acústico (ADCP) e Ecobatímetros Hidrográficos Situação atual: 2008 – NOc “CRUZEIRO DO SUL” – Concluído 2009 – NOc “ANTARES” 2010 – NAVIO POLAR Alte MAXIMIANO e NF “Alte GRAÇA ARANHA (em execução) ARANHA (em execução) AvPq ASPIRANTE MOURA: em análise Instalação de Instrumentos Científicos em Navios da MB

40 POTENCIALIDADE

41 Objetivo: Desenvolvimento de sistemas acústicos para detecção e localização por métodos passivos, com aplicação específica em portos e plataformas offshore, além de contribuir para pesquisas de ruído ambiental. Aplicação Dual: Pesca ilícita, detecção de cardumes, controle de atividades ilícitas offshore Vigilância Acústica Submarina da Amazônia Azul – VASAA

42 IX Simpósio sobre Ondas, Marés, Engenharia Oceânica e Oceanografia por Satélite EVENTOSEVENTOS IX Encontro de Bioincrustação

43 “Que nos apropriemos desse mar com uma posse real, profunda, apaixonada e definitiva” (Almirante Paulo Moreira)


Carregar ppt "INSTITUTO DE ESTUDOS DO MAR ALMIRANTE PAULO MOREIRA MARINHA DO BRASIL II Simpósio de Ciência,Tecnologia e Inovação da Marinha 21-23 /SET/2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google