A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CÁLCULOS DE SHUNT CARDÍACO Márcio A. Urzêda, MD, MSc.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CÁLCULOS DE SHUNT CARDÍACO Márcio A. Urzêda, MD, MSc."— Transcrição da apresentação:

1 CÁLCULOS DE SHUNT CARDÍACO Márcio A. Urzêda, MD, MSc

2 Estudo hemodinâmico •Detecção, localização e quantificação. •Suspeitas: –Dessaturação inexplicada: •Pensar inicialmente em hipoventilação; •shunt D→E. –Saturação na A. pulmonar >80%: •Shunt E→D. –Não confirmação de lesões suspeitas: •Sopro sistólico na ausência de insuf. Mitral: –Pensar em DSV.

3 Estudo hemodinâmico •Métodos: –Oximétrico; –Dilucional; –Angiográfico.

4 Shunt esquerda-direita (método oximétrico) •Medida de saturação e conteúdo de O 2 no coração direito: –Aferição: coleta de sangue ou por catéter de fibra óptica (aferição contínua). •A. pulmonar; •Ventrículo direito; •Átrio direito; •Veias cavas superior e inferior.

5 Shunt esquerda-direita –Diagnóstico: •Salto oximétrico em qualquer câmara direita. –Salto oximétrico significante (Step up): •Aumento no conteúdo ou saturação que supera os valores normais na câmara em questão.

6 Valores oximétricos normais

7 Cálculo dos fluxos sanguíneos pulmonar e sistêmico Cálculo do shunt E-D: Qp-Qs Svc=(3xSvcs) + (1xSvci)/4

8 •Exemplo: paciente com: Hb:14, VO 2 :240 •Svcs;67,5% •Svci: 73%. Svc=(3xSvcs) + (1xSvci)/4 =(3x67,5)+(1x73)/4 = 69% Sad-média: /3 = 79% •Sad-Svc = 10% (>7% da tabela). Cálculo dos fluxos sanguíneos pulmonar e sistêmico

9 •CvpO 2 : 0,96 x 14 x 1,36 = 183ml/l •CapO 2 : 0,8 x 14 x1,36 = 152ml/l •Qp: VO 2 / Cvp – Cap = 240/ = 7,74l/min •Qs:VO 2 /CaoO 2 – CvmO 2 = 4,7l/min •Shunt = Qp-Qs: 7,74-4,7 = 3l/min •Razão de fluxo: Qp/Qs=1,65(DSA pequena a moderada)

10 Cálculo de shunt •Salto oximétrico (step up) Em VD DSV severo

11 Razão de fluxo (Qp/Qs) •Fornece a magnitude do shunt –Até 1,5: leve; –1,5-2,0: moderado; –>2,0: severo. •Cálculo simplificado: •Qp = (SO 2 ao –SO 2 vm) = (96-69) = 1,69 Qs = (SO 2 vp – SO 2 ap) = (96-80)

12 Shunt esquerda-direita (técnica da diluição) Recirculação rápida -Injeção na A. pulmonar e Mensuração na A. braquial; -Há detecção do shunt mas não sua localização

13 Shunt esquerda-direita Injeção no VE e mensuração na A. pulmonar Diag. dif: DSV e PCA DSV

14 Shunt esquerda-direita (Angiografia) • OAE cranial ou OAD+OAE. •Visualizações: septo interventricular, seios de valsalva, aorta torácica ascendente e descendente; •Visualiza lesões complicadas: defeito de coxim endocárdico, fístulas de coronárias, aneurismas rotos nos seios de valsalva. •Não deixar de fazer cálculos de shunts, fluxos e resistências (avaliação terapêutica e prognóstica)

15 Shunt direita-esquerda •Indícios: –Cianose; –Hipoxemia (mais comum). •Shunt ou distúrbio ventilação-perfusão? •Se shunt, qual sua localização e magnitude?

16 Shunt direita-esquerda •Angiografia: localiza mas não quantifica •Método oximétrico: •Colher sangue em veia pulmonar, átrio esquerdo,ventrículo esquerdo e aorta. •Cateterizar veia pulmonar e átrio esquerdo (via forame oval) •Salto oximétrico (dessaturação – step down)

17 Shunt direita-esquerda

18

19 •Ecocardiografia contrastada com microbolhas; –Não invasivo e fácil; –Detecta pequenos shunts; –Localiza o defeito anatômico; –Determina direção do fluxo (doppler)

20 Eco contrastado •Injeção em veia superficial do braço esquerdo DSA

21 Shunt bidirecional •Calculado pelo fluxo sanguineo efetivo (fluxo que existiria se não houvesse shunt E-D ou D-E) •Qfse: VO 2 /Cvp-Cvm

22 Cálculo de gradientes

23 Pressões pós valvoplastia mitral

24 PRESSÕES EM VENTRÍCULO ESQUERDO Normal Restrição Relaxamento ↓Complacência ↓

25 Cálculos de shunts  Curto-circuito (CC): definição  Vol% de O2: 1 vol% = 5% de HbO2  Valores de Dexter  Cálculo dos CC E  D  Relação FP/FS  Sensibilidade da oximetria  CC E  D, D  E e D  E

26

27

28


Carregar ppt "CÁLCULOS DE SHUNT CARDÍACO Márcio A. Urzêda, MD, MSc."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google