A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tecidos de proteção: epiderme e súber. Epiderme  Originado do dermatogênio;  Envolve externamente todos os órgãos vegetais: raiz, caule, folhas, flores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tecidos de proteção: epiderme e súber. Epiderme  Originado do dermatogênio;  Envolve externamente todos os órgãos vegetais: raiz, caule, folhas, flores."— Transcrição da apresentação:

1 Tecidos de proteção: epiderme e súber

2 Epiderme  Originado do dermatogênio;  Envolve externamente todos os órgãos vegetais: raiz, caule, folhas, flores e frutos;  Vivas;  Não tem cloroplastos;  Funções: proteção contra transpiração e ferimentos, absorção, trocas gasosas, secreção e excreção.  Para exercer estas funções, a epiderme forma estruturas como:

3

4 1)Cutícula:  Película do lado mais externo/ lado exposto ao ar atmosférico;  Formada por cutina- substância impermeável a água;  Evitar perda excessiva de água por transpiração(vapor de água);  Deposição de cera, para evitar acumulo de água/ folhas.

5 2. Pelos  Saliências epidérmicas;  Uni ou pluricelulares;  Simples, ramificados ;  Funções: proteção contra transpiração, desvio dos raios solares, produtores de substâncias de secreção, urticantes, disseminação e absorção(raiz ).

6

7 3)Papilas  Papilas: pequenas, unicelulares, geralmente relacionadas com secreção de substâncias.

8 4)Acúleos  Saliências pontiagudas, protetoras e resistentes da epiderme. São destacados facilmente por não terem tecido de sustentação. São confundidos com espinhos ( modificações da folhas ou ramos). Ex: roseira. espinhosacúleos

9 5)Escamas  Escamas: pluricelulares, protetoras e absorvem água. Escudo formado por células mortas, desprovidas de cutícula e funcionam como uma verdadeira esponja.

10 6)Estômatos  Relacionados com trocas gasosas;  Controle de saída de água da planta (transpiração);  Folhas, caules verdes;  Formado por duas células em forma de rim, deixando uma abertura entre elas- o ostíolo ;  Ostíolo: comunicação do meio interno com externo;  Podem aparecer nas duas epidermes.

11 Periderma  FELOGÊNIO+SÚBER+FELODERMA= PERIDERME  Felogênio= meristema secundário/espessura – células são produzidas para fora que se transformam em Súber e as células para dentro em Feloderma.

12 Súber ou cortiça  Tecido formado por células mortas, parede celular com muita suberina que impede trocas gasosas;  Atua como isolante térmico, proteção contra ferimentos, perda de água(transpiração);  Quando madura é chamado de cortiça;  Aparecem as lenticelas, pequenas fendas importantes para as trocas gasosas entre interior da planta e meio externo. Podem aparecer no caule e na raiz.

13 Ritidoma  Acúmulo de tecidos superficiais e mortos formados por vários felogênios.  Não acompanha o crescimento,pois é morta, se rompe e cai.  Ex: jabuticabeira, goiabeira...  Meristema de cicatrização: semelhante ao felogênio/ produz súber e feloderma= periderma na região da ferida.

14

15

16 Estômato


Carregar ppt "Tecidos de proteção: epiderme e súber. Epiderme  Originado do dermatogênio;  Envolve externamente todos os órgãos vegetais: raiz, caule, folhas, flores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google