A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oração do Terço. O que é orar? Orar é falar com Deus, nosso Pai celestial, para O louvar, dar-Lhe graças e pedir-lhe perdão e toda a espécie de bens.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oração do Terço. O que é orar? Orar é falar com Deus, nosso Pai celestial, para O louvar, dar-Lhe graças e pedir-lhe perdão e toda a espécie de bens."— Transcrição da apresentação:

1 Oração do Terço

2 O que é orar? Orar é falar com Deus, nosso Pai celestial, para O louvar, dar-Lhe graças e pedir-lhe perdão e toda a espécie de bens. Temos obrigação de orar? Temos obrigação de orar, porque Deus é o Nosso Senhor e Nosso Pai, porque Jesus Cristo o manda, e porque a oração é o meio ordinário de alcançar a graça e os outros benefícios de Deus.. Qual é a oração mais excelente? A oração mais excelente é o Pai Nosso que nos ensinou o próprio Jesus Cristo. Doutrina Cristã

3 Ano C- XVI Domingo do Tempo Comum

4 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. R. Ámen! A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do pai e a comunhão do espírito santo estejam convosco. R:Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Irmãos, para celebrar dignamente os santos mistérios reconheçamos que somos pecadores (momento de silêncio)

5 Confessemos os nossos pecados: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, actos e omissões, (batendo no peito) por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.Ámen!

6 Senhor, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

7 Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória.

8 Senhor Jesus Cristo, Filho Unigénito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai: Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós; Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica; Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o Santo; só Vós, o Senhor;

9 Só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo; com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Ámen

10 Sede propício, Senhor, aos vossos servos e multiplicai neles os dons da vossa graça, para que, fervorosos na fé, esperança e caridade, perseverem na fiel observância dos vossos mandamentos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

11 Gen 18, 1-10a

12 LEITURA I Gen 18, 1-10a Leitura do Livro do Génesis Naqueles dias, o Senhor apareceu a Abraão junto do carvalho de Mambré. Abraão estava sentado à entrada da sua tenda, no maior calor do dia. Ergueu os olhos e viu três homens de pé diante dele. Logo que os viu, deixou a entrada da tenda e correu ao seu encontro; prostrou-se por terra e disse: «Meu Senhor, se agradei aos vossos olhos,

13 LEITURA I Gen 18, 1-10a não passeis adiante sem parar em casa do vosso servo. Mandarei vir água, para que possais lavar os pés e descansar debaixo desta árvore. Vou buscar um bocado de pão, para restaurardes as forças antes de continuardes o vosso caminho, pois não foi em vão que passastes diante da casa do vosso servo». Eles responderam: «Faz como disseste».

14 LEITURA I Gen 18, 1-10a Abraão apressou-se a ir à tenda onde estava Sara e disse-lhe: «Toma depressa três medidas de flor da farinha, amassa-a e coze uns pães no borralho». Abraão correu ao rebanho e escolheu um vitelo tenro e bom e entregou-o a um servo que se apressou a prepará-lo. Trouxe manteiga e leite e o vitelo já pronto e colocou-o diante deles; e, enquanto comiam, ficou de pé junto deles debaixo da árvore.

15 LEITURA I Gen 18, 1-10ª Depois eles disseram-lhe: «Onde está Sara, tua esposa?». Abraão respondeu: «Está ali na tenda». E um deles disse: «Passarei novamente pela tua casa daqui a um ano e então Sara tua esposa terá um filho». Palavra do Senhor. Graças a Deus

16

17 Salmo Salmo 14 (15), 2-3a.3cd-4ab.5 (R. 1a) Quem habitará, Senhor, no vosso santuário? O que vive sem mancha e pratica a justiça e diz a verdade que tem no seu coração e guarda a sua língua da calúnia. Refrão

18 Salmo Salmo 14 (15), 2-3a.3cd-4ab.5 (R. 1a) Quem habitará, Senhor, no vosso santuário? O que não faz mal ao seu próximo, nem ultraja o seu semelhante, o que tem por desprezível o ímpio, mas estima os que temem o Senhor. Refrão

19 Salmo Salmo 14 (15), 2-3a.3cd-4ab.5 (R. 1a) Quem habitará, Senhor, no vosso santuário? O que não falta ao juramento mesmo em seu prejuízo e não empresta dinheiro com usura, nem aceita presentes para condenar o inocente. Quem assim proceder jamais será abalado. Refrão

20 Col 1, 24-28

21 LEITURA II Col 1, Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Colossenses Irmãos: Agora alegro-me com os sofrimentos que suporto por vós e completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo, em benefício do seu corpo que é a Igreja. Dela me tornei ministro, em virtude do cargo que Deus me

22 LEITURA II Col 1, confiou a vosso respeito, isto é, anunciar- vos em plenitude a palavra de Deus, o mistério que ficou oculto ao longo dos séculos e que foi agora manifestado aos seus santos. Deus quis dar-lhes a conhecer em que consiste, entre os gentios, a glória inestimável deste mistério: Cristo no meio de vós, esperança da glória.

23 LEITURA II Col 1, E nós O anunciamos, advertindo todos os homens e instruindo-os em toda a sabedoria, a fim de os apresentarmos todos perfeitos em Cristo. Palavra do Senhor. Graças a Deus

24 Aclamação ALELUIA ALELUIA A-LELUIA ( BIS ) Felizes os que recebem a palavra de Deus de coração sincero e generoso e produzem fruto pela perseverança. Refrão

25 Lc 10, 38-42

26 EVANGELHO Lc 10, O Senhor esteja convosco, Ele está no meio de Nós. Evangelho se nosso Senhor Jesus Cristo Segundo S. Lucas Gloria a Vós, Senhor

27 EVANGELHO Lc 10, Naquele tempo, Jesus entrou em certa povoação e uma mulher chamada Marta recebeu-O em sua casa. Ela tinha uma irmã chamada Maria, que, sentada aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Entretanto, Marta atarefava-se com muito serviço. Interveio então e disse: «Senhor, não Te importas que minha irmã me deixe sozinha a servir? Diz-lhe que venha ajudar-me». O Senhor respondeu-lhe:

28 EVANGELHO Lc 10, «Marta, Marta, andas inquieta e preocupada com muitas coisas, quando uma só é necessária. Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada». Palavra da salvação. Gloria a Vós, Senhor.

29

30 Segundo o Evangelho de São João, Jesus visitou Jerusalém pelo menos seis vezes e Betânia fica a pouco mais de três quilómetros de distância. Jesus era amigo de Marta e de Maria, como mostra a frase de Maria: “Senhor, se estivesses aqui o meu irmão não teria morrido” e que O fez chorar. Porque é que São Lucas conta esta história? Na Igreja primitiva a Eucaristia celebrava-se em casa de um dos fiéis.

31 Enquanto os «visitantes» ouviam a pregação dos Apóstolos ou dos anciãos, o dono da casa estava atarefado com a preparação da refeição Eucarística. Há um convite indireto para que todos partilhemos do trabalho e da oração. No seu Evangelho, São Lucas várias vezes coloca as mulheres em lugares de honra. Maria está sentada aos pés de Jesus, ouvindo os seus ensinamentos. É o lugar do discípulo,

32 o lugar do homem naquela época e naquela sociedade. O lugar elevado de Maria e a atenção que ela recebe, embaraçam Marta, que suspeita que Jesus gosta mais de Maria e não vê com bons olhos o trabalho que ela faz na cozinha. Jesus não quis diminuir Marta nem a sua atividade, mas quis ensinar ao que devemos dar prioridade. Ouvir a palavra de Deus é fundamental em toda a Acão. Sem o “alimento” da oração,

33 do silêncio e da comunhão com Deus, o serviço torna-se uma carga pesada e deixa de ser uma vocação. Ao longo de todo o relato Maria não diz uma palavra, nem sequer para se defender, para esclarecer a sua própria posição, para explicar a sua própria escolha. É Marta quem agora precisa se sentar aos pés de Jesus para o escutar e recuperar a calma, a serenidade interior e a paz. Muitos andam sem paz interior,

34 e para cobrir isso alguns agitam-se mais fazendo muitas coisas. Isto também não resolve o problema por muito tempo. Outros ficam tristes ou andam sem alegria nenhuma na vida. Ouvimos dizer que “sou católico, fui batizado e praticava, mas quando morreu meu filho ou filha, irmão ou irmã, marido ou mulher, ou os pais, a partir daí deixei de ir à igreja”. Os que perderam entes queridos revoltam-se contra Deus e deixam a oração.

35 O problema é que as pessoas em quem se pode confiar são poucas e qualquer perda deixa um vazio grande e não conseguem encher este vazio. Começam a contar só as coisas negativas da vida e tomam uma atitude negativa contra a religião e contra Deus tornando a vida amarga. Se esta atitude não traz paz, devemos adotar uma outra tácita, indo à igreja. Algumas vezes as nossas atividades podem tornar-se uma fuga.

36 Depois de um dia de trabalho cansativo no escritório, os pais por vezes deixam de ouvir as crianças e a mulher, e frequentemente irritam-se. Outros ligam mais à televisão ou à Internet. O amor humano começa em casa e começa por ouvir os outros. Quanto mais ouvimos, mais cresce o amor. Isto é verdade nas famílias unidas.

37 Não devemos ser distraídos pelo síndroma de Marta, devemos pelo contrário arranjar tempo para ouvir Jesus. Uma família que reza é uma família viva. Assim Seja.

38

39

40 Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra De todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigénito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; Gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos céus (Faz-se inclinação)

41 E encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria. e Se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras; e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. De novo há-de vir em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim.

42 Creio no Espírito Santo. Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas. Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo Para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos, e vida do mundo que há-de vir. Ámen.

43

44 Caríssimos fieis: Como Maria, irmã de Lázaro, sentada aos pés de Jesus, instruídos pelo que aprendemos, façamos subir ao Céu as nossas súplicas, dizendo confiantes: Ouvi-nos, Senhor. Para que nas dioceses e paróquias de todo o mundo os anunciadores do evangelho deixem Cristo falar nas suas palavras, oremos, irmãos. Ouvi-nos, Senhor.

45 Para que sejam vencidas em toda a parte a ignorância, a discriminação e as desigualdades, e se fortaleça a cultura, a concórdia e a amizade, oremos, irmãos. Ouvi-nos, Senhor. Para que os homens saibam acolher, como Abraão, os que vêm até eles com fome e sede, e acreditem que o Senhor Se esconde em cada pobre, oremos, irmãos. Ouvi-nos, Senhor.

46 Para que Deus proteja os que viajam, reconduza ao seu lar os emigrantes, alivie o sofrimento dos enfermos e salve os moribundos, oremos, irmãos. Ouvi-nos, Senhor. Para que o Espirito Santo nos faça compreender o que é completar em nós próprios o que falta à Paixão de jesus Cristo, oremos, irmãos. Ouvi-nos, Senhor.

47 Concedei, Senhor, a cada homem a graça de Vos servir nos mais pobres e fazei que os cristãos do mundo inteiro, à semelhança de Maria, irmã de Marta, saibam escutar a palavra de Jesus, Ele que é Deus convosco na unidade do Espirito Santo. Amem.

48

49 Orai, Irmãos para que o meu e vosso sacrifício seja aceite por Deus Pai todo-poderoso. Todos: receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para honra e glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja

50 (Todos a pé) ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS Senhor, que levastes à plenitude os sacrifícios da Antiga Lei no único sacrifício de Cristo, aceitai e santificai esta oblação dos vossos fiéis, como outrora abençoastes a oblação de Abel; e fazei que os dons oferecidos em vossa honra por cada um de nós sirvam para a salvação de todos.

51 (Todos a pé) Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

52 V. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. V. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. R. É nosso dever, é nossa salvação.

53 Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação dar-Vos graças, sempre e em toda a parte. Em Vós vivemos, nos movemos e existimos e, durante a nossa vida terrena, sentimos cada dia os efeitos da vossa bondade e possuímos desde já o penhor da vida futura; tendo recebido as primícias do Espirito,

54 pelo qual ressuscitastes Jesus Cristo de entre os mortos, vivemos na esperança da Páscoa eterna. Por isso, com os Anjos e os Santos, proclamamos a vossa glória, Cantando numa só voz.

55

56 Sac. Vós, Senhor, sois verdadeiramente santo, sois a fonte de toda a santidade. Reunidos na vossa presença, em comunhão com toda a igreja, ao celebrarmos o dia santíssimo em que o Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho Unigénito, colocou à direita da vossa glória a nossa frágil natureza humana unida á sua divindade, humildemente vos suplicamos: Santifiquei estes dons, derramando sobre eles o Vosso Espírito, de modo a que se convertam para nós, o Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

57 (Todos ajoelham) Na hora em que Ele se entregava, para voluntariamente sofrer a morte, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e deu-o aos seus discípulo, dizendo: Tomai, todos, e comei: isto é o meu Corpo que será entregue por vós.

58 De igual modo, no fim da Ceia, tomou o cálice e, dando graças, deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu Sangue o Sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memoria de mim.

59 Mistério da Fé! Todos: Anunciamos, Senhor, a vossa morte, proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

60 Sac. Celebrando agora, Senhor, o memorial da morte e ressurreição de vosso Filho nós Vos oferecemos o pão da vida e o cálice da salvação e Vos damos graças porque nos admitistes à vossa presença para Vos servir nestes santos mistérios. Humildemente Vos suplicamos que, participando no Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos, pelo Espírito Santo, num só corpo. Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja, dispersa por toda a terra, e tornai-a perfeita na caridade em comunhão com o Papa Francisco,

61 e o nosso o nosso Patriarca Manuel, os bispos auxiliares e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo. Lembrai-Vos também dos nossos irmãos que adormeceram na esperança da ressurreição, e de todos aqueles que na vossa misericórdia partiram deste mundo: admiti-os na luz da vossa presença. Tende misericórdia de nós, Senhor, e dai-nos a graça de participar na vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José seu esposo, os bem-aventurados Apóstolos e todos os Santos que desde o princípio do mundo viveram na vossa amizade, para cantarmos os vossos louvores, por Jesus Cristo, vosso Filho.

62 Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória agora e para sempre… TodosÁmen.

63

64 Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Vosso nome. Venha a nós o Vosso Reino. Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos daí hoje. Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixei cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

65 Sac. Livrai-nos de todo o mal, Senhor, e dai ao mundo a paz em nossos dias, para que, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e de toda a perturbação, enquanto esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo nosso Salvador. Todos: Vosso é o reino e o poder e a glória para sempre.

66 Sac. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos Apóstolos. Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz: não olheis aos nossos pecados mas à fé da vossa Igreja e dai-lhe a união e a paz, segundo a vossa vontade. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. A paz do Senhor esteja sempre convosco. Todos: O amor de Cristo nos uniu. Sac. Saudai-vos na paz de Cristo.

67

68 CORDEIRO DE DEUS QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO TENDE PIEDADE NÓS CORDEIRO DE DEUS QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO DAI-NOS A PAZ

69 Sac. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo. Todos: Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo

70

71

72 ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO Protegei, Senhor, o vosso povo que saciastes nestes divinos mistérios e fazei-nos passar da antiga condição do pecado à vida nova da graça. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

73

74 Sac. O Senhor esteja convosco. Todos:Ele está no meio de nós. Sac. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Todos:Ámen. Sac. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Todos:Graças a Deus.

75

76 Ficha técnica : Eucaristia Celebrada por : Fr. Jacob Puthiyaparampil Animada por : Grupo Coral “ No Momento ” Realização : A. Alberto Sousa Imagens recolhidas : Via Google Projeção disponível : www. mcccastanheira. blogsp ot. pt www. mcccastanheira


Carregar ppt "Oração do Terço. O que é orar? Orar é falar com Deus, nosso Pai celestial, para O louvar, dar-Lhe graças e pedir-lhe perdão e toda a espécie de bens."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google