A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Recursos Hídricos. Planeta Água (Guilherme Arantes) “Água que nasce na fonte serena do mundo E que abre o profundo grotão. Água que faz inocente riacho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Recursos Hídricos. Planeta Água (Guilherme Arantes) “Água que nasce na fonte serena do mundo E que abre o profundo grotão. Água que faz inocente riacho."— Transcrição da apresentação:

1 Recursos Hídricos

2 Planeta Água (Guilherme Arantes) “Água que nasce na fonte serena do mundo E que abre o profundo grotão. Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão Águas que banham aldeias e matam a sede da população Águas que caem das pedras no véu das cascatas, ronco de trovão E depois dormem tranqüilas no leito dos lagos, no leito dos lagos Água dos igarapés, onde Iara, a mãe d`água é misteriosa canção Água que o sol evapora, pro céu vai embora, virar nuvem de algodão. Gotas de água da chuva, alegre arco-íris sobre a plantação Gotas de água da chuva, tão tristes, são lágrimas na inundação. Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão E sempre voltam humildes pro fundo da terra, pro fundo da terra. Terra, planeta água Terra, planeta água” Planeta Água

3 A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos. Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos da Água Imagem

4 Durante bilhões de anos, a água vem se reciclando naturalmente, sem fronteiras ou barreiras geográficas, garantindo vida na Terra e multiplicando seu uso de diversas formas. Em função de seu ciclo natural, acredita-se que a água nunca desaparecerá. Entretanto, se o mau uso continuar, encontrar água potável será cada vez mais difícil e raro, pois a contaminação ou poluição acontece facilmente e pode ocorrer em qualquer fase do ciclo. Até pouco tempo, o Planeta funcionava como um autopurificador e seus sistemas naturais de filtragem eram suficientes para garantir a limpeza dos poluentes. O modelo de desenvolvimento, somado ao aumento da taxa populacional, propiciou o crescimento desordenado das cidades e o lançamento de lixo e esgotos sem tratamento nos corpos d’água. Indústrias que lançam produtos tóxicos e o uso irracional de água na agricultura levaram ao aumento crescente da demanda por água. A redução de áreas verdes pelos desmatamentos vem alterando a quantidade e a qualidade da água e o clima. Os mecanismos de “defesa da Terra” acabaram se enfraquecendo e hoje temos uma escassez de água doce potável. Apesar do volume de água ser o mesmo desde a formação do planeta Terra, o consumo vem aumentando, principalmente nos últimos 100 anos. Á Á Água

5 Distribuição da água Oceanos: 97,50% Geleiras: 1,979% Águas Subterrâneas: 0,514% Rios e Lagos: 0,006% Atmosfera: 0,001% Distribuição da Água no Mundo

6 Países com mais água per capita Guiana Francesa m³ Islândia m³ Guiana m³ Suriname m³ Congo m³ Papua Nova Guiné m³ Gabão m³ Ilhas Salomão m³ Canadá m³ Nova Zelândia m³ Fonte: WWAp/Unesco Países com menos água per capita Kuait10 m³ Emirados Árabes Unidos 58 m³ Bahamas66 m³ Qatar94 m³ Maldivas103 m³ Líbia113 m³ Arábia Saudita118 m³ Malta129 m³ Cingapura149 m³ Jordânia179 m³ Fonte: WWAp/Unesco A água é a seiva do nosso planeta. Ela é a condição essencial de todo ser. Sem ela não poderíamos conceder como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado no Art. 30 de Declaração Universal dos Direitos Humanos. Artigo 2 da Declaração Universal dos Direitos da Água Distribuição da Água no Mundo (cont.)

7 Valores dos volumes de água consumida no mundo de 1900 até 2000 nos diferentes setores. Uso urbano Uso industrial Uso agrícola Fonte: Aurelir Nobre Barreto – engenheiro agrônomo M. So. Irrigação e Drenagem, pesquisador da EMBRAPA Água Arrigo Barnabé e Arnaldo Antunes Da nuvem até o chão, Do chão até o bueiro, Do bueiro até o rio. Do rio até a cachoeira, Da cachoeira até a represa, Da represa até a caixa d`água. Da caixa d`água até o cano, Do cano até a torneira, Da torneira até o filtro, Do filtro até o copo, Do copo até a boca, Da boca até a barriga, Da barriga até a bexiga, Da bexiga até a privada Da privada até o esgoto, Do esgoto até o rio, Do rio até outro rio. Do outro rio a outro rio, Outro rio outro rio. Toda água é a mesma água. Cada água é uma outra água. Toda água é mesmo água e só. Volume de Água Consumida no Mundo

8 O Brasil é o país mais rico do mundo em recursos hídricos. Conta com 13,7% da água doce disponível do planeta, além de abrigar ecossistemas de enorme biodiversidade como o pantanal – a maior área úmida continental do mundo – e a Várzea Amazônica, a mais extensa floresta alagada da Terra. Apesar da privilegiada situação quanto à quantidade e à qualidade de suas águas, nossos recursos hídricos não vêm sendo utilizados de forma correta e responsável devido à: • Super exploração • despreocupação com os mananciais • má distribuição • poluição • desmatamento • e desperdício Estes fatores demonstram a falta de cuidado com este valioso bem. O mau uso põe em risco a vida de todos os seres vivos e afeta diretamente as diversas atividades humanas. A superfície da Terra é dominada, em 75%, pelas águas. Os 25% restantes são terras emersas, ou seja, acima da água. Tamanha abundância de água cria condições essenciais para a vida e mantém o equilíbrio da natureza. Água no Brasil

9 A contínua circulação da água na natureza constitui o chamado ciclo da água, que se relaciona ao conjunto das mudanças de lugar e de estado físico da água ao longo do tempo. Considerando-se todo o planeta, descrevemos resumidamente as etapas desse ciclo: 1.Sob a ação dos ventos e dos raios solares, a água dos rios, lagos e oceanos evapora. O vapor de água sobe e, ao encontrar as camadas mais frias da atmosfera, condensa-se e forma nuvens. As nuvens são compostas de uma grande quantidade de gotículas de água; 2. A água presente nas nuvens precipita-se sobre a superfície na forma de chuva, neve ou granizo (chuva de pedras); 3. Parte da água que cai no solo torna a evaporar. Outra parte escorre pela superfície, atingindo rios e mares. Uma certa quantidade de água se infiltra na terra e forma os lençóis de água subterrâneos. Estes, por sua vez, acabam abastecendo rios, mares, lagos e fontes, fechando assim o ciclo. Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo a água deve ser manipulada com racionalidade, preocupação e parcimônia. Artigo 3 da Declaração Universal dos Direitos da Água O ciclo da água O Ciclo da Água

10 Os seres vivos também participam do ciclo da água, pois os vegetais e os animais absorvem continuamente água do ambiente e a devolvem ao meio de diversas maneiras. Os vegetais a devolvem pela transpiração; os animais, também pela transpiração, pelas fezes e principalmente pela urina. Na transpiração a água é perdida sob a forma de vapor. Os lençóis, assim como os seres vivos (em menor escala), “imobilizam” a água, funcionando como reservatórios que controlam o sistema como um “termostato”. O Ciclo da Água (cont.)

11 gelo 4 °C A mistura de águas e recirculação de nutrientes só ocorre porque a água tem densidade máxima em 4 °C, ou seja, na fase líquida. A densidade da água na fase líquida é maior que na fase sólida. A água é um solvente universal. É o destino final de todo poluente que tenha sido lançado, não apenas diretamente na água, mas também no ar e no solo Propriedades da água Propriedades da Água

12 A concentração de pessoas em centros urbanizados provocou um enorme crescimento do consumo de água. Em cidades médias e regiões metropolitanas, como São Paulo e Recife, a falta de água faz parte do dia-a-dia. Muitas fontes estão poluídas ou simplesmente secaram. O País continua sendo visto, por brasileiros e estrangeiros, como uma das mais valiosas fontes de água doce do Planeta. O que falta é a conscientização e o combate ao desperdício, uma melhor eficiência dos governos no abastecimento de água e saneamento (a principal fonte de degradação no país é a falta de saneamento), uma gestão integrada dos recursos hídricos e o compromisso das empresas públicas e privadas em conservar a qualidade da água. O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e dos seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente, para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos por onde os ciclos começam. Artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos da Água Consumo da Água

13 O Brasil possui uma das maiores reservas hídricas do mundo, concentrando cerca de 15% da água doce superficial disponível no planeta. Mas o contraste na distribuição é enorme: RegiãoRecursoSuperfíciePopulação Norte68,50%45,30%6,98% Centro-Oeste15,70%18,80%6,41% Sul6,50%6,80%15,05% Sudeste6,00%10,80%42,65% Nordeste3,30%18,30%28,91% Fonte: Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente Além disso, problemas como o desmatamento das nascentes e a poluição dos rios agravam a situação. Em conseqüência, 45% da população não tem acesso aos serviços de água tratada e 96 milhões de pessoas vivem sem esgoto sanitário. A região Norte, com 7% da população, possui 68% da água do País, enquanto o Nordeste, com 29% da população, possui 3%, e o Sudeste, com 43% da população, conta com 6%. Consumo da Água (cont.)

14 Como garantir água para todos, se a sua distribuição ocorre de maneira desigual no Planeta? Algumas regiões são privilegiadas, umas vivem em regime de racionamento, outras em completa escassez. Em geral, há muita água boa onde mora quase ninguém e pouca água saudável em áreas densamente povoadas. Falta de rede geral de abastecimento de água no Brasil (por regiões) Fonte: adaptado do IBGE, Diretoria de Pesquisa, Departamento de População e Indicadores Sociais, Pesquisa Nacional de Saneamento Básico Abastecimento de Água no Brasil

15 Distribuição dos Recursos Hídricos por população em % do total no Brasil Fonte: SIH/Aneel, 1996, IBGE, 1996 NorteNordeste Centro- Oeste SudesteSul A água não é somente uma herança dos nossos predecessores, ela é sobretudo um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do Homem para as gerações presentes e futuras. Artigo 5 da Declaração Universal dos Direitos da Água Distribuição dos Recursos Hídricos por População

16 Segmento Usando água Abusando e esbanjando água Doméstico No abastecimento em geral, na higiene, na limpeza, na culinária, na rega de jardim e hortas “Varrendo calçadas com água limpa, deixando a torneira aberta ao escovar os dentes, fazer a barba, lavar a louça, lavando o carro com a mangueira, tomando banhos demorados, torneiras pingando e vazamentos. Poluindo água limpa, lançando lixo e esgoto nos rios e córregos ou, entupindo os encanamentos, não limpando a caixa d`água. Público Na limpeza de repartições públicas, lavagem de ruas, manutenção de fontes e chafarizes, rega de parques e áreas verdes, em incêndios, como meio de transporte dos efluentes domésticos e industriais. Desperdício de água na rede de distribuição pelos vazamentos. Sistema de abastecimento de água ineficiente, saneamento básico, coleta e tratamento de esgoto, vazamentos, não tratando os esgotos coletados que serão devolvidos aos cursos d`água. Planejando de forma inadequada a gestão dos recursos hídricos. Consumo Doméstico / Público

17 Lazer, turismo e esporte No abastecimento da rede hoteleira, passeios, hidrovias, manutenção de piscinas, represas, esportes náuticos, marinas. Vazamentos, falta de manutenção de equipamentos, nas regas dos jardins, nas atitudes dos turistas. Lançando o esgoto sem tratamento e o lixo diretamente nos rios, córregos e praias. Industrial Em todos os processos produtivos, no resfriamento e lavagem de equipamentos, pisos e pátios, banheiros e restaurantes. Vazamentos, equipamentos desregulados, lavagem de pisos e ambientes das fábricas com desperdício. Poluindo a água durante a produção e, depois, devolvendo-a, sem tratamento aos cursos d`água. Pouco investimento em processos de reuso de água. Agricultura Na irrigação de todos os tipos de cultura. Técnicas de irrigação que desperdiçam muita água em vazamentos. Utilizando excessivamente produtos e adubos químicos. Jogando embalagens vazias no solo e nos cursos d`água. Desmatando áreas de vegetação nativa e de proteção dos cursos d`água. Provocando a erosão do solo pelo mau planejamento do plantio. Segmento Usando água Abusando e esbanjando água Consumo Doméstico / Público (cont.)

18 Comércio Na limpeza geral e nos diversos usos em restaurantes, supermercados, postos de gasolina, lava-a-jato, hospitais, armazéns, consultórios odontológicos, entre outros. Vazamentos, lavagem de pisos e ambientes de trabalho, desperdício pelas atitudes dos funcionários e usuários dos serviços de comércio. Falta de manutenção dos equipamentos. Lançando lixo, óleo e esgoto. Pecuária No fornecimento de água para os animais e na manutenção das pastagens. Falta de manutenção dos bebedouros dos animais, desperdício de água nos chuveiros para aliviar o calor, na lavagem dos estábulos, vazamentos nos encanamentos e redes de irrigação das pastagens, técnicas de irrigação que gastam muita água e causam erosão nos pastos, assoreando os cursos d`água, jogando lixo, restos de animais e fezes nos rios e córregos. Desmatando grandes áreas de vegetação. Segmento Usando água Abusando e esbanjando água Consumo Doméstico / Público (cont.)

19 Navegação e transporte Na locomoção de navios, barcos e balsas. Degradando cursos d`água, poluindo a água com óleo, lixo e resíduos da lavagem dos motores e embarcações. Degradando as margens dos rios, desbarrancamento das margens pelas embarcações, provocando a erosão e o assoreamento. Geração de energia Nas usinas hidrelétricas, na geração de energia de maremotriz, nos moinhos d`água, nas barragens e represas. Planejando de forma inadequada os projetos e obras, mudança do regime das águas, desmatamento, perda da fauna nativa, alagamento de grandes áreas com a necessidade de remoção de populações ribeirinhas, destruição de florestas e eutrofização. Segmento Usando água Abusando e esbanjando água Consumo Doméstico / Público (cont.)

20 A água representa 70% da massa do corpo humano. Sintomas de desidratação: • Perda de 1% a 5% de água: Sede, pulso acelerado, fraqueza • Perda de 6% a 10% de água: Dor de cabeça, fala confusa, visão turva • Perda de 11% a 12% de água: Delírio, língua inchada, morte Uma pessoa pode suportar até 50 dias sem comer, mas apenas 4 dias sem beber água. Água no corpo humano Água no Corpo Humano

21 Nos últimos 15 anos a oferta de água limpa disponível/habitante diminuiu em 40%. O uso da água na agricultura deverá aumentar nos próximos anos. Em 20 anos deverá ocorrer uma crise relacionada a disponibilidade de água. 2,4% no resto do país9,6% na região amazônica O Brasil possui 12 % da água doce disponível no mundo Atende 95% da populaçãoAtende 5% da população Estima-se que 50% da população brasileira não tenha acesso a água tratada. Quantidade de água disponível Quantidade de Água Disponível

22 Enquanto uns tem tanto outros têm tão pouco! Quantidade de água disponível Quantidade de Água Disponível

23 A agricultura é o setor que mais consome água no país, cerca de 59%. O uso doméstico e o setor comercial consomem 22% e o setor industrial fica por último com 19% do consumo. Projeções feitas por cientistas calculam que em 2025, cerca de 2,43 bilhões de pessoas estarão sem acesso à água.O desperdício é outro grande problema. Na verdade, é uma das causas para escassez. No Brasil 40% da água tratada fornecida aos usuários é desperdiçada. Cada pessoa necessita de 40 litros de água por dia, mas a média brasileira é de 200 litros. Devido à política de exportação, que tem como base a agroindústria, uma parte significativa da água do país é para abastecer outros países. Quantidade de Água Disponível

24 Quem pensa que tanta água está disponível para o consumo humano está enganado, pois 97,3% é salgada e somente 2,7% é de água doce e encontra-se sob a forma de gelo nas calotas polares e geleiras, parte é gasosa e parte é líquida - representada pelas fontes subterrâneas e superficiais. Já os rios e lagos, que são nossas principais formas de abastecimento, correspondem a apenas 0,01% desse percentual, aproximadamente. Água Doce Sem água não são possíveis as reações bioquímicas da fotossíntese e respiração Na Terra tudo é mantido graças à presença desse líquido vital: nossas cidades, nossas indústrias, nossas plantações, e, mesmo o oxigênio que respiramos, cerca de 70% dele, vem das microscópicas algas habitantes dessa enorme massa formada por rios, lagos e oceanos. Água Doce

25 Distribuição da água na Terra Fontes: Distribuição da água doce no mundo Água Doce Água Doce (cont.)

26 A água de fácil acesso, dos rios, lagos e represas, representa muito pouco do total de água doce disponível. Mas água doce também não significa água potável. Para isso a água precisa ser de boa qualidade, estar livre de contaminação e de qualquer substância tóxica. Acredita-se que menos de 1% de toda a água doce do Planeta está em condições potáveis. O problema se agrava, quando a quantidade de água doce, de que também necessita a própria natureza, tem múltiplos usos, sendo utilizada, ao mesmo tempo, por todos os habitantes do planeta, e muitas vezes de forma pouco sustentável. Estaríamos em melhor situação, se houvesse bom uso e boa gestão dos recursos hídricos. Afinal, o pior hábito é o desperdício e o desconhecimento. Muitos ainda pensam: “tem muita água, então, para que economizar?”. Usos da água no mundo Fonte: World Bank, 2001 O Uso da Água Doce

27 Olhar a imensidão do Planeta Azul dá uma sensação de grandeza, de que a água é algo que nunca vai faltar. Pensando bem, a quantidade de água no planeta, de fato, não vai acabar porque seu ciclo natural se responsabiliza pela sua manutenção. Não podemos dizer o mesmo dos seres humanos, que se multiplicam rapidamente e agrupam-se em espaços, cada vez mais urbanizados. A água não é uma doação gratuita da natureza, ela tem um valor econômico: é preciso saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo. Artigo 6 da Declaração Universal dos Direitos da Água Segundo a ONU – Organização das Nações Unidas, a metade dos km 3 de água doce disponíveis no planeta já está sendo utilizada e, nos próximos vinte anos, é esperado que a média mundial de água disponível, por habitante, diminua um terço, imaginem duas em cada três pessoas vivendo uma situação crítica de escassez de água. O Uso da Água Doce

28 A crise é antiga. Em 1967, israelenses e árabes já guerreavam por causa do desvio de bacias hidrográficas para o abastecimento de água e, hoje, no Oriente Médio e algumas regiões na África, na Ásia, na China e na Índia, a disponibilidade de água para o consumo é quase insustentável. Um país de contrastes Se o Brasil já é rico em biodiversidade, quando o assunto é água doce, não deixamos a desejar. Segundo a ANA – Agência Nacional de Águas, somos a maior potência hídrica do planeta, com 13,7% do total mundial, garantida pela água dos rios, em especial de três grandes bacias: • Amazônica • São Francisco • Paraná, por causa do rico volume de chuvas tropicais e pela maior reserva de água doce subterrânea do mundo, o aqüífero Guarani, cujo tamanho é igual ao território da Inglaterra, França e Espanha juntas e que cruza a fronteira de sete Estados brasileiros, avançando pelos territórios argentino, paraguaio e uruguaio. Um país de contrastes

29 A maior parte de nossas águas doces estão concentrada na Região Amazônica, onde mora a menor fatia da população, com menos de 5 habitantes por Km2. A região sudeste, com mais de 100 habitantes por km 2, é abastecida pela Bacia do Atlântico Sudeste que detém somente 2,5% de descarga dos rios. Há ainda muitos brasileiros vivendo na seca, como no semi-árido do nordeste, com baixa disponibilidade de água e rios temporários. O IPA – Índice de Pobreza e de Água, vem sendo utilizado para caracterizar o estado de desenvolvimento de uma região. O índice demonstra que não é só a quantidade de recursos disponíveis que determina o nível de pobreza de um país, mas também a sua eficácia. Os critérios avaliados são: • recursos disponíveis • acesso • capacidade • uso da água • impactos ambientais. Um país de contrastes

30 Disponibilidade de Água x População


Carregar ppt "Recursos Hídricos. Planeta Água (Guilherme Arantes) “Água que nasce na fonte serena do mundo E que abre o profundo grotão. Água que faz inocente riacho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google