A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Regime de Crescimento e Geração de Emprego como Determinantes Macroeconômicos da Desigualdade de Renda: uma análise para o caso do Brasil Miguel Bruno.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Regime de Crescimento e Geração de Emprego como Determinantes Macroeconômicos da Desigualdade de Renda: uma análise para o caso do Brasil Miguel Bruno."— Transcrição da apresentação:

1 Regime de Crescimento e Geração de Emprego como Determinantes Macroeconômicos da Desigualdade de Renda: uma análise para o caso do Brasil Miguel Bruno (IPEA, UERJ e ENCE/IBGE) Ricardo Macedo (IPEA, IBMEC e UCAM)

2 •Objetivo: Efeitos do regime de crescimento econômico sobre criação de emprego e distribuição de renda. •Abordagem neo-estruturalista (Função de Progresso Técnico Kaldoriana + Análise do Regime de Crescimento) •Caso Brasileiro: finance-led growth regime ( após a liberalização)

3 •Características pós 1990`s: •Baixas taxas de crescimento do PIB; •Forte dependência de capitais especulativos; •Taxas de Juros muito elevadas •Taxa de câmbio flutuante (viés de apreciação)

4 •No Brasil: •Especialização regressiva na indústria brasileira – maior dependência das exportações e da absorção da poupança externa •Problema: superar seus limites estruturais ao desenvolvimento econômico.

5 •Aumento da riqueza dos detentores de ativos financeiros, os quais não são conectados ao financiamento da formação bruta de capital fixo. •Financiamento de capital fixo dependente do crédito público

6 1 – CRESCIMENTO DE LONGO PRAZO DO PIB PER CAPITA BRASILEIRO ( ) FONTE: IPEADATA

7 •A pobreza é um problema macroeconômico: •Necessidade de acumular capital fixo produtivo para acelerar a taxa de crescimento – há complementaridade entre FBKF e capital humano e geração de postos de trabalho

8 GRÁFICO 2 – A ACUMULAÇÃO DE CAPITAL FIXO PRODUTIVO É A BASE DA GERAÇÃO DE EMPREGO ( ) FONTE: IPEADATA para o estoque de capita; PME-IBGE para estimação do nível geral de emprego.

9 •Distribuição de renda no Brasil – panorama •Concentração de renda e do estoque de riqueza (Graf. 03) •Apesar da queda de desigualdade: tendência de crescimento da profit-share (ps) e declínio do wage- share (ws) (Graf. 04) • : crescimento do ws coincide com trajetória de crescimento (Graf.06)

10 GRÁFICO 3 – A QUEDA DA DESIGUALDADE DE RENDA NOS ANOS 90 FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 1997/2007. (1) Exclusive as informações das pessoas sem declaração de rendimento. (2) Exclusive o rendimento das pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá.

11 GRÁFICO 4 – EVOLUÇÃO DA PARCELA DOS LUCROS NO PIB A CUSTO DE FATORES ( ) FONTE: Contas Nacionais- IBGE

12 GRÁFICO 5 – EVOLUÇÃO DA PARCELA SALARIAL NO PIB A CUSTO DE FATORES ( ) FONTE: Contas Nacionais- IBGE

13 GRÁFICO 6 – DETERMINANTES MACROECONÔMICOS DA DISTRIBUIÇÃO FUNCIONAL DA RENDA ( ) FONTE: Índices de evolução das variáveis da Tabela 1

14 GRÁFICO 7 - ÍNDICE DE GINI DA DISTRIBUIÇÃO DO RENDIMENTO MENSAL DOS DOMICÍLIOS PARTICULARES PERMANENTES, COM RENDIMENTO ( ) FONTE: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 1997/2007. (1) Exclusive as informações das pessoas sem declaração de rendimento. (2) Exclusive o rendimento das pessoas da área rural de Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará e Amapá.

15 •Importância da relação capital- trabalho/Distribuição funcional da renda/Compreensão do ritmo de acumulação do capital •Relações de salários (concorrencial ou administrada) •Correlação entre salários e consumo

16 GRÁFICO 8 – OS SALÁRIOS SÃO A BASE DO CONSUMO FAMILIAR (2002 T1 – 2009 T1) FONTE: IPEADATA. NOTA: As variáveis foram tomadas em logaritmo natural

17 •Salário Mínimo reduz desigualdade

18 GRÁFICO 9 – EVOLUÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL REAL DESDE SUA CRIAÇÃO ( ) FONTE:IPEADATA NOTA: Índice dos valores do salário mínimo real, a preços de abril de 2010, pelo INPC-IBGE e ICV-Fipe (para o período ).

19 GRÁFICO 10 – SALÁRIO MÍNIMO NOMINAL E SEU “GAP” CONSTITUCIONAL (JAN/2009 – MAI/2010) FONTE: IPEADATA e DIEESE.

20 GRÁFICO 11 – O SALÁRIO MÍNIMO REAL REDUZ A DESIGUALDADE DE RENDA ( ) FONTE:IBGE e IPEADATA. NOTA: Salário mínimo real obtido a partir do salário mínimo nominal deflacionado pelo INPC-IBGE e ICV-Fipe (para o período ).

21 GRÁFICO 12 – SALÁRIO MÍNIMO REAL E RENDIMENTO MÉDIO REAL POR CATEGORIA DE OCUPAÇÃO ( ) FONTE: IPEADATA.

22 GRÁFICO 13 – CRESCIMENTO ECONÔMICO E NÍVEL DE EMPREGO (2002 T2 – 2008 T2) FONTE: PME-IBGE para o nível de emprego e BCB, para o PIB mensal. NOTA: As variáveis foram tomadas em logaritmo natural.

23 GRÁFICO 14 – CRESCIMENTO ECONÔMICO E OCUPAÇÃO POR CATEGORIA (2002 M06 – 2009 M05) FONTE: PME-IBGE. NOTA: As variáveis foram tomadas em logaritmo natural.

24 GRÁFICO 15 – CRESCIMENTO ECONÔMICO E RENDIMENTO MÉDIO REAL POR SEGMENTO ( ) FONTE: PME-IBGE. NOTA: As variáveis foram tomadas em logaritmo natural.

25 •Transição demográfica e regime de crescimento em interação macroeconômica •Elevação PIA/POP •Regime de crescimento distancia economia brasileira do pleno-emprego •Destruição da coesão social

26 GRÁFICO 16 – A TENDÊNCIA DE BAIXO CRESCIMENTO ECONÔMICO SE MANTÉM NO PERÍODO DE LIBERALIZAÇÃO ( ) FONTE: IPEADATA.

27 GRÁFICO 17 – O REGIME DE CRESCIMENTO ATUAL MANTÉM A ECONOMIA MUITO AQUÉM DO PLENO EMPREGO ( ) FONTE: IPEADATA, IBGE e Marquetti (2003) para o nível geral de emprego anterior a 1990.

28 Considerações finais: •Investimento é necessário à inserção econômica e desenvolvimento social •Políticas Públicas devem ampliar o acesso aos ativos produtivos •Salário possui papel relevante •PIA/POP X Txs. De crescimento baixas – efeitos perversos e redesenho do sistema de seguridade socia l

29 TABELA 2 – BRASIL: DETERMINANTES MACROECONÔMICOS DA DISTRIBUIÇÃO FUNCIONAL DA RENDA ( )

30


Carregar ppt "Regime de Crescimento e Geração de Emprego como Determinantes Macroeconômicos da Desigualdade de Renda: uma análise para o caso do Brasil Miguel Bruno."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google