A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jogo dos 5 giros Vem salvar os animais marinhos em perigo. Objectivo: dar a volta ao mundo e salvar animais marinhos em perigo. Procedimentos: - Formam-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jogo dos 5 giros Vem salvar os animais marinhos em perigo. Objectivo: dar a volta ao mundo e salvar animais marinhos em perigo. Procedimentos: - Formam-se."— Transcrição da apresentação:

1 Jogo dos 5 giros Vem salvar os animais marinhos em perigo. Objectivo: dar a volta ao mundo e salvar animais marinhos em perigo. Procedimentos: - Formam-se grupos de vários elementos; cada grupo recebe 1 tabuleiro, um dado e um marcador; o professor é a «banca» e fica com as cartas dos animais. - Cada grupo, à vez, roda o seu dado e avança o número de casas igual ao número de pintas que lhe calhar. - Se for ter a uma casa azul, salva o animal com esse número; se for ter a uma casa verde, pode salvar um animal à sua escolha; se for ter a uma casa vermelha, não salva nenhum animal. - O jogo termina quando um grupo salvar um determinado número de animais ou acabar o tempo.

2

3 1. Foca da Gronelândia

4 2. Cavalo-marinho Pigmeu

5 3. Lontra marinha

6 4. Tartaruga de couro

7 5. Iguana marinha

8 6. Leão-marinho

9 7. Tubarão-baleia

10 8. Pardelão-prateado

11 9. Pinguim-imperador

12 10. Baleia-azul

13 11. Golfinho de Maui

14 12. Dugongo

15 13. Peixe Napoleão

16 14. Cachalote

17 15. Albatroz-real-setentrional

18 16. Cagarra-de-cabo-verde

19 17. Tartaruga verde

20 Atum-azul

21 1 Foca-da-Gronelândia (Pagophilus groenlandicus) Características: É um mamífero. Mede entre 1,5 a 2 metros e pesa cerca de 130 kg. Pode viver até aos 35 anos. Alimenta-se de peixes e crustáceos, mergulhando a mais de 100 metros de profundidade para se alimentar. É uma espécie altamente migratória, conhecida por viajar distâncias até km. A bonita pele branco-dourado das suas crias é muito procurada e por isso milhares de focas bebés são massacradas todos os anos. Onde vive: Oceanos Glaciar Árctico e Atlântico Norte. Estado: em perigo. Causa: Caça. Poluição. Efeito de estufa (degelo).

22 2 Cavalo-marinho Pigmeu (Hippocampus bargibanti) Características: É um peixe. Tem características semelhantes às do camaleão, como mudar de cor e mexer os olhos independentemente um do outro. Mede entre 2,5cm e 3,5 cm. Utiliza a camuflagem colorida para se proteger dos predadores que partilham o seu habitat. Alimenta-se de pequenos moluscos, vermes, crustáceos e plâncton, que são sugados através do seu focinho tubular. Onde vive: Mar das Caraíbas, Oceano Atlântico. Estado: Em perigo Causa: Poluição

23 3 Lontra-marinha (Enhydra lutris) Características: É um mamífero. É a maior das lontras, pesando cerca de 15 kg. A sua pelagem densa mantém-na aquecida dentro da água. Alimenta-se de invertebrados marinhos e peixes. Usa pedras como ferramenta para abrir conchas. A sua pele foi muito procurada para confecção de casacos. Onde vive: Costas do norte e leste do Oceano Pacífico. Estado: em perigo. Causa: Poluição (derrames de petróleo). Caça (actualmente proibida).

24 4 Tartaruga-de-couro (Dormochelys coriácea) Características: É um réptil. Pode pesar mais de 800 quilos e medir 2,5 metros. Em vez de placas duras, a sua carapaça é coberta por uma pele grossa e lisa, cortada por sete linhas verticais. Alimenta-se de medusas, estrelas-do-mar, moluscos, ouriços e raramente peixes. Esta espécie tem mais de 100 milhões de anos. Onde vive: em todos os oceanos, excepto nas zonas frias. Estado: em perigo. Causas: Poucas das suas crias sobrevivem aos predadores. Poluição. Redes de pesca.

25 5 Iguana marinha (Amblyrhynchus cristatus) Características: É um réptil. O único lagarto do mundo com hábitos marinhos. Alimenta-se de algas. Ocasionalmente, também come gafanhotos e crustáceos. Onde vive: Ilhas Galápago, no Oceano Pacífico. Estado: Vulnerável e Criticamente Ameaçada. Causa: Poluição. Predação por espécies exóticas (cães e gatos).

26 6 Leão-marinho (Otaria flavescens) Características: É um mamífero. Recebeu este nome pois os machos têm uma espécie de juba, como os leões. Alimenta-se principalmente de peixes e moluscos. Chega a pesar até 300 quilos e a atingir 3 metros. Onde vive: Vive em regiões de baixas temperaturas da América do Sul (Pacífico Sul e Atlântico Sul). Estado: Os leões-marinhos já estiveram muito próximos da extinção. Causa: Entre 1917 e 1953, foi muito caçado por causa da sua gordura e da sua pele, usada sobretudo na confecção de casacos. Com a proibição da caça, começou a recuperar. Mesmo assim, ainda sofre com a poluição das águas e com a pesca realizada com redes.

27 7 Tubarão-baleia (Rhincodon typus) Características: É um peixe, conhecido como o maior do mundo, mas pouco se sabe sobre ele. Pode atingir 18m. Alimenta-se de zooplâncton. Onde vive: Mares temperados. Estado: Em perigo. Causa: Caça indiscriminada.

28 8 Pardelão-prateado (Fulmarus glacialoides) Características: É uma ave. Parecido com uma gaivota, tem cerca de 50 cm de comprimento e uma envergadura de 120 cm. Nidifica no continente antárctico. Os ninhos são construídos em fendas nas rochas. Alimenta-se de zooplâncton, crustáceos, e de pequenos peixes. Onde vive: hemisfério sul. Estado: em perigo. Causa: Poluição. Investigadores descobriram que estas aves têm uma média de 30 pedaços de plástico no estômago.

29 9 Pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri) Características: É uma ave. Mede até 1,20 metros de altura e pesa até 37 kg. Alimenta-se de peixes, krill e lulas, que pesca em profundidades até 250 metros, podendo ficar submerso cerca de vinte minutos sem respirar. O macho desta espécie passa o inverno na Antárctida, chocando os ovos. A fêmea substitui o macho apenas na Primavera. Onde vive: Oceanos Glaciar Antárctico e Atlântico Sul. Estado: preocupante. Causa: Falta de alimento disponível, devido aos efeitos das alterações climáticas e da pesca industrial. Doenças. Destruição do habitat. Perturbações nas colónias de reprodução, provocados por humanos.

30 10 Baleia-azul (Balaenoptera musculus) Características: É um mamífero. Com cerca de 30 metros de comprimento e mais de 180 toneladas de peso, é o maior animal que jamais existiu de que se tem conhecimento. Alimenta-se de zooplâncton. Onde vive: Até o início do séc. XX, eram abundantes em quase todos os oceanos da Terra. Os agrupamentos actuais estão localizados nos oceanos Pacífico, Antárctico e Índico. Outros agrupamentos de encontram-se ao norte do oceano Atlântico. Estado: Em perigo. Causa: Até 1966, foi intensivamente caçada, chegando perto da extinção. Protegida desde então, ainda não recuperou.

31 11 Golfinho de Maui (Cephalorhynchus hectori maui) Características: É um mamífero. É a mais pequena e rara subespécie de golfinhos. Alimenta-se de peixes e lulas. São manchados de cinzento, branco e preto e têm um focinho curto. São mais facilmente reconhecidos pela sua barbatana dorsal redonda. Onde vive: Perto da costa das ilhas do norte da Nova Zelândia. Estado: Situação muito crítica. Actualmente, existem apenas 55 indivíduos adultos no planeta Terra. Causa: A pesca realizada com redes.

32 12 Dugongo (Dugong dugon) Características: É um mamífero. Pode atingir os três metros de comprimento e quinhentos quilos de peso. Alimenta-se de algas dos fundos marinhos. Possui dentes afiados e é capaz de caçar pequenos animais, como lagostas e outros crustáceos. Onde vive: A espécie habitou em tempos todas as regiões tropicais dos Oceanos Índico e Pacífico, mas hoje em dia a sua distribuição é mais limitada. As principais populações vivem na Grande Barreira de Coral e no Estreito de Torres, ao largo da Austrália. Estado: Em perigo. Causa: Poluição.

33 13 Peixe Napoleão (Cheilinus undulatus) Características: É um peixe gigantesco dos recifes de coral; pode atingir os 2,30 m de comprimento e pesar 190 kg. A sua carne é apreciada pelo seu sabor e textura. Onde vive: Pacífico e Índico. Estado: Em perigo. Causa: Poluição. Pesca ilegal.

34 14 Cachalote (Physeter macrocephalus) Características: É um mamífero. É o maior animal com dentes actualmente existente. Pode ter até 18 metros e pesar até 50 toneladas. A cabeça mede cerca de um terço do seu tamanho total. Alimenta-se de moluscos e peixes, mas principalmente de lulas de tamanho médio. Onde vive: em todos os oceanos e no Mar Mediterrâneo. Estado: em perigo. Causa: Foi muito caçado até aos anos 80 do século XX. Sendo a caça proibida internacionalmente desde 1979, no Japão ainda continua. Outras ameaças são as colisões com grandes embarcações, a prisão em redes de pesca, ingestão de resíduos sólidos como plásticos, derrames de petróleo e resíduos industriais, entre outros.

35 15 Albatroz-real-setentrional (Diomedea sanfordi) Características: É uma ave. Está entre as aves voadoras de maiores dimensões, cobrindo grandes distâncias com pouco esforço. Alimenta-se de moluscos e peixes. Pode viver até aos 61 anos. Onde vive: Hemisfério Sul. Nidifica apenas em algumas ilhotas da Nova Zelândia. Após o período de reprodução, voa para leste até a costa do Chile e Peru, onde se alimenta e realiza a muda. Daquele lugar, desloca-se até à Argentina e sul do Brasil, importantes áreas de alimentação. Retorna às áreas de nidificação através do Atlântico, passando pela costa sul-africana. Estado: Em perigo. Causa: Poluição.

36 16 Cagarra-de-cabo-verde (Calonectris edwardsii) Características: É uma ave marinha de média dimensão. Nidifica em cavidades, nas escarpas do arquipélago de Cabo Verde. Alimenta-se de pequenos peixes e lulas. Onde vive: Na zona do Arquipélago da Cabo Verde. Estado: em perigo. Causa: Poluição. Apesar da espécie estar legalmente protegida, os juvenis são capturados nos ninhos por pescadores, sendo usados para alimentação humana e para isco de pesca, estimando-se em cerca de 5 mil as aves que em cada ano são capturadas.

37 17 Tartaruga verde (Chelonia mydas) Características: É um réptil. As tartarugas fêmeas põem os ovos em ninhos que escavam durante a noite na areia das praias. Mais tarde, os filhotes emergem em direcção à água. Aqueles que sobrevivem (1 ou 2 em 1000) alcançam a maturidade sexual ao fim de vinte a cinquenta anos e vivem até 80 a 100 anos. Onde vive: Nas zonas de águas tropicais e subtropicais do mundo, com duas populações distintas no Oceano Atlântico e no Oceano Pacífico. Estado: Em perigo. Causa: Poluição. Caça ilegal. Recolha de ovos. Enredamento acidental em redes de pesca.

38 18 Atum-azul do Atlântico (Thunnus thynnus) Características: É um peixe. Parente próximo do atum azul do Pacífico. Pode atingir os 450 quilos. Alimenta-se de pequenos peixes e invertebrados, como sardinhas, arenques, cavalas, lulas e crustáceos. Para além de sustentar a indústria das conservas, é muito apreciado na cozinha japonesa, sendo a base de um prato típico chamado sushi. Onde vive: Vive no Atlântico e no Mediterrâneo. Extinto no Mar Negro. Estado: O número de indivíduos desta espécie tem vindo a reduzir-se drasticamente. Causa: Pesca intensiva para alimentação humana.


Carregar ppt "Jogo dos 5 giros Vem salvar os animais marinhos em perigo. Objectivo: dar a volta ao mundo e salvar animais marinhos em perigo. Procedimentos: - Formam-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google