A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MARIEL HIDALGO Porto Alegre, 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MARIEL HIDALGO Porto Alegre, 2007."— Transcrição da apresentação:

1 MARIEL HIDALGO Porto Alegre, 2007

2 Evolução é o processo pelo qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espécies novas.

3 Adaptação é a capacidade de sobrevivência e reprodução de uma espécie num determinado ambiente. Ex. Mariposas de Manchester Melanismo industrial na Inglaterra Biston betularia

4

5 - FIXISMO - LAMARCKISMO - DARWINISMO - MUTACIONISMO - NEODARWINISMO TEORIAS EVOLUCIONISTAS

6 FIXISMO ou CREACIONISMO Propõe que as espécies foram criadas prontas por um ser superior e não se modificam com o tempo.

7 Em 1809, no seu livro Philosophie Zoologique propõe 2 “Leis”: •1. Do uso ou desuso. •2. Da transmissão hereditária dos caracteres adquiridos LAMARCKISMO Jean-Baptiste Lamarck – Biólogo Francês

8 “Lei do Uso e Desuso” •O Uso contínuo de um órgão o hipertrofia. Ex. As girafas, pescoço e patas dianteiras. •O Desuso o atrofia.

9 “ Da transmissão hereditária dos caracteres adquiridos. ” ”

10 Crítica a Lamarck •As girafas que herdavam patas e pescoço mais longos atingiam com mais facilidade o alimento e tornaram-se as mais adaptadas. •Hoje sabe-se que os seres vivos são selecionados pelo meio. •Parabenizar pela coragem.

11 DARWINISMO Charles Robert Darwin – Naturalista Inglês • Filho de Médico, iniciou Medicina, mas sentiu-se sem vocação, então fez Teologia. • Com 22 anos, iniciou uma viagem ao redor do mundo, que durou 5 anos. • Teoria da Seleção Natural

12 - Em 1831 zarpou com o Beagle. - Passou a coletar espécimes da vida terrestre e marítima.

13 Mil quilômetros a oeste da América do Sul O caso que ficou mais famoso, durante a viagem de Darwin, foi o das ilhas Galápagos, que ficam cerca de 900 km da costa e hoje pertencem ao Equador.

14 GALÁPAGOS, o nome provém das tartarugas gigantes que a habitam. 1.IGUANAS TERRESTRES 2.IGUANAS MARINHAS 1 2

15 1. Sobrevivência dos mais aptos Teoria de Darwin - Darwinismo

16 2. A população cresce em proporção geométrica (2, 4, 8,...), enquanto os níveis de subsistência crescem em proporção aritimética (1, 2, 3,...). Conclusão de Darwin em concordância com Malthus. 3. A tendência das espécies é apresentarem algumas variações diferenciando-se do tipo inicial. Conclusão de Darwin em concordância com Wallace.

17 MEIOS DIFERENTES SELECIONAM INDIVÍDUOS DIFERENTES ANCESTRAL COMUM

18 •Viagem de um naturalista, •Origem das espécies por via de seleção natural, •A descendência do homem, LIVROS ESCRITOS POR DARWIM

19 Sua teoria foi aceita pelo meio científico apenas no século XX, depois das descobertas de Mendel acerca da transmissão hereditária de caracteres.

20 Somente em 1997 a teoria recebeu anuência do represen- tante máximo da Igreja Católica, o Papa João Paulo II. A teoria de Darwin revolucionou o modo como o mundo científico e o homem compreendem a existência da vida no planeta.

21 Embora seja sensacional a sua teoria, ela é considerada incompleta, por não explicar as causas das variações existentes entre os componentes de uma certa população. Crítica a Darwin

22 MUTACIONISMO Hugo de Vries, na Holanda. Baseado no artigo: A Teoria das Mutações (de Mendel, 1865), sugeriu que: As mutações seriam o ÚNICO mecanismo de evolução das espécies Thomas Morgan, disse : Seleção e adaptação são supérfluas, são conceitos não científicos.

23 - Vários Cientistas - Baseada na Teoria de Darwin - Incorporou noções atuais de Genética NEODARWINISMO ou TEORIA SINTÉTICA DA EVOLUÇÃO

24 Baseia-se nos seguintes pontos: - Mutações, como fator de variação (recomb.gen.) - Acaso, como justificativa para as Mutações - Luta pela vida (contra o meio e não contra outro indivíduo) - Isolamento ( geográfico ou sexual) - Migração - Seleção Natural (sobrevivência dos mais aptos)

25 PROVAS DA EVOLUÇÃO Anatômicas Embriológicas Paleontológicas

26 HOMOLOGIA - Semelhança entre estruturas de diferentes seres vivos, com mesma origem embrionária, com funções iguais ou diferentes.

27 ANALOGIA – Semelhança morfológica entre estruturas de seres vivos, com mesma função e diferente origem embriológica.

28 IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA

29 ADAPTAÇÃO CONVERGENTE Ou Evolução convergente Não há parentesco Submetidos a critérios comuns de seleção natural pelo ambiente

30 ÓRGÃOS VESTIGIAIS Órgãos desenvolvidos e ativos em alguns seres vivos e atrofiados em outros. Há parentesco entre as espécies. Ex. - Cócix - Apêndice (porção do intestino que aloja microorganismos que digerem a celulose vegetal.

31 EMBRIOLOGIA COMPARADA

32

33 FÓSSEIS Restos ou vestígios de seres vivos extintos (que viveram em épocas remotas).

34

35

36 O Archaeopteryx litographica é considerado uma das provas de que as aves evoluíram dos répteis. Seu organismo fóssil permite observar características de ave e réptil.

37 Fóssil de Homo erectus - Etiopia

38 FOSSILIZAÇÃO Conservação em gelo, lavas de vulcão, âmbar, etc. O material orgânico pode ser substituído por sílica ou outra substância. O inseto encontrado em âmbar tem 39 milhões de anos.

39 ESPECIAÇÃO

40

41 EVOLUÇÃO DO SER HUMANO

42 - Australopithecus - Homo habilis - Homo erectus - Homo sapiens - Homo sapiens neanderthalensis - Homo sapiens sapiens, raças extintas (Cro- Magnon, Grimaldi, Chancelade,...

43 + 1 m 1,20 m 1,70 m 1,60 m 1,70 m ALTURA MÉDIA DO HOMEM

44 Australopithecus Viveu na África há cerca de 4,0 milhões de anos. Peso: + 30 a 40 quilos Altura: + 1 m – 1,40 m Ferramentas: instrumentos rudimentares, como pedras e paus encontrados no chão Alimento: frutos e ervas Australopithepithecus ramidus e A. afarensis

45 Homo habilis Viveu na África há cerca de 2 milhões de anos. Peso: + 30 a 40 kg Altura:+1m - 1,25m Ferramentas: construía suas ferramentas com pedras ou ossos Alimento: frutos e carne

46 Homo erectus Viveu na África, Ásia, Europa e Oceania, há 1,5 milhões de anos. Peso: + 60 quilos Altura: + 1, 70 m Ferramentas: fogo Alimento: frutos e carne Obs. Resistente ao frio

47 Homo sapiens Viveu na África, Ásia, Europa e Oceania, há 200 mil anos. Homo sapiens neanderthalensis Viveu na Europa e Oriente Médio, há 200 ou 300 mil anos. Peso: + 80 quilos Altura: + 1,6 m Extinto há 40 mil anos

48 Caçadores, roupas de pele e choupanas Homo sapiens sapiens Todo o planeta Peso: + 70 quilos Altura: + 1,7 m Surgiu na África De 150 a 100 mil anos

49

50

51 Apesar de alguns protestos isolados, a teoria evolucionista de Charles Darwin ( ) é hoje amplamente aceita, inclusive pela Igreja Católica. Segundo essa teoria, suportada por inúmeras evidências científicas e objeto de estudo da paleoantropologia, o homem origina-se de um ancestral comum ao macaco que, ao longo de milhares e milhares de anos, veio sofrendo mutações genéticas naturais, dando origem aos nossos antepassados mais próximos.

52 REFERÊNCIAS http :// mildicas.net;biologia Mariel Hidalgo – 2007

53 Os mais antigos documentos fenícios, caldeus, sumérios, babilônios e egípcios datam de a anos A.C. Homem sapiens cro-magnon – França anos


Carregar ppt "MARIEL HIDALGO Porto Alegre, 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google